Alguém me faz o favor de exorcizar o homem que existe em mim? Obrigado!

FINALMENTE o marido confessou (entre a espada e a parede lolll): "sim, não me importava que fosses um bocadinho mais gordinha..assim sempre tinha mais por onde agarrar!"...*YOU WISH* ...mas até pode ser que tenhas sorte, a comer pratadas daquelas lá no brazuca (ou lá o que raio é aquilo), não tarda muito! LOL

Agora, ao que interessa:
Devo ter alguma das patas do meu cromossoma XX avariada, só pode! Mas que raio de gaja venho a ser eu! Adoro roupas, sapatos, acessórios, cremes, enfim dessas tretas todas...so far so good!
O problema é que eu (ou o marido) vejo algo que gosto e que me fica bem, e compro, mas depois, fica a ganhar traças no roupeiro. Tenho roupa guardada há mais de dois anos ainda com etiqueta agarrada e tudo..é o degredo. No entanto, as minhas calças favoritas, já tão tão gastas, mas tão gastas, que raramente uso fora de casa, e quando as uso, até a minha mãezinha goza comigo. Tantas saínhas e vestidinhos e blusas engraçadas, a única coisa com que me sinto realmente confortavel são calças e "blusecas" monocromáticas ultra-normais..não me sinto bem quando me visto decentemente bah! Nem faço ideia porquê...
Casacos, botas e sapatos é a mesma história..parece que tenho medo de os usar..
Os cremes, os que não dei à mãezinha (assim como algumas peças de roupa), estão a ganhar ranço no armário, e os perfumes nem se fala, qualquer dia, deixam de ser perfumes (se bem que a razão de não os usar é outra).
Adoro colares e fios e aneis e relógios, mas não gosto nada de usa-los. Tenho um par de furos em cada orelha, mas brincos é coisa que não calça por aqui há muito. Maquilhagem, vade retro Satantás!
Ir ao cableireiro, fazer limpezas de pele, manicure ou mesmo depilações, não gosto, é alta perda de tempo, só quando tem mesmo, mesmo que ser!
Isto, sem falar na minha lingua afiada, qual camionista, e outras coisas mais que nem arrisco comentar! Bah..
    12 de Janeiro de 2006, às 16:24link do post comentar