...

Então prontos!

Depois de la termos encomendado o frigorifico, e de ter que esperar entre 8 a 15 dias, fomos passear ao CascaisShopping. Havia muito tempo que não ia lá...mas pareceu-me estar na mesma..

Na terça fomos buscar mais gerbos pá sis, e depois fomos pó forum, ver os Incredibles. Que filme mais bacano. Quase não parecia animação..parecia mais uma mistura de 007, com SpyKids, e mais montes de filmes, só o desenho dos personagens é que era mais irreal...adorei o ar retro e o humor da cena, acho que está um movie muita bem esgalhado. Entrou directo pá lista dos favoritos!
Depois do filme, fomos pá Fnac..era dia do aderente e ficamos lá até quase às duas.
Na quarta, tivemos a ver (e ripar) os DVDs que a nee comprou, e depois fomos fazer umas comprinhas no forum, pa nee acabar as ferias em grande lolll

Hoje era dia de ir levar a visita de volta po Algarve, e como estava prometido, fizemos um "ligeiro" desvio, e fomos para Sevilla, ao Ikea (que horror! somos IKEAholics lolll), and guess what? Siiiiiim, também estavam esgotados lá!!! Só que lá, chegam para a semana...pode ser que venham uns quantos para cá também...

Hoje deu na TVI, uma reportagem sobre as mulheres ou casais que optam por não ter filhos, não foi grande peça, diga-se de passagem, mas as pessoas lá explicaram porque não pensavam em ter filhos e tal, e lá deram uns números, e alertaram para o facto de Portugal não conseguir suportar uma população envelhecida e tal...
Se calhar, se as pessoas tivessem mais benefícios em ter filhos, como em certos países europeus, se calhar, havia mais gente a querer ter le-los ...o facto é que num pais, onde cada vez há mais incertezas sobre o futuro, devido ao nosso triste e incompetente governo, que cada vez mete mais água, e que se reflecte em todas as areas, incluindo na confiança e esperança do povo. As pessoas assustam-se quanto à ideia de meter mais pessoas neste mundo e não ter garantias que vão ter uma vida decente..
Eu vou ser mais uma a ajudar nas estatísticas desfavoráveis..o meu instinto maternal é praticamente nulo, assim como a vontade de ter criancinhas, educa-las, tarefa para a qual eu desconfio que não estou à altura, e tentar fazer delas pessoas minimamente decentes...o que duvido, pois hoje em dia, está muito, muito mal, más influencias por todo o lado, que minam qualquer hipótese de educação consciente ...e no futuro ainda vai estar pior!
    3 de Dezembro de 2004, às 16:28link do post comentar