Fim-de-semana prolongado

Eu não gosto do carnaval, já se sabe...quer dizer, até gosto, porque há férias ou "feriados" he he deram-me a segunda, e na terça a empresa declarou feriado, portanto, foram 4 diaszinhos em casa. E que bem que me souberam!

 

O fim-de-semana foi passado em casa, e na segunda fomos a Lisboa na parte da manhã, mas há hora do almoço já estávamos agarrados aos tachos!

 

Na terça decidimos que já chegava de estar em casa, e como o dia estava bonito, sugeri que fossemos até à Arrábida, que já se sabe que eu gosto muito dessa serra e dos seus ares. Andava por lá montes de gente.

Fomos até a uma espécie de miradouro, nunca lá tínhamos ido antes, e andamos a corta-mato no meio dos arbustos, com um caminho uns metros abaixo...coisas de amadores. Mas eu até gosto de andar no meio do mato, desde que não me cruze com aranhas está tudo bem he he

 

Ainda passamos pelo Portinho, e ficamos de lá voltar para ir a um dos vários restaurantes que há lá, com esplanada sobre a água. Depois fomos cravar o jantarito à dos sogros, que ficava a caminho, e a noite terminou como todas as outras, a ver a fox, alternada com a tvi que eu curto à brava daquela série dos anos 70 lol

 

Foram umas mini-férias surpresa caídas do céu, consegui meter muita coisa em dia e descansar... muito (que bem estava necessitada). Abrimos também a época dos grelhados de 2007, com 4 camarões tigre que já estavam no gelo à demasiado tempo, e estreamos finalmente o Betsö (veeergoooonha, foi comprado em Julho passado, só passados 7 meses é que entrou em acção). E no dia seguinte saiu bacalhau. Muito bom! Não há fotos dos pitéus porque estávamos demasiado ocupados a devora-los...fica prá próxima lol

 

Resumindo, não vi máscaras nem me mascarei, não vi desfiles nem fui a festas, mas foi um óptimo carnaval!

22 de Fevereiro de 2007, às 23:09link do post comentar ver comentários (3)

Duvida!

É verdade que é má educação uma pessoa espreguiçar-se em público?

 

..ups!

22 de Fevereiro de 2007, às 14:37link do post comentar ver comentários (4)

Saudades...

 

..do verão e dos dias passados na areia a assar ao sol..e já faltou mais!

19 de Fevereiro de 2007, às 17:19link do post comentar ver comentários (4)

Fim-de-semana improdutivo...ou talvez não!

No sábado acabamos por ir até azeitão, almoçar ca sogrinha, que estava sozinha.

 

Como entretanto lembrei-me que estava a decorrer a nauticampo, fomos até à FIL ver as modas. Não é que me interesse muito por embarcações (salvo aqueles navios de cruzeiro gigantescos), mas aqueles iates todos impressionaram-me, dass..havia lá com cada barcalhão que só visto.

Visita-los tá quieto, só com marcação, algures na próxima semana (quando um dos vendedores nos tinha acabado de dizer que a média de espera para a visita era de 2 horas), porque para o fim-de-semana era só para clientes e não sei quê....cá para mim, ou temos ar de pessoa endinheirada que não sabe o que há-de fazer ao guito, ou ficamos a chuchar no dedo, à espera das sobras dos outros...:P

 

Mesmo assim ainda entramos num catamaran. Não era nada de especial, mas deu para fazer o gosto ao olho. Depois de três pavilhões cheios de barcos, eis que entramos naquele que tínhamos realmente interesse: o de campismo!

 

Caravanas e atrelados eram aos montes e entramos em praticamente tudo o dava pra entrar. Constatamos que as Joint, são as quem melhor wc têm, e a relação qualidade preço está muito boa, não admira portanto, que se vejam tantas por aí he he.Tendas, só havia um expositor, e que fraquito era. O da campingaz também estava muito fracote, e pronto. Vimos aquilo tudo e bazamos de lá pra fora.

 

Depois fomos ao forum, que eu queria ir largar um casaco à lavandaria e precisamos de supplies para casa.

 

No domingo, a programação da TV até estava boa. Só arrancamos do sofá para ir votar lá prás três da tarde. Foi a primeira vez que votei num referendo e foi também a primeira vez que votei cá em cima. Quando em Outubro pairava no ar a possibilidade da IVG ir a referendo novamente, fui à junta de freguesia mudar o recenseamento praqui. Não quis arriscar fazer 300km e à vinda, acontecer alguma coisa que impedisse o marido de votar, como da última vez..

 

Lá nos registos deles, o meu nome estava errado, em vez de Maria, tinham Marisa, então enquanto fui meter a cruz, os cotas não se calavam com o meu nome....depois, foi com o marido, deduziram que que éramos casados, apesar dos nossos apelidos serem diferentes, e vá de comentar que "Hoje em dia, eles preferem assim!" e-não-sei-quê-nem-sei-que-mais.. Foi um fartote, tiraram a seriedade à coisa com aquelas conversas todas.

 

À noite, depois de jantar, fomos ao forum buscar o casaco à lavandaria, quando regressamos, tínhamos a cozinha novamente inundada. O marido destapou a visita e o causador do alagamento foi novamente um calhau de calcário. Deduzimos que aquilo só pode estar a vir da máquina de lavar roupa, embora o filtro dela estivesse limpo...

 

Meti alguma leitura em dia, não postei, não adiantei grande trabalho, mas comecei um projecto novo...a ver se dá nalguma coisa..

Objectivos para 2007

Mr. Marco "tagou-me" há uns dias, portantos, seguem os meus objectivos principais para 2007:


Viajar. Passear.

Estava a contar ficar a conhecer Londres em Abril, mas a vida trocou-me as voltas, é por isso que não gosto de fazer planos, eles falham!

Além disso, gosto mais de coisas espontâneas. Gosto de coisas planeadas no momento, essas pelo menos, não falham tanto e são muito emocionantes!

Se não ir para o estrangeiro, vou para Portugal, que ainda há muito recanto com descobrir e re-descobrir! Este verão, volto à vida de campista e há 4 parques que não podem falhar hi hi hi


Carro novo!

Não queria acabar o ano sem um carro novo, o chasso faz 15 anos daqui por uns dias, tá mais que na hora de arranjar um carrito novinho, que já mereço (ou melhor, 2007 não pode acabar sem eu ter esta questão resolvida lol)! Mas o chasso não morre por aí, no sir! Aquele moço ainda há-de comer muito pó e carregar muita areia até morrer (o marido não me deixa fazer "rallizadas" com um novo :P)!


Conhecer. Aprender. Evoluir.

Parar é morrer! Gostava de fazer um curso de escrita criativa. Descobri recentemente que a etic tem um que é exactamente o que quero, mas começou este mês, provavelmente já não vou a tempo, mas vou-me informar na mesma.

 

Gostava de mandar vir mais uns livritos técnicos da amazon, que eu gosto muito de livros técnicos, de webdesign e não só. Os livros ensinam-nos bastante, e mantêm os olhos longe de monitores :)

 

Continuar a desenvolver a minha "arte", o webdesign, e quem sabe, lá mais pro fim do ano, começar a dedicar-me a aprender uma nova linguagem de programação ^^


Projectos pessoais

Não tenho muito tempo para eles, mas tenho dois, um deles já em (lento) andamento, outro que ainda não passou do papel. Mas primeiro tenho que acabar um site e depois logo se vê. Também queria dar um jeitinho no layout de dois dos meus blogs, e já agora, arranjar tempo para postar com mais frequência..

 

Agora..5 pessoas a quem passar a batata quente...deixa lá ver... à Cátia, ao Dextro, ao Marco, ao Pedro, e ao Valter..there!

13 de Fevereiro de 2007, às 13:33link do post comentar ver comentários (4)

O rescaldo do referendo

Orgulho-me de viver num distrito onde o SIM obteve o segundo melhor resultado (81%), e onde também a abstenção obteve o segundo valor mais baixo (51,5%)!

 

Orgulho-me de viver numa freguesia, onde mais de metade dos habitantes foram votar, e apesar da população ser maioritariamente idosa, o SIM ganhou com uns espantosos 79%!

 

E tenho um feeling que muita coisa vai mudar graças a este resultado... "Ninguém pretende aumentar o número de abortos. Se uma mulher se vê forçada à abortar pelo facto de não ter condições financeiras, o Estado deve ter a maior preocupação em ajudá-la e não empurrá-la para uma situação de aborto" in Diario Digital ...a ver vamos!

12 de Fevereiro de 2007, às 15:48link do post comentar ver comentários (4)

Ainda não foi desta...

Não acredito! Não sei quantos sismos ocorreram nos 27 anos que ando por cá, já devem ter sido uns quantos, mas ainda não senti nenhum, nem o de hoje!

 

Não querem mesmo nada comigo...:P

12 de Fevereiro de 2007, às 13:51link do post comentar ver comentários (4)

Este fim-de-semana...

Casa num caos.... Preguiça!

No mínimo, três máquinas de roupa... Preguiça!

Stock da despensa em baixo... Preguiça!

Trabalho para por em dia... Preguiça!

Posts para (terminar de) escrever... Preguiça!

Muita leitura para por em dia... Preguiça!

Planos de ir passear... Preguiça!

 

...adivinha-se muito produtivo!

10 de Fevereiro de 2007, às 03:49link do post comentar ver comentários (7)

Ele há coisas...

/*este post contem spoilers*/

 

O episódio desta semana de House nas americas foi uma espécie de chamada de atenção para um dos meus (maus) hábitos: Um puto estava com os pés pra cova e a equipa do House não conseguia descobrir o motivo. No fim, tinha um palito espetado nos intestinos! E o marido ontem espetou um palito no pé, um palito que eu devo ter largado por aqui e caiu na carpete...já tinha espetado um no rabo há uns tempos atrás...

 

é melhor começar a ter mais atenção antes que aconteça algum acidente mais grave...:P

9 de Fevereiro de 2007, às 02:36link do post comentar ver comentários (4)

IVG

Acho que esta posta é inevitável, toda a gente fala sobre assunto, toda a gente dá a sua opinião..

 

Optei por não dar a minha, mas reuni uns quantos factos que acho que falam por si:

 

- A IVG é, e há-de ser sempre uma realidade. Acontece aos milhares todos os anos, é um facto. Não é o NÃO ganhar que vai mudar isso, aliás, só vai fazer com que tudo fique exactamente na mesma. A atitude típica de ignorar que existe um problema, só para não ter que enfrenta-lo, é errada e não nos leva a lado nenhum..

 

- Se o NÃO ganhar, o aborto clandestino vai continuar; milhares de mulheres vão continuar a encher os bolsos a clinicas, muitas delas ilegais e sem condições nenhumas; algumas mulheres vão correr o risco de morrer, algumas vão ser apanhadas e vão ser humilhas em tribunal, apenas porque sentiram que não reuniam condições para trazer uma criança ao mundo.

 

- O facto do SIM ganhar não vai fazer com que as mulheres desatem todas a interromper a gravidez, como se de uma moda se tratasse.

Não é uma decisão que se toma de animo leve, e deixa marcas profundas para sempre na mulher, muitas nunca o superam. Ao terem o acompanhamento médico e psicológico, muitas mulheres acabarão por desistir de abortar. Actualmente, e da forma como as coisas se passam, se uma mulher engravida, e num acto de desespero decide não ficar com a criança. Arranja conctactos, arranja o dinheiro e vai a uma clinica pela calada. Ninguém faz perguntas, ninguém quer saber - money talks, bulshit walks!

E se existem mulheres que vêm no aborto um método contraceptivo, então deixem-me que vos diga que chamar-lhes estúpidas e inconscientes é pouco, porque não fazem a mínima ideia dos riscos que correm cada vez que passam por um aborto.

 

- E se o SIM ganhar, e os números reais se revelarem assustadores, pode ser que aí o governo se veja obrigado a tomar providências, e tratar de arranjar incentivos para os casais que se vêm a braços com a possibilidade de ter um filho não planeado, não desistam à partida. Licenças de maternidade mais longas, abonos ajustados à realidade das necessidades das crianças, serviços de saúde e educação mais acessíveis, compra/arrendamento de casa facilitado, etc, etc, são algumas medidas que poderiam vir a reduzir substancialmente o numero de abortos praticados por ano..

 

Mais... Sobre aqueles que falam que métodos contraceptivos são suficientes para evitar uma gravidez não desejada, aqui fica um dos muitos cenários, que acontecem com mais frequência do que se imagina: Um jovem casal de namorados, estudantes, com a vida toda pela frente, sendo a sua maior preocupação, os estudos, e porque não, as coisas boas e divertidas da vida. A rapariga, consciente que pode engravidar se tiver relações sexuais desprotegidas, escolheu a pílula como método contraceptivo, e segue à risca o horário das tomas, não falha uma. So far, so good..

 

Uma destes dias, a rapariga come qualquer coisa ao almoço que lhe cai mal e vomita ou fica com diarreia. Por azar, a pílula desse dia não teve tempo de ser absorvida pelo organismo e perdeu a eficácia, embora ela a continue a tomar as restantes a tempos e horas. Dois dias depois, saí à noite com o namorado, e acabam na cama, e ela não se lembra (ou não reparou) do sucedido de há dois dias atrás. Passado duas ou três semanas ela descobre que está grávida..

 

E agora? Deve a rapariga ser obrigada a ter a criança que não desejou (caso contrario, não estaria a tomar a pílula) e a dar cabo do seu futuro, porque vai ser mãe e as implicações de ter um filho são enormes e vai ter que abdicar de muita coisa? E o namorado? Estaria pronto a aceitar a responsabilidade de ser pai? Deixar a escola e arranjar um trabalho para sustentar a nova família? E se isto (ou algo parecido) vos acontecesse?

 

Não vale dizer que "a mim não, porque assim, e porque assado..", porque o destino às vezes consegue ser fdd.. E se optassem por não ter a criança? Seria isso preferível num cenário do SIM ou do NÃO?

 

E já agora... Há uma coisa que sempre me fez uma certa confusão, e também tem um pouco a ver com o assunto: porque é que existe tanta gente culpar as escolas, por estas não darem, ou darem de modo deficiente, aulas sobre educação sexual aos putos, quando esse tipo de educação deveria ser recebida em casa em primeiro lugar? Leva-me a querer que, quem tem medo do "bicho papão" são os pais, e não as criancinhas!

É conveniente, não é? Passar a batata quente aos professores, como se de uma obrigação se tratasse..

 

Quer queiram quer não, a educação sexual das crianças e adolescentes, para que tenham conhecimento de como funciona a vida, e não tenham que andar a fazer abortos aos 14 ou aos 16, deve ser da inteira responsabilidade dos pais, que foi quem os meteram cá. Cabe aos pais falarem abertamente, e explicarem aos filhos, o que acontece quando não tomam cuidado a fazer certas coisas, para evitar que se vejam em situações extremas como a de uma gravidez não desejada. Já que não é fácil impedi-los de experimentarem os prazeres da vida, ao menos que eles conheçam exactamente no que se estão a meter..

 

Bem, não vos maço mais....não se esqueçam de ir votar no domigo.

8 de Fevereiro de 2007, às 03:23link do post comentar ver comentários (11)

'Le me

tem idade suficiente para ter juízo, embora nem sempre pareça. algarvia desertora, plantou-se algures na capital, e vive há uma eternidade com um gajo que conheceu pelo mirc.

no início da vida adulta foi possuída pelo espírito da internet e entregou-lhe o corpo a alma de mão beijada. é geek até à raiz do último cabelo e orgulha-se disso.

offline gosta muito de passear por aí, tirar fotografias, ver séries e filmes, e yada yada, yada... é ler o blog ;)

bucket list

'Le liwl

era uma vez um blog cor-de-rosa que nasceu na manhã de 16 de janeiro, no longínquo ano de 2003, numa altura em que os blogs eram apenas registos pessoais, sem pretensões de coisa alguma. e assim se tem mantido.

muitas são as fases pelas quais tem passado, ao sabor dos humores da sua autora. para os mais curiosos, aqui ficam screenshots das versões anteriores: #11 #10 #9 #8 #6 #5 #4

seguir nos blogs do sapo

Follow follow us in feedly