StarWars in Concert

na segunda passada não faltamos ao star wars in concert, no pavilhão atlântico. uma oportunidade para ouvir ao vivo uma orquestra a tocar as músicas que os filmes de star wars nos habituaram.

antes do espectáculo começar demos um saltinho à exposição mas não achamos nada de especial. serviu pa sacar umas fotos ao lado de uns stormtroopers (são TÃO lindos!!) que era o que eu queria mesmo lol..só pena que não encontrei o darth vader pelo caminho, isso é que era!

 


nunca tinha assistido a uma orquestra (digna desse nome) ao vivo e fiquei impressionada com aquilo.. que sincronismo brutal têm aqueles músicos para produzirem um som tão perfeito.. para mais, já assiti a muito concerto no pavilhão atlântico e nunca antes ouvi ali um som tão espectacular!

as músicas iam sendo acompanhas de uma projecção que misturava os seis filmes e acabava por ajudar a amenizar a raiva que tenho às prequelas lol. narrada pelo c3po in the flesh, ia sendo contada a historia das personagens e das cenas mais marcantes da saga, comic reliefs incluídos :)

mas para mim, o momento mais alto foi mesmo a badass da imperial march.. não estava à espera dela tão cedo. quando terminou tive que limpar a lagrimazinha ao canto do olho tal não foi a emoção hihihi muito muito fixe!
voltamos a ouvi-la novamente, no encore, que fez com que o concerto terminasse em apoteose..MUITO MUITO BOM, e mai nada!

valeu bem a pena, e os videos que capaturamos durante a coisa com a máquina que a sara que emprestou, ficaram com um som bastante bom (fora uns soluços um bocado fodidos aqui e ali :P) e vão servir para prolongar a lembrança daquela noite memoravel \m/

também gostei da companhia. o marido, claro, a sara e o , o browserd e a sua pequena grande geek, e o hugo cardoso, que acabei por não falar com ele pessoalmente. só faltaste lá tu, hugo costa!

15mn de fama!

descansada da minha vidinha tava eu quando começo a receber uma avalanche de notificações de novos followers na caixa de mail.. nesse momento pensei que tava a ser vítima de algum mega ataque de spam no twitter, mas quando começo a ver os perfis em questão, não me pareceu.. até que me apercebi do que se estava a passar: a smashing magazine (que para quem não conhece, é um dos blogs supra-sumo-da-barbatana para webdesigners dos quatro cantos do mundo) tropeçou no meu site pessoal e meteu um tweet sobre ele he he

opá...retweets com fartura, pra cima de 5 mil visitas no site, montes de gente a dar os parabéns por mail e twitter, montes de followers novos (que provavelmente vão-se cagar em mim quando se aperceberem do degredo que é a minha timeline lol), pedidos de amizade no facebook e linkedin, e até os blogs que tenho lá linkados também sentiram o "digg effect"..brutal!

o que mais me surpreende nisto tudo, é que o site em questão, foi uma coisa feita em pouquíssimas horas e que nem sequer levei a sério, era mais para me treinar em html5 que outra coisa qualquer.. mas pelos vistos, tem causado sensação por aí :)

25 de Março de 2010, às 21:28link do post comentar ver comentários (2)

6 anos...

...do canoxa saca-palmilhas profissional mais fofo do mundo, coisa mai linda!

 

Furas


a foto é antiga porque eu sou uma preguiçosa :P

23 de Março de 2010, às 23:11link do post comentar ver comentários (6)

101 coisas: participar na mini-maratona em 2010

e eis que ao 4º ano consecutivo de mini-maratona não fomos sozinhos!
a minha mãe ganhou coragem e veio participar e a sogrinha também se juntou :)

tão lá fomos os quatro no meio daquela maralha toda, ponte a fora até o mosteiro dos jeronimos. parece que cada ano a prova fica mais difícil, deve ser da idade lol queixei-me muito mais que a minha mãe, que tem mais 20 anos que eu e levou aquela estafa na boa, que degredo..ainda para mais, pensava que ja trava treinada nisto de caminhar, tá visto que não..

quem fica para trás..

mas para uma pessoa que diz que não gosta muito de andar metida no meio de multidões, a minha mãezinha tava na boa, até a fiz subir ao rail da ponte uma porrada de vezes para lhe tirar fotos hi hi hi ela divertiu-se bastante e isso é que é preciso :)

de recuerdo, para além da medalha da prova trouxe também uma nódoa negra em cada joelho, dei um salto e aterrei mal (ainda tou pa saber como fiz aquilo).. nop, não é aos 30 que o juízo chega :P

ah! este ano não tive pesadelos com a ponte, mas sonhei que acordei tarde e falhei a prova lol

23 de Março de 2010, às 22:32link do post comentar ver comentários (10)

101 coisas: ir novamente ao marvão

quase quase que fomos prá estrela, quase.. mas por muito tentadora que fosse a ideia de me ir enfiar na neve geladinha, tive medo que meio mundo se fosse lembrar do mesmo e voltei aos planos iniciais: marvão here we go!

foi um destino que nos saiu atravessado em janeiro do ano passado, quando fomos pra lá passar um fim-de-semana e o domingo foi do mais merdoso que se pode imaginar..mas este ano andei a acompanhar a meteorologia de perto e a coisa tava bastante favorável

saímos já tarde no sábado e jantamos pelo caminho, no sever, que já conhecíamos e que deve ser o melhor restaurante nas redondezas. comemos um dos melhores bifes de sempre hi hi hi
a noite foi passada dentro das muralhas, na albergaria el rei d. manuel, que se revelou bastante simpática e acolhedora, perfeita para a ocasião :)

então no domingo lá fomos redescobrir o marvão. já lá tinha estado há muitos anos, e a coisa que melhor me lembrava era a vista que aquilo tem. é simplesmente brutal!
gostei de ver que está tudo muito bem preservado e limpinho, tanto o castelo e a muralha, como as ruas e casas da aldeia.
demos a volta completa por cima da muralha. ficamos foi estafados no fim daquela brincadeira..



mas marvão é pequeno e vê-se rápido, então, ala pro topo da serra de s. mamede em busca de uma cache que ficou por fazer da outra vez. desta vez, sem chuva e nevoeiro foi muito mais fácil encontrar fosse o que fosse...e a vista? ai a vista!!
ficamos todos histéricos quando vimos que uma das nossas peças de xadrez tinha sido transportada de uma cache que fizemos no ano passado, não muito longe dali he he

depois não me apetecia descer..o dia tava limpo e via-se tudo em redor, e a vista é pura e simplesmente de cortar a respiração!

descemos e andamos por ali perdidos naquelas estraditas (que por acaso até estão em muito boas condições), a apreciar as paisagens, e ainda metemos o pé em espanha.

como tínhamos ficado com inveja dumas cabras montanhesas que vimos nuns penhascos bem altos, decidimos fazer o mesmo. então quase ao sol posto, subimos ao topo dum monte para fazer a última cache do dia.
quando finalmente nos aproximamos dos penhascos ficamos um bocado sem saber o que fazer..é que haviam muitas hipóteses para chegar lá em cima, mas nenhuma parecia fácil ou agradável, e andar ali à volta de pedras gigantescas, enfiados por entre arbustos  que nos davam pela cabeça, com um frio daqueles, não era bem o fim de tarde que tinha imaginado.. mas num rasgo da mais pura intuição geocacher feminina, determinei qual o caminho a seguir. quando o marido pára no cimo da rocha para consultar o gps, viu um saco de plástico verde por baixo dos pés. YAY, à primeiríssima!

ainda ficamos um bocadinho a curtir a vista porque valia mesmo a pena. depois descemos, pegamos no carro e demos o passeio por terminado, com uma última paragem na casa dos sogros, pa filar o jantarito hi hi hi

cheguei a casa cansadíssima e com a sensação que tinha estado fora muito mais tempo. estes dias assim são brutais porque acordamos cedo e fazemos tanta coisa que eles esticam quase até partir!

(mais fotos no sitío do costume)

Orgasmo cerebral...

 ...é o que eu tenho aos 4.21mn da música que abre o último album dos massive attack \m/

 

entretanto o marido disse-me (o marido às vezes diz umas coisas fixes hihihi) que se eu ouvisse a música ao vivo no coliseu, expodia por dentro..bom, não vou ouvi-la no coliseu, mas vou ouvi-la no SW deste ano porque eles tão confirmados... w000000000t!!!

17 de Março de 2010, às 22:57link do post comentar ver comentários (9)

Efemérides

no sábado passado fez 10 anos que tirei a carta e como tal, honrei o principal motivo que ma fez tirar: fui passear!

é verdade. eu queria ter carta e carro para ir onde me apetecesse. desde cedo que fazia altas planos com a sis, "quando tiver a carta vamos aqui" "quando tiver a carta vamos ali" "quando tiver a carta ninguém nos segura". no meu dicionário, liberdade tinha como significado ter carta de condução.
pena que a vida não proporcionou grandes oportunidades para metermos os planos em prática.. mas por sorte arranjei um gajo que está sempre disposto a sair quando, onde e como quero he he

anyhoo.. ao fim de dez anos, nada a declarar, nem uma multa (multas de estacionamento (3) é do mais lame que há, logo não contam)!
para uma enfezadita que precisou de uma mão cheia de exames de condução, e que quando foi finalmente à escola buscar a guia os instrutores devem ter ficado a fazer apostas sobre qual seria o dia em que se espetava certeira contra um muro, acho que não me tenho saído nada mal. já dei a volta a este país não sei quantas vezes e já andei metida em muito sitio marado (alguns que nem gosto de me lembrar) e em condições pouco aconselháveis... e vá lá que já não tenho pé pesado, porque ao princípio era jeitoso :P

e pronto, a modos que era isso :)

btw, ♥ u cascas!

15 de Março de 2010, às 20:57link do post comentar

O Alice in Wonderland é um filme para gajas!

...e não é por causa do johnny depp, mas sim por causa das doses industriais de cuteness!



adorei os bichos, opá, se adorei os bixos... tavam TODOS tão fofos!
tipo, o matreiro do cheshire cat, que não parava de ronronar, mais àqueles movimentos tão subtis dele, quando esvoaçava e se esfumava no ar era simplesmente delicioso... o coelho branco, sempre à pressa e com ar de estar constantemente aterrorizado, a caterpillar, alapada em cima dum cogumelo a fumar a shisha, e a produzir altas nuvens de fumo... e o ouriço? ai o ouriço era tão foooofo... e os sapos serviçais? adoraaaaveis!!
o tó queixou-se que eu não parava de dizer "fofoooo" "foooooofo" "fofinho" durante o filme todo muahahah

torço sempre o nariz aos filmes do tim burton, mas a este tenho que lhe fazer uma humilde vénia. acredito que o eu gostar das aventuras da alice no pais das maravilhas tenha contribuído bastante, mas... a forma como aquele mundo foi ali retratado está simplesmente brilhante. a historia podia estar um bocado mais afinadinha, mas pronto, acho que fiquei overwhelmed com todo o ambiente do filme he he
 
e para terminar, here's a shocker: gostei MUITO MAIS do 3D deste filme do que do avatar...tipo muito mais MESMO! (atenção que não estou a comprar os filmes em si nem o cgi todo, apenas o 3D)

13 de Março de 2010, às 02:16link do post comentar ver comentários (1)

Cores delicadas ou Resistentes muito sujos?

regra geral, cá em casa todas as tarefas domesticas são partilhadas.

todas excepto uma, a qual me recuso terminantemente a abdicar: pôr a roupa a lavar!

exclusividade total eu tenho sobre a minha máquina!
o marido só tá autorizado a abri-la se for para tirar a roupa lavada de lá pra fora ou limpar o filtro.

ele diz que sou muito territorial em relação à maquina e não é mentira nenhuma, não senhora. tenho cá para mim que os homens não foram feitos para porem roupa a lavar e assumo a tarefa com muita honra e afinco!

mas nem sempre foi assim. é algo que se adquire com o tempo e experiência!

se antes punha a roupa a lavar de qualquer maneira, aos poucos comecei a aperceber-me da verdadeira ciência que existe em torno do (aparentemente) simples acto de pôr a roupa a lavar, e desde então tenho vindo a aprimorar a minha técnica, tipo mestre da culinária. com a prática, torna-se tão natural que passamos pelo complexo processo sem quase dar conta dele.

começado pelo tipo de roupa.
é necessário proceder à separação por tipos de tecido e cores para não darmos cabo da roupa nas lavagens frequentes, especialmente se temos amor às peças. é também necessário avaliar sujidade de modo a escolher o programa/quantidade de detergente mais adequados.

muitas vezes, para atingir quantidades de roupa aceitáveis para irem à máquina, é preciso deixar a roupa suja ir acumulando, o que se traduz em pilhas intermináveis ao fim-de-semana :P

a escolha do detergente também carece de muita atenção. hoje em dia há um detergente para cada nação, e uma pessoa não querendo arriscar a lengalenga deles não ser verdade, acaba por comprar as colecções todas. um para roupa normal, um para roupa preta, e outro para roupa colorida, outro para roupa sensível.... (decidi parar por aqui, pois apercebi-me que a questão dos detergentes só por si dava um post!)

depois, o tipo e a quantidade de detergente a utilizar está dependente de vários factores: quantidade, sujidade, tecido, cor, e nível de dureza da água.

ainda temos que decidir se é necessário pré-lavagem, amaciador, algum aditivo ou toalhita absorvente de tinta em suspensão na água.

 

no meio disto tudo, escolher o programa quase parece uma brincadeira para crianças, pois as maquinas têm programas automáticos que fazem as contas todas por nós... mas eu pessoalmente gosto de ter mão neste processo, e poder alterar alguns dos presets de acordo com as necessidades que sinto que a roupa tem. às vezes não precisa de lavar durante tanto tempo, ou com uma temperatura tão alta, ou deve ter mais centrifugação para enxugar mais rapidamente na secadora..

 

digam lá se não tenho razão, quando digo que lavar roupa não é tarefa para homens... é algo que requer muita perícia, sensibilidade e intuição.

perícia eles até podem ter...mas, que é da sensibilidade e intuição? todas nós sabemos que os homens nasceram desprovidos destas duas qualidades, por isso é uma tarefa que apenas pode ser perfeitamente executada por uma mulher e eu tenho muito amor às minhas malhinhas!

 

daí que a escolha de uma máquina de lavar roupa é um processo tão complicado para nós, mulheres. ela tem que ser especial, tem que estar à altura das nossas necessidades. precisamos de sentir total confiança nela, é uma ligação intima muito importante que se estabelece com o aparelho. por isso, nada de criticar as nossas exigências no que diz respeito às características das mesmas!

(espero que tenha dado para notar que o post é suposto ser cómico e inofensivo ^^)

Tenho uma boa e uma má noticia..

a boa é que já ando de volta de um template novo para matar este, que já não posso com ele..
a má é que.. sim, vai continuar a ser cor-de-rosa muhahahah (não consigo, a sério ^^)

..mas, calma!
tem outras cores à mistura. prometo que vai deixar de ser tão penoso vir até aqui :P

(facto curioso é eu andar à procura de inspiração por essas galerias de sites fora, e tar farta de dar de caras com isto, como se fosse alguma coisa de jeito...que degredo!)

5 de Março de 2010, às 02:29link do post comentar ver comentários (2)

'Le me

tem idade suficiente para ter juízo, embora nem sempre pareça. algarvia desertora, plantou-se algures na capital, e vive há uma eternidade com um gajo que conheceu pelo mirc.

no início da vida adulta foi possuída pelo espírito da internet e entregou-lhe o corpo a alma de mão beijada. é geek até à raiz do último cabelo e orgulha-se disso.

offline gosta muito de passear por aí, tirar fotografias, ver séries e filmes, e yada yada, yada... é ler o blog ;)

bucket list

'Le liwl

era uma vez um blog cor-de-rosa que nasceu na manhã de 16 de janeiro, no longínquo ano de 2003, numa altura em que os blogs eram apenas registos pessoais, sem pretensões de coisa alguma. e assim se tem mantido.

muitas são as fases pelas quais tem passado, ao sabor dos humores da sua autora. para os mais curiosos, aqui ficam screenshots das versões anteriores: #11 #10 #9 #8 #6 #5 #4

seguir nos blogs do sapo

Follow follow us in feedly