Coisas que nunca pensei que algum dia as fosse dizer!

depois de andar há mais de um mês com unhas grandes (e pintadas), a falta de tempo para ir tratar delas (dado que sou incapaz de lhes fazer manutenção por conta própria) levou-me a pegar no corta-unhas e fazer o melhor que sei: corta-las... rente!

agora tou aqui toda desgostosa... sinto a falta delas... :'(

...quero as minhas unhas grandes de volta!

(OMFG)

30 de Julho de 2010, às 21:23link do post comentar ver comentários (1)

Outro daqueles...

...fins-de-semana com onda de calor devidamente instalada!
lá fomos nós mais uma vez a caminho da galé, com o termómetro do carro a marcar 40ºC no exterior, mas baixando para os 30º e poucos quando nos aproximamos da costa.

o parque tava à pinha, como seria de esperar a um sábado à tarde de julho, mas mesmo assim, o spot #2 estava vago.
depois, siga pra praia. às 4 da tarde ainda fazia um calor deveras abrasador.

nessa noite jantamos primeiro e tomamos banho depois, táctica que funciona muitíssimo bem nesta altura, primeiro porque não há filas para os balneários, depois porque a água já sai quente novamente. era meia-noite quando me apanhei lá, tavam as gajas todas a se produzirem para ir pra festa da praia :P

festa na praia significa duas coisas: primeiro, temos que dividir o agradável som da ondulação e do vento a roçar nas agulhas dos pinheiros com o puntz puntz puntz da música que vem lá de baixo da praia; segundo, é sinal que chegou altura em que temos meter uma pausa e só regressar ao parque já perto de setembro :(

no domigo tava tanto calor, mas tanto calor, que tornava-se quase desagradável estar na praia (...espera...eu escrevi mesmo isto? OMG!). às três da tarde tivemos que sair um bocado. voltamos quase as 5 e o calor continuava a dar-lhe forte e feio.

por volta das oito começamos a arrumar a tralha. 
tava uma daquelas tardes absolutamente magníficas. daquelas que explicam perfeitamente porque é que após 5 anos de visitas frequentes no verão, aquele continua a ser um dos meus lugares favoritos na costa alentejana, e por mais filas e banhos de água fria e rednecks que apanhemos (dependendo da altura, claro), não consigo deixar de adorar aquele sitio..

fez um pôr-do-sol incrível. tão incrível que não tive coragem de ir ao carro buscar a máquina para regista-lo. ficamos os dois ali, plantados à beira da falésia, maravilhados com aquele espectáculo.

foi das vezes que mais me custou a sair de lá, mas tinha que ser...
apanhamos uma fila monstruosa para entrar na A2 que arruinou os planos de irmos jantar a setubal..mas há males que vêm por bem, desviamos para alcácer do sal para jantar e esperar tranquilamente que o trânsito escoasse todo.

por sugestão do aqui perto fomos parar a um restaurante onde fomos muitíssimo bem atendidos. enchemos o bandulho com umas especialidades locais e servimos de refeição para os mosquitos do sado :P

e pronto, apesar de eu andar afanada do estômago e com pouca energia para estas andanças, pode-se dizer que este foi mais um dos nossos fins-de-semana épicos \m/

 

...e não tiramos a foto ao cascas GRRRRRRRR XP

2 anos de cascas !!

o cascas continua a ser *aquele* carro pelo qual nos apaixonamos e tem-se revelado estar à altura do desafio!


durante este último ano:

- descobrimos que se rebatermos os bancos traseiros, ficamos ali com uma suite!
dorme-se bem lá atrás (ajuda o facto de sermos os dois XS hehe), e se abrirmos o tecto panorâmico fica ainda mais espectacular hi hi hi
...claro que não se consegue estar lá dentro depois das nove da manhã, que aquilo transforma-se num forno e começa a assar-nos lentamente :P

- a segunda maior maldade que lhe fiz: enfiei-lhe o focinho na areia e depois não o conseguia tirar de lá, precisou de mãozinha valente para desatascar..

- também teve uns tempos no street view do google maps, mas entretanto já mudaram os tiles onde dava o seu ar de graça *chinf chuinf*

- chegou aos 43mil km e perdeu os ruídos parasitas que têm surgido que o ajudamos a ganhar, porque ele pode parecer mas NÃO É UM TODO O TERRENO e nós somos especialistas na arte de ignorar isso :P

- comeu pó com fartura e não se engasgou hehehe

i ♥ my car!

22 de Julho de 2010, às 23:28link do post comentar ver comentários (4)

Que bem se está no campo, Adelaide!

a época de campismo de 2010 foi finalmente aberta... com dois meses de atraso, pelo que se adivinha bastante curta este ano :(

mas começou bem!
apanhamos um bom spot apesar de já termos chegado no sábado depois da hora de almoço, e tivemos direito a dois dias de praia fenomenais.. pena a água estar p*ta de gelada..
o nosso pedacinho de paraíso alentejano continua lá, tal e qual como nós o conhecemos e gostamos, e no parque a novidade deste ano é que as portas do balneário feminino que costumo frequentar estão agora pintadas de cor-de-rosa (pedaço de informação absolutamente relevante muhahah)

no sábado à noite tomamos o marquês de assalto e ficamos surpreendidos por termos apanhado logo mesa. normalmente, nesta altura do ano (e ainda pior ao fim-de-semana) porto covo está a rebentar pelas costuras, chega-se a esperar uma hora por uma mesa... para estacionar é que foi uma dor de cú :P

alambazei-me com umas bruxinhas depois de ter chegado à conclusão que dificilmente conseguirei comer a minha prometida lagosta..não me sinto confortável com a ideia de estar a comer um bixo que ainda à minutos estava ali a nadar no aquário à minha frente..maldita consciência :P

life on the wild

...e como se pode constatar, a nossa 3 segundos com 5 épocas de uso ainda está aí prás curvas =D
este ano fizemos foi um upgrade ao colchão e roupa da cama he he bem mais prático!

(que bem se está no campo, adelaide)

19 de Julho de 2010, às 23:30link do post comentar ver comentários (4)

E aos 40(e 2)mil km's...

o stand onde compramos o cascas "morreu", assim como a hipótese de fazer lá a revisão dos 40 mil... às contas disso, deixamos atrasar a coisa dois meses :P

entretanto, a lista de queixas já começava a ficar extensa.. é que de repente o sacana do carro desatou a ranger por tudo quanto era sitio.. ele era no encaixe do cinto de segurança do condutor, no forro do tejadilho, no fecho da mala.. mais os estalidos na transmissão, as luzes do volante e dos sensores de cinto de segurança nos assentos traseiros que volta e meia piscam, a capa do motor que rachou...
até faz doer a alma.. o carro ainda nem dois anos tem :P

órfãos de oficina do nosso ex-stand, decidimos leva-lo à do caetano power, que sempre fica mais a mão que a do entreposto do feijó.
nada a reclamar, excepto do tempo que levaram... deixamos o carro na quarta de manhã, disseram que nessa mesma tarde tava pronto. só que dado à quantidade de coisas que queria que eles verificassem (e arranjassem), disse que não havia pressa, que só precisávamos dele na sexta.

...mas na sexta à hora do almoço ainda não estava pronto.. disseram-nos para ir busca-lo até às cinco e meia. 

quando às cinco e meia lá chegamos, ainda não tinha sido lavado, tivemos que esperar mais meia-hora.. pelos vistos ainda andaram a corrigir um dos ruídos durante a tarde. como foi lavado e limpo à pressa, não ficou grande coisa, nota-se perfeitamente as cagadelas dos pássaros..meh!
para uma previsão de algumas horas, a revisão acabou por levar uns quantos dias :P

voltou de lá sem os ruídos que nos queixávamos, mas trouxe um novo, nos plásticos da consola central. devem ter andado lá a mexer por causa dos filtros do a/c e deixaram aquilo mal encaixado. para a semana temos que voltar lá para tratar disso..

a "estalada" foi ligeiramente menos dolorosa que tava à espera. pelos vistos sou poupadinha com os travões e ainda não foi desta que precisaram de pastilhas novas... mas têm que ser verificadas daqui a 10 mil km.

só nos esqueceu a pedir que cruzassem os pneus que os da frente tão nas couves.. oh well, fica para quando irmos ver das pastilhas..

anyway, termos ido lá à hora de almoço não foi uma perda total , já que nos deparamos com esta rara e magnifica visão =D''''

16 de Julho de 2010, às 20:32link do post comentar ver comentários (9)

Já tinha ficado para tia, e agora..madrinha!

eu, que apesar de ter aversão a tudo o que seja relacionado que religião (excepto, claro, a aquela que é professada pelo tio jobs), aceitei ser madrinha da sobrinha mais nova. não calhou ao marido ser o padrinho porque não tá baptizado..

a parte pior foi quando soube que tinha que ir a reuniões à igreja.. mau!
mas até a isso me consegui cortar, mesmo à ninja. só precisei de ir a uma, e já nas vésperas do evento.. e vá lá que o padreco era fixolas, não implicou com essa parte he he
às contas disso, na sexta saí do trabalho e tive que voar até lagos, para chegar a tempo da tal reunião. consegui a proeza de faze-lo em duas horas.. aguardo ansiosamente pela minha primeira multa por excesso de velocidade :P 

então no domingo, tínhamos que estar às nove na igreja. como de costume, cheguei atrasada. 10 minutos.. não foi muito actually..

não sei se foi devido a ter dormido pouco na noite anterior ou se o cérebro entrou nalgum modo de hibernação selectiva, mas a verdade é que a única coisa que me lembro do padre dizer naquela manhã, foi quando o marido lhe mostrou as fotos que lhe tinha tirado durante as assinaturas, e ele disse "olha, estão muito boas! normalmente fico com cara de parvo". identifiquei-me perfeitamente com as palavras dele loll

de resto, é um completo blank na minha memória (thank gawd!)!

durante a interminável hora que durou a missa, do senta e levanta, das orações e cânticos perturbadores, e do banho de água fria (que suponho que as moçoilas até tenham achado bem-vindo, já que tava um calor infernal (não tava assim tanto, mas não resisti muhaha) na igreja), fui salva pelo iphone. algures a meio da coisa, deram-me um pano branco pra mão, que acabei por usar como camuflagem para o aparelho do demo, a *rezar* para que não desse tanta cana lol
ainda mandei umas piadas a ver se fazia algum dos outros padrinhos se desmanchar a rir mas não tive sorte.. nem sequer as sobrinhas colaboraram com fitas, o que foi muito estranho.... 

ao que parece, aquela igreja tem historia porque foi lá que a minha ilustre pessoa foi baptizada, aos 57 dias de vida.. 30 anos depois eis que volto lá, igualmente vestida de branco, mas bem mais.. "arejada"!

the cleavage crisis
estreei um vestido branquíssimo com um decote a modos que pro generoso. nada que eu não soubesse, o que eu não me tinha apercebido é que o único soutien strapless que tinha era preto e ficava a espreitar para fora... sem outra alternativa fui assim pá igreja, enrolada numa encharpe pa não chocar as beatas (que não serviu de muito pois ainda levei uns olhares reprovadores). ainda por cima tinha lugar "reservado" na fila da frente :P
mal acabou a coisa, demos um pulinho até à baixa. num domingo em que todas as lojas costumam estar fechadas, o trio tezenis-intimissimi-calzedonia estava a bombar em pleno e salvou-me o dia!

16 de Julho de 2010, às 00:20link do post comentar ver comentários (2)

De volta ao vet

dois dias depois de regressarmos de férias, começamos a notar que o rabixolas andava um bocado esquisito.. arrastava-se demasiado, mal comia, não dava mimos.. pensamos que poderia ser do calor, mas quando lhe metemos a "piscina" cheia de água à frente, ele em vez de enfiar o focinho lá dentro e fazer o "submarino" como de costume, deitou-se ao lado, com um ar muito aborrecido...
achamos que não podíamos adiar a vista ao vet por mais tempo.

apesar de eu não ter estômago para estas coisas, calhou-me a mim ir tratar do assunto. fui com ele para oeiras, para não estar a esperar mais um dia e deixar piorar as coisas.

o vet mal pegou nele para apalpa-lo disse logo que o baço tava inchado, sinal que algo de mau se passava. depois foi anestesiado para fazer analises de rotina ao sangue e rx.

os valores das análises estavam mais ou menos normais, e o rx confirmava o baço bastante inchado e mostrava o coraçãozito aumentado dele, que o vet sugeriu logo nova eco (à espera de marcação).

para tentar identificar a origem do problema, segue-se uma coisa que eu espero não voltar a assistir tão cedo: um esfregaço rectal. 
três pessoas a segurar naquele caganito. ele gemeu, contorceu-se, mijou-se e cagou-se todo. coitado do animal... só não foi mau de todo porque acabou por fornecer ao vet "material" para lhe diagnosticar uma inflamação nos intestinos. 

tratamento: antibiótico durante uma semana...

primeira tentativa: administrar o antibiótico oralmente (com uma seringa). 
o vet avisou logo que ia ser complicado e que ele não ia gostar nada daquilo, e o que se seguiu foi a coisa mais cruel que já vi acontecer àquele bicho... ele não só ODIOU o antibiótico e cuspiu-o até à ultima gota, como se trincou todo. às tantas já espumava e sangrava da boca, deixava-se cair e batia com a cabeça por todo o lado.. ele completamente desorientado e eu completamente horrorizada.. nunca antes o tinha visto em tamanha agonia e só perguntava ao vet se ele não tinha trincado a língua, porque só via sangue em cima da marquesa...

a única solução era dar-lhe o antibiótico por injecção intradérmica. vá lá que disso ele não se queixa...

durante uma semana fomos todos dos dias com ele a caminho da clinica levar o antibiótico. o mais interessante do processo é que se conseguiu notar perfeitamente os progressos a cada toma. cada dia que passava parecia mais um bocadinho animado e comia melhor, até ao culminar, que foi voltar a ir ter connosco à cama chatear-nos hehehe

entretanto ainda não voltou ao vet, mas aparentemente parece estar bem, pelo menos anda bem eléctrico (quando está acordado). e espero que assim continue por mais uns tempos.. não gosto nada de ter que submete-lo à tortura do vet (que é um bom vet) :P

15 de Julho de 2010, às 01:41link do post comentar ver comentários (2)

Férias... tour to Saona!

já sabíamos de antemão que a saona era uma ilha a visitar. é tipo como ir a roma e não ir ver o papa (se bem que se eu fosse a roma, certamente que não ia ver o papa). então quando lá chegamos, fomos investigar o assunto.

agências de viagem com visitas à ilha era coisa que não faltava. umas mais baratas, outras mais caras (almoço diferente e pouco mais), fomos pelo agente que nos soube vender melhor (e provavelmente porque falava inglês decentemente), o juan carlos! 

graças a ele testemunhamos a venda a cartão de crédito mais bizarra de sempre, com direito a queremos cancelar o cartão no segundo a seguir:
"this is how we do it here... old school!"

dito isto o gajo pega num daqueles papeis de autorização manual, mas guess what? não tinha máquina manual!
embrulhou o cartão no meio dos papeis, e com uma caneta, raspou por cima até o números ficarem marcados...mais esquisito ainda, foi que os papeis, apesar de serem autocopiativos, tinham ensandwichados mais 2 papeis químicos, que o gajo rasgou à nossa frente numa tentativa de parecer honesto (nós tínhamos expressado o nosso receio quanto à fama daquele pais ser um antro de clonagem de cartões).
mas isto sem antes virar de repente o cartão de crédito ao contrário e tomar nota do cvv, quando, na realidade, não precisava dele para nada...eeeek!
ficamos arrepiados até ao mais curto pelinho do cú e a partir dessa altura passamos a andar sempre de olho na conta bancaria, porque basicamente com aqueles dados, podem usá-lo à vontade na internet..

chegado ao dia, às 7h45m lá estava o mini-bus à porta da recepção à nossa espera, pontualissimo. nós atrasamo-nos 2 minutos..

o tempo estava bastante nublado e chovia de vez em quando, o que nos levou a pensar que o dia corria o risco de ser um falhanço total…
mas siga para bingo. paramos mais três vezes pelo caminho para recolher pessoal e passarmos por duas cidades que me deixaram arrepiada ao constatar como se vive por lá…

por volta das 10 e meia chegamos finalmente a bayahibe, onde íamos embarcar no catamaran. para "entrar" na vila, cada turista tinha que pagar 100 pesos (+/- €2,5 mais chuliceeee), mas vá lá que isso já estava incluído no preço da tour (menos mal)..

a viagem de catamaran durou cerca de hora e meia. era tipo party boat, mas eu não bebo e muito menos gosto de dançar, sentei-me a bombordo com as pernas de fora que era para não me chatearem pa ir dançar, e fui o caminho todo a curtir a viagem e o azul do mar. nunca na vida tinha visto uma água tão azul e tava completamente passada com aquela cor fantástica!

trip to saona meet ya there! a agua mais azul que já vi na vida borboletas aos milhares eu vi

finalmente praia à vista! viagem de lancha rápida para nos transportar para terra areia firme.

era meio-dia quando desembarcamos. a primeira coisa que reparei foi nos "enxames" de borboletas que por ali voavam. bolas, tanta borboleta!
depois o guia reuniu a malta, a "pedro's family" como ele nos chamava e informou que o almoço seria servido dali a 20mn, e a partida para as piscinas era às 2h45m… opá, tão não há tempo a perder!!

siga pa dentro d'água!

saona

o tempo tava meio xoxo, mas até se estava a aguentar bem, pelo menos não chovia, e cada vez que o sol aparecia, a praia ficava branca, branca, branca.. linda.. linda.. linda!

mais uma vez não me conseguia calar com a cor da agua, azul clarinho delicioso.. e tão quente que estava, simplesmente não conseguia sair de lá de dentro he he
pena que tinha muita areia em suspensão e não dava para ver o fundo. perdi os meus goggles de snorkeling lá :(
isso e a quantidade de barcos que prali estavam estacionados... estragavam completamente a paisagem :P

à hora marcada apareceu a lancha que nos ia levar as piscinas nacionais para ver as estrelas do mar. custou-me mesmo deixar aquela praia lindíssima..

a viagem de lancha foi horrivel..iam mesmo rápido e aquela merda ia a bater que quase que custava a respirar..meus belos rins :P

achei aquilo das piscinas e das estrelas-do-mar um bocado fake (ca para mim são eles que as levam para lá para entreter os turistas, mas enfim), mas até foi divertido.. foi demasiado curto though.. nem meia-hora tivemos lá.. às 4 e meia tavamos de volta ao bus, e a ser assediados por vendedores de tudo e mais alguma coisa :P

speed boat piscinas naturais piscinas naturais starfish starfish

...e às sete da tarde tavamos de volta ao resort, esfomeados, mas contentes pelo passeio =D

(to be continued...)

Ribeira do Cavalo

mais um "cantinho secreto" descoberto graças ao geocaching, ali prós lados de sesimbra.

Ribeira do Cavalo

já tinhamos feito uma tentativa, mas desistimos porque estava demasiado vento. chegar é uma real dor de cú. o caminho é um trilho, que termina numa descida ingreme. a maioria do pessoal mete-se lá por barco.

tem a água mais azul das redondezas, e foi o local escolhido para ir matar as saudades do azul do mar das caraibas...se bem que a temperatura da água não tinha nada a ver..à vontade menos 15ºC que a outra :(

Ribeira do CavaloRibeira do Cavalo Ribeira do Cavalo

se não tivesse tanto cascalho era perfeita..

O mundo está próximo do fim!

sabem como é que eu sei disto?
...porque voltei a ir pintar as unhas das mãos, e pior.. começo a gostar bastante de vê-las pintadas!

oh boy, espero que a coisa me passe rápido :P

4 de Julho de 2010, às 02:20link do post comentar ver comentários (6)

'Le me

tem idade suficiente para ter juízo, embora nem sempre pareça. algarvia desertora, plantou-se algures na capital, e vive há uma eternidade com um gajo que conheceu pelo mirc.

no início da vida adulta foi possuída pelo espírito da internet e entregou-lhe o corpo a alma de mão beijada. é geek até à raiz do último cabelo e orgulha-se disso.

offline gosta muito de passear por aí, tirar fotografias, ver séries e filmes, e yada yada, yada... é ler o blog ;)

bucket list

'Le liwl

era uma vez um blog cor-de-rosa que nasceu na manhã de 16 de janeiro, no longínquo ano de 2003, numa altura em que os blogs eram apenas registos pessoais, sem pretensões de coisa alguma. e assim se tem mantido.

muitas são as fases pelas quais tem passado, ao sabor dos humores da sua autora. para os mais curiosos, aqui ficam screenshots das versões anteriores: #11 #10 #9 #8 #6 #5 #4

seguir nos blogs do sapo

Follow follow us in feedly