De volta!

isto de ter ficado um mês sem computador atrasou-me aqui o esquema todo.. felizmente essa parte tá resolvida, venham daí os posts em atraso!

31 de Outubro de 2010, às 20:50link do post comentar

De merdoso a perfeito em 3 actos!

em dia de duplo aniversário, comigo a somar mais um aos 30, e os 6 anos de contrato nupcial, acordamos para uma bela "surpresa"!

 

acto 1

 

logo pela manhã, o marido pergunta:

 

"onde está o disco externo (das fotografias)?"

"não sei..não está na mochila onde foi a tralha toda?"

 

não estava nessa mochila e nem em outra nenhuma.. corremos a casa toda e nada.. provavelmente tinha ficado esquecido no hotel em beja..

 

assim de repente, apercebermos-nos que 10 anos de fotos podem-se ter esfumado de um momento para o outro é algo para dar uma valente caganeira.. não foi o caso, mas fiquei muito mal disposta e com o dia completamente arruinado ainda não eram 10 da manhã..

ainda por cima fiquei a saber que nem backups tinha porque o marido os apagou nas ultimas limpezas aos discos..

 

restava a duvida: será que ficou esquecido na sala onde estava o material dos balões ou no quarto, mas as esperanças de o voltar a ver não era muitas..

o marido encarregou-se de perguntar ao pessoal se alguém o tinha encontrado e eu de entrar em contacto com o hotel.

 

telefonei e perguntei por uma bolsa cor-de-rosa esquecida no quarto tal. não tinham informação e ficaram de me telefonar se estivesse nos perdidos e achados.. se eu soubesse o meu numero de telemovel de cor..assim fiquei de voltar a ligar mais tarde. entretanto o marido não teve sorte.

 

acto 2

 

20mn depois...

"bolsinha rosa choque, sim, ficou no quarto, já a temos connosco, podemos mandar... "

"…não não, não é preciso, dou um saltinho ai no fim-de-semana e vou busca-la pessoalmente. muito muito muito obrigada!"

 

e de repente o dia ficou da cor da bolsa: cor-de-rosa choque. JOY!!

 

mas mortos por ter o disco de volta, começamos a pensar se em vez de esperarmos pelo fim-de-semana, não nos púnhamos a caminho no mesmo dia e pronto. 4 horas (ir e vir) era na boa!

 

mais tarde, susana vem dar os parabéns. conversa puxa conversa digo-lhe que se calhar ainda vou a beja e volto esta noite...

 

"então, mas se vais, porque é que não aproveitas e ficas lá?"

 

acto 3

 

depois de uma passagem mais demorada por azeitão, para jantar com os sogrinhos e ter recebido o presente mais inesperado de sempre, siga para beja!

 

mal nos fizemos à estrada o marido telefona para a recepção para avisar que íamos chegar tarde. responde o recepcionista com um sotaque bem cerrado:

 

recepcionista: "o amigo não se preocupe que o hotel tá sempre aberto.. e se calhar já depois da meia-noite, não?"

marido: "pois, já não devo conseguir antes.."

recepcionista: "ahhh.. atão venha devagarinho!"

muito bom =D

 

quando lá chegamos perguntei logo pela minha rica bolsinha e lá estava ela, perfeitamente guardada e à minha espera. naquele momento senti um alivio colosso hehehe

 

...e foi assim, sem nada que o fizesse adivinhar, que acabamos a noite de duplo aniversário em pleno alentejo, num belíssimo hotel. acho que o dia não podia ter corrido de forma melhor!

 

acabou por se revelar um aniversário e pêras, este. as comemorações iniciaram-se na noite anterior, com uma bela barrigada de peixe cru, e só terminaram no dia seguinte, com um fantástico pequeno-almoço buffet e aquela paisagem alentejana magnifica até perder de vista :'D
lá está.. as coisas improvisadas sabem sempre melhor!

Assapar no alentejo!

por ocasião do 15º aniversário do sapito, os bosses decidiram pregar com a malta toda nos confins do alentejo durante 3 dias.
não era propriamente dito novidade para mim e para mais uns quantos, mas não deixou de ser brutal voltar a repetir a experiência.. e desta vez, com o marido presente!!!

 

na sexta o dia esteve reservado para discursos, apresentações, concursos de ideias, quiz, etc etc. apesar de ter sido cansativo e ter terminado por volta da uma da manhã, teve momentos bastante divertidos.

 

mas o ponto alto do evento era no sábado, dia de largada dos balões de alta altitude. 3 balões para 13 equipas, que é como quem diz: 50 e tal mecos à solta pelo alentejo a correr desenfreadamente atrás de 3 balões!

 

quem não alinhou nos balões também teve diversão. entre salto negativo (que não tenho coragem de experimentar), o touro mecânico (que tive pena de não experimentar), a workshop de culinária "explosiva" ou simplesmente descansar, porque aquele hotel é perfeito para o dolce far niente :)

 

assistimos à largada dos balões e depois fizemo-nos à estrada, atrás do "nosso". o dia estava fantástico!

 

o cascas era só tecnologia: ele eram máquinas fotográficas, máquinas de filmar, uma webcam a fazer streaming para a internet, o mac do marido a controlar os balões em tempo real pelo site, uma porrada de iphones a receber coordenadas de gps, um ipad a indicar o caminho a seguir... e um inversor ligado ao isqueiro do carro para alimentar aquela parafernália toda de gadgets. que bruteza!

tudo para encontrar a caixinha que estava agarrada ao balão e registar a caçada.

eu tava em grande! três co-pilotos a decidirem quais os caminhos a seguir e darem-me indicações ao minuto hi hi hi verdadeiro trabalho de equipa!

 

entre as previsões do local da queda e os dados que estávamos a receber, fomo-nos posicionando mais ou menos na zona certa. a ideia era tentar filmar ou fotografar a caixinha a cair.

só que às tantas desconfiamos que as coordenadas que nos estavam a chegar via sms não estavam correctas, pois o mapa que mostrava a localização em tempo real dos balões colocava-os uns bons kms acima de onde estávamos..

nessa altura e depois do marido ter telefonado para a equipa que recebia directamente por rádio os dados daquela caixa, decidimos seguir o mapa em vez do gps.

 

siga!

30km sempre a abrir, parque a cima!

por aquela altura já a caixa tinha caído e provavelmente não seríamos os primeiros a chegar, já que andavam outras equipas mais perto do local que nós... mas não, depois de uns valentes km's em terra batida, lá estava ela, mesmo à beira da "estrada".. que sorte do caraças loll

 

entretanto ficámos à espera das outras equipas, que devido a problemas mecânicos (ele há com cada história mais rebuscada loll) acabaram por ficar para trás. após cerca de 40mn pegámos na caixa e no que restava do balão e fomos em direcção a outro que estava difícil de encontrar, e que envolveu andar mais de 30km em estradas de terra batida só porque decidimos ir a direito.. e com um pivete a latex que não se podia lol...pobre, pobre cascas, o que aquele carro sofreu naquele dia..

 

ao todo foram cerca de 270km, grande parte passados às voltas pelo belíssimo parque natural do guadiana. muita terra batida, muitos arranhões na pintura do carro, muita diversão. um sábado bem à maneira!

 

à noite houve festa da grossa, mas eu tava mais para cá do que para lá e encostei às boxes pouco depois da uma da manhã..uma pena, porque a malta divertiu-se à grande!

quarteto fantástico

 

no domingo foi tomar o pequeno-almoço e arrumar as coisas. com muita pena minha porque a-d-o-r-o aquele hotel e sempre que lá vou é a correr, nunca tenho tempo de desfrutar aquilo como deve de ser..

 

não regressamos logo para almada. demos um "saltinho" a lagos para comemorar o aniversário da leo, que fez 4 anitos.. tá crescida a pita :D

Ainda que o nome seja duvidoso..

não sou grande amiga de chocolate mas.. isto. é. mesmo. BOM!



(sim hugo, é melhor que o do sampaka :P)

agora, a minha pergunta é: alguém sabe d'algum sitio em lisboa (ou arredores) onde se possa desfrutar duma chávena deste delicioso chocolate quente com sabores

é que só conheço dois sítios que têm, mas ficam ambos em locais remotos, tipo serra da estrela e lagos :(

anyone...?

pretty please...

19 de Outubro de 2010, às 12:26link do post comentar ver comentários (14)

De olhos postos no céu II

 

é brutal e não é nada do outro mundo. requer apenas algum material e uma grande dose de paciência.

 

já andávamos a fazer testes desde o inicio de setembro, para descobrir quais eram as configurações da máquina para fazer as exposições ideais das estrelas e da via lactea.

 

houve alguma pesquisa pelo meio, claro. procurei exemplos de fotografias e vídeos bem sucedidos para tentar reproduzir, mas só depois de ter chegado a "arma" secreta, um disparador automático, é que começamos a brincar a sério.

 

depois de uma primeira tentativa falhada no segundo fim-de-semana de setembro quando estivemos na serra da estrela, voltamos à carga nas mini-férias, também passadas lá.

 

foi praticamente no mesmo sítio, apesar de termos chegado à conclusão que não era o ideal para o serviço ficar bem feito..mas o céu tava limpo e bastante estrelado e não havia vento.

 

tava era um frio de rachar!

 

montamos o tripé entre os yurts, tiramos algumas fotos de teste. quando acertamos com a localização deixamos o disparador fazer o resto e pisgamo-nos pro quentinho do yurt, ver um episódio de dexter he he

 

a máquina faz alta basqueiro a disparar, mas naquele caso até é bem-vindo, porque conseguíamos perceber que o disparador continuava a funcionar, e como não havia mais gente nas redondezas não havia crise.

 

metemos o despertador para as 4 da manhã, podia ter sido mais tarde (que é como quem diz, cedo), mas não queríamos arriscar dar cabo da máquina por causa da humidade que tava. 4 horas de fotos já dava 30 segundos de filme fluido e chegava perfeitamente para a experiência.

 

o marido voluntariou-se para a tarefa ingrata de sair da cama e ir lá fora resgatar o material, tava mesmo MUITO frio.

a máquina estava gelada e bastante húmida, mas dava perfeitamente para ver que tinha feito um bom trabalho =D

 

depois veio a parte de pós-produção. montámos o vídeo, aplicámos uns filtros e transições qb e pronto.. abusámos um bocado na correcção de gamma e o primeiro vídeo que meti no flickr saiu um bocado escuro.. depois descobri que não dava para substituir como as fotos..oh well, uploadei uma terceira versão para o vimeo e é essa que aí está..

 

não nos livramos do cintilar mas também foi o primeiro contacto com o final cut pro e não quisemos perder muito tempo com aquilo :P

 

mas, não ficou mal de todo.

 

ok, foi "pouco" tempo e o filtro da objectiva estava constantemente a embaciar por causa do frio, mas não ficamos desiludidos com o resultado. agora é explorar isto (ISOs e localizações diferentes) melhor para ver até onde se consegue ir.

com sorte, uma noite rende 1 minuto de filme, mas as condições meteorológicas têm quer ser melhores porque não tou para ficar sem máquina :P

Mini-férias de Outubro

quando planeamos as férias deste ano, tínhamos decidido que nestas mini-férias íamos para a peneda ou gerês, o problema foi que três semanas da data ficamos deveras entusiasmados com os yurts do rossim e quando saímos de lá, deixamos logo a reserva feita..

 

(dá pa notar o padrão? tá visto que temos o hábito de mudar os planos em cima da hora, ainda bem que não costumamos fazer reservas com muita antecedência..)

 

sábado.

como de costume, saímos de casa tarde. não tava para grandes stresses. o único foi quando estávamos a subir a serra e o marido telefonou para saber até que horas serviam jantares no berne, e de repente tinha 20mn para me por lá. chegamos com 8mn de atraso e jantamos uma espetadinha deliciosa!

 

depois toca de subir até às penhas douradas, onde o nosso yurt nos esperava. tava um frio desgraçado lá em cima, mas a noite tava impecável.. custava a acreditar na previsão meteorológica para o dia seguinte..

 

domingo.

acordamos com um temporal medonho!

 

lá fora o vento varria o vale e as arvores abanavam todas. dentro do yurt as coisas estavam surpreendentemente calmas. para uma estrutura de madeira, envolta numa espécie de lona (gore-tex), aguenta-se às mil maravilhas..deve ser do formato redondo, o vento flui em redor e nada ali abana ou vibra sequer.

 

saímos do vale apenas para ir à procura de rede para telefonar à vizinha, porque tínhamos deixado uma janela aberta e não queria chegar a casa e ter uma surpresa desagradável..se bem que em almada duvido que estivesse tão mau como estava no topo a serra..

 

depois fomos para o restaurante do ecoresort onde há chocolate quente delicioso e free wifi e ficamos lá o resto do dia e noite, que o tempo teve mau até de madrugada..

 

segunda.

passamos o dia a fazer geocaching… e a desejar ter um todo o terreno capaz de papar aqueles caminhos todos. isso é que havia de ser giro!

o tempo é que não tava grande coisa..nuvens, nevoeiro, frioooo..

 

à noite tavamos novamente batidos no berne, prontos para comer a bela da feijoca (não me canso daquilo, o que é que querem). quando chegamos o restaurante tava à pinha e a "nossa" mesa ocupada, por isso ficamos comodamente instalados na sala de estar à espera que a libertassem :)

 

enquanto lá estivemos, e a aproveitar a boleia do free wifi, sacamos o entretenimento da noite: o episódio de dexter do dia anterior he he

 

ah, e desta vez não me vim de lá embora sem trazer uma garrafinha de glaciar diamond, que aliás, foi oferta da casa, e que a esta hora está a dar o seu ar de graça no frigorifico =D

 

quando regressamos ao rossim, como a noite tava tão boa (apesar do frio), montamos o estaminé para fazer o time lapse deste post.

 

cheia de frio como estava, tomei uma banhoca quentinha que me soube pela vida =D

 

terça.

acordamos e arrumamos logo a tralha, para podermos passar o resto do dia descansados.

 

fizemos mais duas caches, que obrigaram a duas caminhadas, uma de 8km e outra de 2.5km..nada de especial, mas o dia tava tão, mas tão fixe..quetinho, pouco nublado e nem sopro de vento.

jantamos por lá e depois demos as ferias por terminadas.

 

o regresso daquelas paragens começa a ser cada vez mais tramado.. não só porque é um sitio realmente bonito, mas porque as pessoas com quem nos temos cruzado são espectaculares. começam a ser saudades a dobrar :)

 

now, the last, but not the least...

 

The Yurt Experience!

 

para quem gosta de experiências diferentes, esta é imperdível!

 

é uma mistura entre campismo e quarto de hotel: dormimos dentro de uma tenda, ouve-se perfeitamente o vento lá fora a agitar as arvores e os passarinhos (até se ouvia o shutter da maquina he he), mas tem camas, electricidade, wc e até uma salamandra, a pensar nos dias mais frios. campismo com o conforto do hotel, é genial!

yurt yurt yurt yurt cupula

 

talvez pela sua forma, as tendas por fora não parecem ser muito grandes, mas ficamos surpreendidos com o espaço interior. a primeira sensação que tivemos lá dentro foi: WOW, isto é enorme!!

 

não tem janelas, mas tem uma clarabóia deliciosa que nos permite adormecer a olhar para as estrelas.

 

já para não falar na localização privilegiada do ecoresort.. o vale do rossim é um pequeno paraíso no coração da serra da estrela. dizer que é um sitio maravilhoso não lhe faz justiça. é uma paz, uma harmonia, perfeito para ir carregar baterias.

 

jantar  ao entardecer com aquela paisagem à frente dos olhos é qualquer coisa de mágico. não é a toa que nos apaixonamos por aquele lugar.. o problema é mesmo regressar lol

 

é que aconselho mesmo!

Ontem ao regresso

na A23, pouco depois dos túneis da gardunha, há uma zona que está em obras e a circulação de trânsito faz-se numa só via, estrangulando a passagem durante uns bons km's.

o marido dormia calmamente e eu vinha ali concentrada controlar as distâncias entre mim os carros que seguiam à frente e atrás, que o pessoal parece que não liga aos avisos de obras na estrada e anda ali como se nada fosse..

nisto, o marido acorda em sobressalto, aos gritos e a esbracejar e espernear por todo o lado:

- "CUIDADO, mor, CUIDADO!!"

cum caneco.. ca. ganda. CAGAÇO!

mandei um salto do banco (não fosse tar presa pelo cinto nem sei onde ia parar) e procedi disparando uma rajada de ordinarices..

parece que ele vinha a sonhar que alguém se tinha atravessado à frente do carro e estava prestes a ser atropelado.. mas era a mim que me ia matando do coração com o susto..

não ter tido uma reacção involuntária e travar a fundo foi sorte. só tinha provocado um choque em cadeia com os gajos que vinham atrás de mim colados uns aos outros.. vá lá que nestas alturas, o sangue que me corre nas veias é frio e não perdi o controlo do carro.

 

..sacana do homem, pah!

(claro que depois do susto, fartei-me de rir e de gozar com o marido, é que a cena foi mesmo caricata lol)

6 de Outubro de 2010, às 21:45link do post comentar ver comentários (4)

'Le me

tem idade suficiente para ter juízo, embora nem sempre pareça. algarvia desertora, plantou-se algures na capital, e vive há uma eternidade com um gajo que conheceu pelo mirc.

no início da vida adulta foi possuída pelo espírito da internet e entregou-lhe o corpo a alma de mão beijada. é geek até à raiz do último cabelo e orgulha-se disso.

offline gosta muito de passear por aí, tirar fotografias, ver séries e filmes, e yada yada, yada... é ler o blog ;)

bucket list

'Le liwl

era uma vez um blog cor-de-rosa que nasceu na manhã de 16 de janeiro, no longínquo ano de 2003, numa altura em que os blogs eram apenas registos pessoais, sem pretensões de coisa alguma. e assim se tem mantido.

muitas são as fases pelas quais tem passado, ao sabor dos humores da sua autora. para os mais curiosos, aqui ficam screenshots das versões anteriores: #11 #10 #9 #8 #6 #5 #4

seguir nos blogs do sapo

Follow follow us in feedly