São duas da manhã..

...e o marido está concentradíssimo a preparar a mala para as férias.

 

não tenho paciência nenhuma, por mim pegava na traparia toda e enfiava-a na mala de qualquer maneira.. que era basicamente o que acontecia até ele começar a stressar e vir atrás de mim e refazer tudo. irritava-me eu e ele!
às tantas auto-encarregou-se oficialmente dessa tarefa e proibiu-me de me aproximar da mala. e a mim que m'importa muhahaha

 

dobra tudo cuidadosamente, distribiui e organiza a roupa pelos os vários compartimentos, aproveita o espaço ao máximo. leva 3 ou 4 vezes mais tempo que eu, mas lá que fica bem feito, fica :D

101 coisas: participar na mini-maratona em 2010/2011/2012

esteve quase, quase a falhar.. sempre conheci a meia-maratona a acontecer ao terceiro domingo de março. este ano o terceiro domingo de março colidia com o aniversário da sis então metemos a ideia de parte... até ao dia em que tivemos conhecimento que este ano a prova realizar-se-ia ao quarto domingo.. realmente, o universo conspira de formas estranhas :D

então pelo sexto ano consecutivo lá nos metemos a caminho de belém!
mas a coisa ainda tremeu.. acordei as nove da manhã com uma granda dor de cabeça e só saimos de casa às 10.30, precisamente à hora que a prova começa.. e ainda faltava o pequeno-almoço, que foi engolido e o estômago que se encarregasse de mastiga-lo.
como o metro tardava, cagámos para os transportes e subimos almada a pé. tivémos receio que não nos deixassem participar por causa do atraso, mas como este ano a inscrição foi à borla, mal o menos.

chegámos à praça da portagem e já andavam a limpar a badalhoquisse produzida pelos quase 40k participantes.. e lá ao fundo ainda estava malta a entrar na ponte. tava safo! 

"começámos" a prova precisamente às 11 da manhã, já um bocado cansados do esticão de 3km feito a jardar até lá. levámos 2h10m a completar o circuito (2h30m se contarmos desde que saímos de casa) mais ou menos o costume :)

continuo a achar que caminhar sobre asfalto cansa muito mais do que se for de terra batida.. hoje andámos um bocado menos que no fim-de-semana passado e ficámos muito mais cansados..

como já tou farta de tirar fotos aos pilares da ponte e às vistas lá de cima, este ano foquei-me mais nas pessoas :D

(se consegues a ler esta frase estás a perder o slideshow das fotos no blog)

 

não vi lá comandos.. será que não participaram? :(

e com isto risquei mais uma tarefa da minha lista das 101 coisas.

Assim já vale a pena!

fomos ao mercado comprar fruta… e voltamos carregados com meio quilo de percebes e um pãozito alentejano!

andava a dar a volta de reconhecimento quando topei a montanha de percebes que o tipo do marisco tinha na banca dele.. aproximei-me fiquei hipnotizada!
tinham um ar *tão* delicioso que eu não conseguia afastar-me da bancada, já a salivar por tudo quanto era glândula. para me tirar dali, marido teve que pedir ao tipo para meter duas mãos cheias deles num saco.
 
percebes

é coisa que nunca tinha preparado, então tive que fazer o telefonema da praxe à mãe, para ela me explicar o processo de cozedura dos bixos.

não tem nada que saber: um tacho de água a ferver, sal, joga-los lá para dentro, deixa-los cozer durante 1 minuto depois de levantar fervura. apagar e deixar repousar um bocadito. feito!

DSC_0120   

 

um bocadinho mais de sal na água não lhes tinha feito mal nenhum, mas mesmo assim tavam bem saborosos, fresquinhos e ainda a saber a maresia :D'

 

haver percebes à venda no mercado são muito boas noticias para nós, que somos malucos por este marisco. é que entre comprar a 18€/kg e coze-los em casa ou ir a uma marisqueira e pagar a 40€/kg nem se pensa duas vezes!

 

...e por falar em mercado, hoje aproveitamos para ir conhecer os outros que existem aqui nas redondezas, na cova da piedade e no cristo rei (chamam-lhe torcatas).. e ficamos bastante satisfeitos por ver que aquele onde vamos é o melhor dos três :D

A idade da inocência

tv. documentário sobre vida selvagem. dois tubarões copulam violentamente.

 

sobrinha, cujo animal favorito é o tubarão, começa a ficar confusa com as imagens.. até que faz a desconfortável pergunta:

 

"o que é que eles estão a fazer?"

 

momento tenso.. 

 

"tão a… brincar!"

 

respondeu a mãe. a miúda, do alto dos seus 5 anos não pareceu muito convencida com a resposta mas deixou a curiosidade ficar por ali e continou a observar os bichos engalfinhados um no outro..

 

entretanto ali ao lado, eu ria-me que nem uma perdida. há idades que devem ser lixadas para os pais.. :D

23 de Março de 2012, às 22:27link do post comentar ver comentários (1)

No sábado caminhámos, no domingo...

...comemos!

a sis fez anos e teve um banquete à maneira, que ela bem merece!

salada de polvo carapaus alimados cenouras à algarvia santola conquilhas sushi de.. várias coisas..

uma boa mesa algarvia, como manda a lei. o sushi (caseiro, btw) caiu ali de paraquedas, cortesia de um dos convidados :)

 

eu e o hóme contribuímos com um red velvet que acabou por substituir o bolo de aniversário de café (que nem chegou a ir para a mesa e um terço dele veio passear até almada hehehe :D''')

não, não morreu aqui ninguém!  

 

anyway.. não se deixem enganar pelo aspecto sangrento do bolo, estava delicioso!

a cobertura é que… digamos que nunca mais sigo uma receita americana sem pensar nas consequências dos ingredientes: uma pasta que leva 250g de mascarpone, 250g de margarina e 0,5 kg de açúcar em pó não augura nada de bom.. tava tão doce e enjoativa que encarquilhava língua :P

outra coisa que me chateou foi não ter ficado branca.. o mascarpone era demasiado amarelado e a margarina não ajudou..
havemos de voltar a fazer o bolo, mas escolher uma cobertura um bocadinho mais saudável (se é que tal coisa é possível).. e branca!

 

ah.. ninguém cagou vermelho.. que eu saiba!

 

…e o buttermilk, mesmo passado da validade marchou :D

"Come quietly or there will be.. trouble!"

nunca falha em surpreender-me, a quantidade parva de coisas que eu e o homem temos em comum.. se tivéssemos sido amigos de infância tinha explicação, mas assim.. ele são filmes, música, lugares, hobbies, experiências, paixões, ódios.. puff.. é incrivel!

isto porque há umas noites atrás apanhei o final do robocop num canal qualquer e apercebi-me que havia uma porrada de anos que não via um dos meus filmes favoritos. inadmissível!

acontece que também é um dos filmes favoritos do homem, e um dos poucos que ambos gostamos que ainda não tínhamos assistido juntos.. opá, não seja problema!

lá arranjámos o filme e metemo-nos os dois agarradinhos a ver aquilo, todos felizes todos contentes. quando digo contentes tou a ser simpática.. parecíamos era dois putos histéricos!

temos um hábito um bocado irritante que é o de acompanhar os diálogos quando já conhecemos de trás-prá-frente o filme que estamos a ver. este não foi definitivamente excepção.. praticamente desde que começou até aos créditos finais, tudo imitamos: falas, gemidos, ruídos, banda sonora.. até o ed209 a esbracejar e a guinchar como um porco!

fiquei espantadíssima por constatar que ao fim de *tantos* anos ainda me lembrava de praticamente tudo, tal não deve ter sido a quantidade de vezes que o vi.. o filme é TÃO fixe :D

concluída a animada sessão de cinema, fui como de costume ao imdb ler factos e reviews do filme. perante a constatação de que o realizador é o mesmo do total recall - outro dos nossos all time favourites - e do starship troopers, comentei por acaso:

"acho que o segundo também foi realizado por alguém conhecido..deixa cá ver.."

carrega a página, mais momento histérico. era o mesmo realizador do the empire strikes back, o filme de star wars favorito de ambos!

e acabamos a noite agarrados um ao outro, a declamar quotes do filme muhahah somos felizes assim, nadáfazer! 

Lost in... Carrapateira

com as pernas a precisarem de treino para os dias que se avizinham, hoje decidimos fazer uma caminhadazita.. zita, qué como quem diz.. ainda foram alguns 14km. bom, andamos 3 horas praticamente sem parar, se não foram 14, andou lá perto.

 

a zona escolhida foi a carrapateira, que tem praias e paisagens lindíssimas que proporcionam um passeio bastante agradável, e o terreno não tem grandes elevações, o que é óptimo para recomeçar.

 

iniciamos a caminhada na praia do amado e fizémos um percurso circular. passámos pela praia da bordeira, andámos "perdidos" entre as dunas e a ribeira, à procura de uma ponte porque não queríamos molhar os pés, trespassámos a quinta de alguém, e finalmente seguimos estrada fora até ao fim.

 

acho que há uma ponte... amado

 

quando alcançamos o amado, estávamos de rastos e a rezar que o "van damme" tivesse a tasca aberta.. vinha a chorar por um hamburguer (tipo cenoura à frente) desde há uns quantos kms atrás..

 

..e tivemos sorte que apesar de ser época baixa, aquilo tava a bombar!
alambazamo-nos com uns hamburguers de comer e chorar por mais. aquela é mesmo das minhas tascas de praia favoritas \m/

 

 

e como os hamburgers e as batatas-fritas mal chegaram para repor as calorias perdidas na caminhada (*trollface*), ainda fomos a lagos à croissanteria 29 comer a sobremesa :D

(resto das fotos no sitio do costume

Pink soup - your argument is invalid!

de modo a simplificar um bocadinho os jantares, costumo a fazer uma tachada de sopa (ou creme) no inicio da semana. sabe muita bem chegar a casa e não ter que cozinhar, basta aquecer a sopita e depois acompanhar com sandes, ou tostas/bagels com requeijão, ou bruschettas.. o que calhar!

para não deixar que a monotonia da sopa se instale, todas as semanas faço uma com um ingrediente-chave diferente. alterno entre abóbora, courgette, espinafres ou nabiças, feijão, feijão verde e cenoura, couve, etc etc.

...mas ontem fizemos algo especial: creme cor-de-rosa!

a ideia surgiu há umas semanas atrás, numa discussão no facebook com a sara do sô ramalho
é muito simples: fazer um creme com ingredientes brancos (batata, nabo, cebola ou alho francês, couve-flor) e depois juntar-lhe um bocadinho bem pequenino de beterraba para tingir o creme!

(aposto que não há ninguém no mundo que não saiba fazer sopa, mas cá vai o meu processo)

 

(se consegues a ler esta frase estás a perder o slideshow das fotos no blog)

 

hei-de voltar a fazer, a ver se consigo um tom de rosa mais bonito he he he

Andanças e faianças!

tudo começou com a seguinte sequência de eventos:

 

validade do buttermilk quase a expirar > decidir fazer um bolo (que não há muito mais que se possa fazer com aquilo) > procurar receitas > ver fotos de bolos > encontrar num blog de culinária uma foto de loiça de cozinha linda > procurar pela marca da loiça e ficar surpreendida > ver catálogo online > querer conhecer marca in loco > fazer planos para o fim de semana...

 

...e foi assim que ontem fomos parar às caldas da rainha!

 

mas antes, tenho que deixar registado que estou abismada com a quantidade de coisas que se consegue fazer num dia quando se acorda cedo. é impressionante!

 

acordei às oito e meia da manhã - coisa que já vem sendo hábito desde há uns tempos para cá, e que francamente, estou a gostar imenso - e saímos de casa uma hora mais tarde. tomámos o pequeno-almoço no sitio do costume, larguei umas calças na costureira para me ajustar as bainhas, fomos ao mercado fazer as compras da semana, voltámos a casa para arrumar o carregamento. pegámos no carro e fomos buscar material eléctrico pro homem fazer uns tweaks ali na cozinha, fomos a lisboa à pollux cuscar as formas para bolos e mais qualquer coisinha, passámos na h&m do chiado a ver se encontrava uns boyfriend jeans do meu número, comemos uns temakis no noori e recolhemos à base.

 

cansados?

eu estou muahahah

 

voltámos a sair de casa por volta das três, rumo às caldas. 

 

no programa estava uma visita à loja da fábrica das faianças bordallo pinheiro para ir conhecer a tal loiça da fotografia. se podia ter procurado uma loja perto de casa que a vendesse? podia, mas achei que a curiosidade morria bem era na fonte :)

 

não foi difícil dar com a loja, que está assinalada quando se entra na cidade. entrámos e dirigimo-nos logo à parte decorativa para ir curtir os mariscos e os animaizinhos de loiça (ou melhor, faiança). quando vi os preços até engoli em seco, mas eu estava ali para ver, não para comprar he he

 

dei por mim a reconhecer elementos decorativos que já tinha visto em casa de muita gente e achei piada. estava no reino do kitsch

 

quando passámos à parte dos serviços é que me deu uma coisa má.. isto porque para mim, bordallo pinheiro era significado de loiça em forma de lombardo e lagostas decorativas.. mas o que estava perante mim um mundo de peças giras e.. diferentes!

 

ou não tivesse sido para testemunhar isto que fui de propósito às caldas :D

 

a loiça é de facto lindíssima, divertida e com cores e formas adoráveis, inspira um certo romantismo rústico. não era capaz de usar aquele tipo de loiça exclusivamente - até porque dá pena - mas naquele momento consegui simpatizar com as pessoas que têm pratos e serviços nas estantes como decoração. diabo, até a mim me apeteceu!

 

depois vi os preços dos serviços e fiquei sem palavas.. julguei que fosse muito mais caro, à semelhança das peças decorativas. não sei se é por ser a loja da fábrica, mas achei a loiça barata.. e pronto, já não tinha desculpa sair dali de mãos a abanar!

in ♥ 
terminada a visita às faianças, e uma vez que estávamos nas caldas, quis abastecer-me de beijinhos e cavacas. siga pro centro.. que por acaso é logo ali ao lado. 

demos umas voltas pelas ruas, espreitámos as lojas de recuerdos, lanchámos, e depois apercebi-me que não tinha tirado nenhuma foto à loja e quis voltar, que gosto de deixar estas coisas registadas.

 

deixámos as caldas rumo à última paragem do dia: peniche!

 

havia já algum tempo que não íamos práquelas bandas, e como ficava de caminho, achei que era o sitio perfeito para irmos jantar. só tive pena de não termos conseguido chegar lá antes de anoitecer, para dar a voltinha de reconhecimento.. então ficamos a descansar um bocadinho no cabo carvoeiro, enquanto a fome não chegava.

 

jantámos no popular, um restaurante que já conhecíamos, embora desta vez não tenhamos ficado impressionados com a nossa escolha: espetada mista de peixe e lulas.. bummer, da próxima pede-se outra coisa, tipo um sarguinho grelhado com batata assada no forno  :)''

 

chegámos a casa por volta das onze da noite, estava completamente estoirada!

mesmo assim ainda consegui ver um episódio de TBBT antes de cair pro lado :D

 

posto isto.. jazus, o tempo precioso da minha vida que tenho andado a perder por acordar tarde ao fim-de-semana, bah!

 

(e porque a cozinha está um caos com as invenções do marido, hoje não se fez o bolo.. meh)

Dá Deus nozes a quem não tem dentes

lá pro fim do mês vou queimar os dias de férias que me sobraram do ano passado. tenho montes de malta espalhada pelo norte da europa, que podia muito bem aproveitar para ir visitar e ficar a conhecer outros quintais, alojamento à borla e tudo! 

...no entanto só me apetece fugir prás montanhas, pró meio do nada :D

5 de Março de 2012, às 20:39link do post comentar ver comentários (2)

'Le me

tem idade suficiente para ter juízo, embora nem sempre pareça. algarvia desertora, plantou-se algures na capital, e vive há uma eternidade com um gajo que conheceu pelo mirc.

no início da vida adulta foi possuída pelo espírito da internet e entregou-lhe o corpo a alma de mão beijada. é geek até à raiz do último cabelo e orgulha-se disso.

offline gosta muito de passear por aí, tirar fotografias, ver séries e filmes, e yada yada, yada... é ler o blog ;)

bucket list

'Le liwl

era uma vez um blog cor-de-rosa que nasceu na manhã de 16 de janeiro, no longínquo ano de 2003, numa altura em que os blogs eram apenas registos pessoais, sem pretensões de coisa alguma. e assim se tem mantido.

muitas são as fases pelas quais tem passado, ao sabor dos humores da sua autora. para os mais curiosos, aqui ficam screenshots das versões anteriores: #11 #10 #9 #8 #6 #5 #4

seguir nos blogs do sapo

Follow follow us in feedly