Venham de lá as explosões e o fogo-de-artifício

depois de ter lido este artigo/post sobre os pesos pesados da academia, senti-me menos mal por gostar tanto de blockbusters e não ligar tanto a filmes complexos e densos - hooray, afinal há quem partilhe da mesma opinião que eu tenho do cinema!

pena que não me consiga expressar de uma forma tão sublime..

 

But movies are supposed to be technological marvels that facilitate instantaneous emotional retreat, if not outright flight, from the soul-ravaging drudgery of daily life. (...) Movies are supposed to take us beyond the blue horizon, somewhere over the rainbow, far from the madding crowd. They are not supposed to take us right back to the madding crowd. Movies are supposed to be diverting, enthralling, thrilling.

 

é que é mesmo isto :D

31 de Janeiro de 2014, às 23:16link do post comentar ver comentários (2)

A cadela da rotina

sabem aquele filme, o groundhog day, em que a personagem do bill murray (re)vive o mesmo dia durante uma porrada de anos?

 

pois o meu janeiro foi assim, a única diferença é que os dias passaram mesmo (vá lá!), fora isso pareceram-me todos iguaizinhos, desde o acordar ao deitar :P


...e agora vem aí fevereiro. preciso de encontrar uma pedra bem grande para me esconder!

    31 de Janeiro de 2014, às 22:27link do post comentar ver comentários (5)

    Only on E!

    ligo pouco aos fenómenos televisivos, mas alguns conseguem escapar à regra e acabam por ter uns minutos da minha atenção.. normalmente pelas piores razões.

     

    um deles é o fenómeno kardashian. aquilo que sei destas pessoas é o que apanho ocasionalmente no the superficial e noutros sites do género.. mas às vezes, também na televisão.. é que existe um canal no meo, o e!, que passa porcarias de reality shows da vida das (pseudo) celebridades a pontapé, e que só não está escondido na grelha de canais pela mesma razão que me leva a abrandar para espreitar um acidente à beira da estrada (shame on me, i know).. mas adiante!

     

    então este mês tive três incidentes com o programa das kardashians (acho que há mais que um mas sinceramente, não sei distingui-los):

     

    o primeiro aconteceu num zapping logo no início de janeiro. tava aborrecida de morte, e à milésima passagem pelo e! eis que vejo uma das irmãs a correr atrás do marido(?) com um strap-on assustador em riste, disposta a arrombar-lhe a porta dos fundos.. cena essa que me provocou um curto-circuito no cérebro e que me deixou paralisada, de queixo caído, a assistir àquilo.

     

    pelo que percebi, naquele episódio a pancada do dia era o gajo querer plantar-lhe o nabo onde o sol não brilha e a tipa não estar praí virada.. e se ele continuasse a insistir, então tinha que levar na peidola primeiro, a ver se gostava. morreram-me uns quantos neurónios nessa noite. paz à sua alma..

     

    o segundo aconteceu por culpa do homem, meteu-se a ver o desfile de vaidades dos SAG awards, e desligou a tv com o canal sintonizado. quando a tv voltou a ser ligada, à hora de jantar, lá estavam as gajas aos guinchos, todas histéricas com aquele cota com ar de tia solteirona, que aparece lá de vez em quando. penso que o tema dilema era ter uma arma de fogo em casa.

    passado uns três minutos, perante a lengalenga da kim, o homem larga abrutamente os talheres em cima do prato e diz “epá, desculpa mas eu não consigo ver esta merda”. fui à procura do comando e mudei de canal, mas ainda fiquei a rir durante uns bons 10 minutos às contas da reação transtornada dele. 

     

    o último foi ontem à noite. não tava a dar nada que me prendesse a atenção e ao passar pelo tal canal, fiquei para ver até onde ia chegar aquela conversa das bolas para exercitar os músculos pélvicos, e que uma delas estaria supostamente a experimentar. depois.. O DRAMA! uma das bolas ficou presa no interior da patareca, e a irmã que vem em seu auxilio achou que umas palmadas na nalga resolviam o problema. a classe destas criaturas é um assombro.

     

    como se a cena das bolas não fosse ridícula o suficiente, mais à frente no episódio deram em começar a emborcar sumo de ananás porque supostamente o ananás tornava a pêssega mais doce e cheirosa.. até senti o cérebro a mirrar, juro! mas o pior ainda estava para vir..

     

    quase no fim do episódio, há uma delas que serve de júri sobre qual das manas tem o hálito cavernal mais agradável. vai daí, levantam-se à vez, e acompanhadas de um guardanapo de pano na mão, vão até outra sala (para dar a ideia que vão esfregar o pano no mexilhão, pois claro) e voltam com aquilo pra irmã cheirar e dar o seu parecer… epá… srly? isto passa mesmo na tv americana? tinha cá para mim que os americanos eram uma cambada de (falsos) puritanos que não permitiam estas merdas à luz do dia.

     

    mas a pergunta que realmente se impõe é: foi assim que elas conquistaram a fama? por serem umas badalhocas de primeira num programa de tv? fónix… e aposto que as pessoas que consomem isto são as mesmas que ficam todas abespinhadas quando se fala de pr0n :P

     

    (btw, a designação formal das anatomias mencionadas foi intencionalmente camuflada.. é que se chamo os bois pelo nome, os motores de pesquisa encaminham-me praqui uma avalanche de rebarbados e eu não quero rebaldarias aqui no tasco..)

    30 de Janeiro de 2014, às 23:17link do post comentar ver comentários (9)

    So Daft...

    já não me consigo conter mais, tenho que bater no ceguinho! com licença..

     

    enquanto os daft punk andaram a produzir música desconcertada, daquela que lhes valeu o nome que ostentam orgulhosamente, ninguém lhes ligava nenhuma.. até eram nomeados para um prémiozito ou outro, mas a coisa não ia muito mais além..

     

    agora, saem-se com um bodega completamente insípida e banal, pimbas! até têm que se abrigar para não levarem com uma estatueta na tola.

     

    não, não estou contente por eles.. preferia mil vezes os daft punk underground que tiravam prazer em fazer ganir os sintetizadores e a provocar dores de cabeça excruciantes ao comum mortal do que estes daft punk mainstream, completamente vendidos à po(o)p actual.. bah!

     

    até entendo que a malta precise de música que incentive à reprodução, mas bolas, com tanta banda desse género por aí, não precisávamos de outra :P

     

    não imagino o que é que os levou a optarem por este caminho, mas cheira-me que aqui há gato.. vá, atinem-se lá, mazé..

    27 de Janeiro de 2014, às 22:50link do post comentar ver comentários (4)

    Guilty pleasures

    não vou muito à bola com o joseph gordon-levitt e muito menos com a scarlett johansson, mas ainda assim meti-me a ver o don jon. apesar de ser um daqueles filmes superficiais e completamente previsíveis, até tem a sua piada. still, o puto podia ter arriscado um bocado mais que não lhe fazia mal nenhum..

    27 de Janeiro de 2014, às 21:33link do post comentar ver comentários (1)

    Isto faz sentido?

    quando gosto de um filme só leio reviews negativas e quando não gosto só leio as positivas..

    24 de Janeiro de 2014, às 00:35link do post comentar ver comentários (3)

    Escaramuças na 3ª idade

    finalmente o escape plan desceu nos tubos. andava curiosa para ver como saiu a colaboração entre o stallone e o schwarzenegger. dá gosto ver estes dos velhos rivais do grande ecrã finalmente juntos, a distribuir pontapé e chapada de meia noite a quem ousar atravessar-se no caminho deles. apesar de já não terem a mesma pujança de há 30 anos atrás - CUM CANECO, um tem 67 e o outro 66 anos de idade, não se pode exigir mais que isto - não se sairam nada mal!

     

    este filme não é diferente do que estes moços têm andado a cozinhar nos últimos tempos. acção q.b., body count respeitável, explosões, helicópteros, the works. o plot até está bem conseguido e tem ritmo suficiente para não me fazer desviar olhar para o telemóvel e desejar jogar uma cartada. a única coisa chata é que é um daqueles filmes que já sabemos como é que vai acabar, apesar dos pequenos twists que nos vão oferecendo pelo caminho.. e tive pena do wrap up ter sido tão resumido, podia ter sido um bocadinho mais espremido.. mas o filme já ia longo.

     

    o ti arnaldo tá velho e não pareceram muito preocupados em esconder isso, deram-lhe uma barba honesta, que lhe dá assim um ar de avôzinho badass. já o outro acho que anda a abusar um bocado no botox.

     

    overall é um filme que providência duas horas de entretenimento decente.. pelo menos para os fãs!

     

    termino a minha review com um gif minha cena favorita do filme :D

    22 de Janeiro de 2014, às 01:33link do post comentar ver comentários (2)

    Blue Monday

    tão diz que (tretas) a terceira segunda de janeiro (hoje, portanto - apesar de ter lido por aí que costuma ser a primeira) é o dia mais triste do ano.

    não percebo.. para mim todas as segundas-feiras do ano são dias tristes e deprimentes, independente do mês.. é o dia da semana em que ando mais imprópria para consumo (diria mesmo intragável lol) e geralmente há sempre molho às segundas.. provavelmente porque há outras pessoas também detestam este dia e aproveitam para fornicar o juízo às outras :D

     

    anyway, este não-assunto levou a que fizesse uma breve reflexão, não sobre os dias da semanas, mas dos meses do ano… é igualmente desinteressante, mas bora nessa!

     

    janeiro

    é um mês um bocado molinho.. já estamos conformados com dias frios e curtos e com o tempo desagradável, tanto que nem aparece sair de casa para ir desbundar. nesta altura já só espero e desespero que a merda do tempo passe o mais depressa possível..

     

    fevereiro

    não sei como é o vosso mas o meu é quase sempre desastroso.. é o mês mais estapafúrdio do calendário, DE LONGE. enguiços, alinhamentos cósmicos marados, karma, bad juju, eu sei lá.. só sei que se é para haver merda, é que fevereiro que acontece.

    não gosto, não gosto, não gosto, tenho um medo dele que me pelo.. vá lá que é curto :P

     

    março

    entra a primavera e os dias começam a ficar mais bonitos, quentinhos e looongos, que finalmente muda a hora. YAY!!

    normalmente saco uma semanita de férias nesta altura, onde aproveito para atacar as zonas montanhosas e mais afastadas do mar. é um bom mês!

     

    abril

    é bipolar: ora chove, ora tá sol e calor.. nunca se sabe bem, logo não permite grandes devaneios. costuma a ser o mês da páscoa e dos folares. só por isso não é mau de todo.

     

    maio

    passo este mês todo em estágio para o verão, é a última oportunidade para armazenar energia para a doidice que aí vem. é um mês ansioso e trabalhoso (para deixar tudo em ordem para as férias grandes :D). a meteorologia não costuma colaborar muito com maio, mas não faz mal.

     

    junho

    o meu mês favorito do ano e o mais louco dos doze, remeto sempre as férias de verão para a segunda quinzena e a partir daí é sempre a abrir!!

     

    julho

    se for mês quente, é a ramboiada total. não há fim-de-semana que não seja passado no campismo ou na praia, é sempre a andar… tanto que acaba por ser cansativo lol

     

    agosto

    tornou-se no meu segundo mês favorito, às contas da semana de férias que costumo marcar para esta altura, para aproveitar os últimos dias de calor à séria. normalmente é marcado pelas maiores desvaires do ano hi hi hi o calor dá cabo das ideias à malta lolão!

     

    setembro

    com verão a despedir-se lentamente e os dias a ficarem cada vez mais pequenos e frescos, aproveita-se ao máximo o bom tempo que resta. costuma ser um mês fixe, apesar de por esta altura, já estarmos um bocado esgotados pela confusão dos meses anteriores.

     

    outubro

    raio de mês deprimente. comemoramos uma porrada de aniversários (o meu, o do hóme, o da sobrinha mais velha, o da gata e o do nosso casório) mas não gosto nada dele. normalmente traz consigo os primeiros dias invernosos e é marcado pelo pior acontecimento do ano - a mudança de hora.. PUÁ!!

     

    novembro

    outro mês que nem por isso sou grande fã. é bonito e tal, por causa das cores do outono e com sorte ainda trás consigo uns dias de bom tempo, mas de resto.. ficam cada vez mais curtos, e isso deprime-me.. MUITO!

     

    dezembro

    chato, mas até se come.. o frio assenta arraiais, os dias ficam tão curtos que em alguns só apanho meia dúzia de horas de luz natural e ando com um humor impossível, por causa dos químicos desregulados no cérebro (cof cof).. começa o inverno, mas o mesmo tempo, marca o início dos dias maiores e começa oficialmente a contagem decrescente até ao meu dia favorito do ano, 21 de junho!

    20 de Janeiro de 2014, às 23:14link do post comentar ver comentários (5)

    Pancas da serigata I

    a minha felina tem umas pancadas interessantes, mas em vez de enchouriçá-las todas num só post, vou fazer render o peixe e tornar o assunto numa rubrica :D

     

    tão, começando com aquela que acho mais curiosa:

     

    se há coisa que este bixo curte é de jogar à apanhada com os donos. grandes correrias a doida da gata manda pela casa fora, atrás ou à nossa frente, à volta e por cima da mobília e depois faz placagens de “braços” abertos, de encontro às nossas pernas, tipo "GOTCHA"!

     

    mas mais do que brincar à apanhada, o que ela gosta mesmo, mesmo, é de pregar sustos - aliás, vou reformular a frase - ela *vive* para pregar sustos.. e combina frequentemente as duas actividades. é uma festa lol

     

    tá sempre à coca, à espera da oportunidade perfeita. sempre que um de nós se desloca na direção do quarto, mesmo que não seja esse o destino, ela corre a esconder-se atrás das saias da cama, para quando a "vitima" passar por perto, atirar-se - qual kamizake - vocalizando um NHÁU bem esganiçado. só o miado assusta mais do que ela a sair disparada de trás do edredão..

     

    às vezes quando quer brincadeira e ninguém lhe está a ligar nenhuma, vai pró quarto e põe-se a miar , como se estivesse a chamar para irem ter com ela, e depois pimba.. a espertinha!

     

    ao principio mandava-nos com cada cagaço que só visto, agora já lhe conhecemos as manhas de gingeira, já estamos preparados para tudo, mas ainda assim alinhamos na cena dela, é divertido!

     

    claro que quando a vitima é ela, a história é outra! um destes dias, andávamos as duas malucas, a correr uma atrás da outra, quando decidi dar-lhe a provar do mesmo veneno, a ver se ela gostava. escondi-me atrás da porta do quarto e esperei que ela entrasse à minha procura..

    assim que lhe vi a ponta das orelhas, atirei-me a ela com um BUH capaz de fazer um fantasma borrar-se todo e só vejo a gaja elevar-se meio metro no ar, assanhadissima. resultado: a brincadeira acabou logo ali e ficou amuada comigo o resto do dia muhahaha

    19 de Janeiro de 2014, às 01:29link do post comentar ver comentários (2)

    Se ele não fosse assim... VII

    depois de uma rigorosa inspecção à minha colecção de meias que mandou prá reforma metade delas, tive que ir à calzedónia reabastecer o stock.
    cinco pares novos na mão e umas quantas voltas à loja depois, fomos até à caixa pagar a mercadoria.

     

    rapariga: posso fechar a conta?
    eu: sim, é tudo.
    rapariga volta-se para o homem e pergunta: não quer ver meias para si? estão com 50% desconto, ali naquele cesto à entrada.

    ele desloca-se até ao tal cesto a fim de checkar a oferta e eu comento casualmente com ela: se não haver meias em rosa, laranja ou amarelo florescente ele não quer..

    rapariga, com um ar incrédulo: a sério?

    homem, lá ao fundo, depois de revolver o cesto todo: encontrei umas cor de laranja!

    ♥ 

    18 de Janeiro de 2014, às 22:15link do post comentar ver comentários (1)

    'Le me

    tem idade suficiente para ter juízo, embora nem sempre pareça. algarvia desertora, plantou-se algures na capital, e vive há uma eternidade com um gajo que conheceu pelo mirc.

    no início da vida adulta foi possuída pelo espírito da internet e entregou-lhe o corpo a alma de mão beijada. é geek até à raiz do último cabelo e orgulha-se disso.

    offline gosta muito de passear por aí, tirar fotografias, ver séries e filmes, e yada yada, yada... é ler o blog ;)

    bucket list

    'Le liwl

    era uma vez um blog cor-de-rosa que nasceu na manhã de 16 de janeiro, no longínquo ano de 2003, numa altura em que os blogs eram apenas registos pessoais, sem pretensões de coisa alguma. e assim se tem mantido.

    muitas são as fases pelas quais tem passado, ao sabor dos humores da sua autora. para os mais curiosos, aqui ficam screenshots das versões anteriores: #11 #10 #9 #8 #6 #5 #4

    seguir nos blogs do sapo

    Follow follow us in feedly