Vigésimo nono

le wild deadline appears!

29 de Janeiro de 2016, às 23:41link do post comentar ver comentários (2)

Vigésimo oitavo

o exaustor andava a ameaçar dar o berro. deixámos passar o prazo da garantia sem pedir assistência técnica. o exaustor deu o berro. e agora? agora vamos entrar em despesas que é bem feita, prá aprender.

o homem telefona para a marca a saber como é da coisa. super acessíveis do outro lado, depois de responderem à pergunta sobre a assistência, perguntam pelos sintomas e dizem-lhe que devia ser do condensador, que podia tentar substitui-lo antes de mandarem um técnico a casa, e "se quiser, podemos enviar a peça à cobrança." fixe!

como não encontrámos o condensador específico à venda, chegou pelo correio poucos dias depois do pedido feito.

o homem acabou de montá-lo. a instalação eléctrica está intacta e o exaustor está a funcionar em perfeitas condições. uma pipa de massa ao bolso e fé na humanidade restaurada :)

28 de Janeiro de 2016, às 23:34link do post comentar ver comentários (2)(1)

Alive

tou cada vez mais desconfiada que este é o ano que vou finalmente estrear-me no alive. ainda só estamos em janeiro e eu já não tenho muitas desculpas para não ir..

quando é que suposto começar a planear o meu autefite para este festival mesmo? para não parecer deslocada e tal lolão

    27 de Janeiro de 2016, às 23:38link do post comentar ver comentários (5)(1)

    Isa vai ao ginásio: tortura

    tortura não é passar 30 minutos a correr sem sair do lugar, tortura é correr 30 minutos com a tromba praticamente colada numa tv, onde está a passar o borat.

    o filme é parvo nas horas. um acidente trágico, daqueles que não dá para tirar os olhos. eram rajadas de gargalhadas a cada 30 segundos, a pontos de se tornar quase insuportável. uma pessoa desmanchar-se a rir constantemente enquanto corre não é NADA fixe. havia meses que não sabia o que era ter "dor de burro"..

    agora compreendo porque é que aquilo costuma estar sempre sintonizado no TLC.. srly, antes gregoriar-me toda a ver lipoaspirações, operações plásticas às mamas, ao nariz e a micro-pénis, quistos nojentos a serem lancetados e unhas encravadas a serem arrancadas, que um filme de comédia..

    mas estaria a mentir se dissesse que não curti, e tive pena do filme não ter começado mais cedo muhahaha

    27 de Janeiro de 2016, às 23:03link do post comentar

    Pesadelos

    parece que a noite passada foi agitada. levei o sono todo a ter pesadelos, que me semi-acordaram umas quantas vezes, tal não era a aflição. consigo recordar-me de fragmentos de dois deles, num ia a conduzir, era noite e de repente deixei de ver tudo ao meu redor, inclusive a estrada, via apenas os faróis projectados numa imensidão vazia e não conseguia parar o carro. o outro era com extra-terrestres (what else is new), que se fecharam numa igreja (ou que era) a comer pessoas (parasyte tem culpas no cartório, e provavelmente attack on titan também.. isto de não poder ver cenas de terror por causa dos pesadelos não tem piada mesmo nenhuma :P), tive que escapar de lá, e escapar dos outros todos que ia encontrando pelo caminho até que às tantas deve-me ter acontecido qualquer coisa, que despertei.

    hoje de manhã o homem queixou-se que não parei quieta nem me calei a noite toda, com gemidos incompreensíveis. contei-lhe dos pesadelos.

    "deixa estar que eu também tive pesadelos.." diz ele, "com uma puta duma iframe!"

    e continua, agastado "...e que o conteúdo estava cortado, e que o domínio era diferente, e que era preciso enviar a altura por postmessage, e que ninguém corrigia aquilo e o diabo a sete... que merda de coisa para se sonhar!" 

    epá.. ter pesadelos com ET's a devorar pessoas é mau, mas sonhar a noite toda com uma iframe consegue ser umas quantas vezes pior :D

    26 de Janeiro de 2016, às 23:32link do post comentar ver comentários (2)

    Lucifer

    estreia hoje!!! a série por mim mais aguardada do ano =D

    25 de Janeiro de 2016, às 23:39link do post comentar ver comentários (6)

    Decisions, decisions..

    cada vez que o zuckerberg dá um peido, a internet borra-se toda. hoje foi porque publicou uma foto (de parte) do roupeiro dele, onde se vê apenas uma série de t-shirts e hoodies iguaizinhos, e pergunta-se o que é que há-de vestir.

    decision fatigue, é o que é!

    ele não é o único. é uma táctica utilizada por pessoas muito ocupadas, que já estão aterradas com a quantidade de decisões que têm que tomar diariamente. daí que evitam gastar tempo e energia nas mais supérfluas, como por exemplo, que roupa vestir. então limitam as opções, comprando tudo muito parecido ou mesmo igual.

    compreendo plenamente estas pessoas, também detesto ter que pensar no que raio vou vestir naquele dia, e se tivesse tudo igual era menos uma chatice - oh wait, eu já ando sempre vestida de igual :D a única diferença é que compro em cores diferentes (tenho o mesmo anorak em três cores, por exemplo, e nem vamos às blusas). não é que não tenha saias e vestidos, ou mesmo calças sem ser jeans, que tenho.. só não me apetece é pensar, apetece-me jogar a mão e enfiar a primeira coisa que apanhar. e quanto menos opções, menos acidentes.

    aborrecem-me as convenções que a sociedade impõe. aborrece-me ser rotulada disto e daquilo se não segui-las. mas caguei, se quiser andar sete dias por semana vestida de igual, ando e ninguém tem nada que ver com isso!

    25 de Janeiro de 2016, às 23:03link do post comentar ver comentários (6)

    Pancas da serigata IX

    tive oportunidade de observar o momento de contemplação da gata no chuveiro e formulou-se-me uma teoria (da conspiração):

    devido ao facto do chuveiro ser o local mais húmido da casa, é provavelmente onde consegue melhor recepção para comunicar com as autoridades do planeta dela, a quem reporta as actividades diárias dos humanos. faz sentido, não faz?

    Untitled

    "tou concentradíssima, sócia. you can go about your business..."

    (não façam caso, isto sou eu a tentar esquecer-me que desperdicei um fim-de-semana brutal.. outra vez!!)

    24 de Janeiro de 2016, às 23:44link do post comentar ver comentários (2)

    Stairway to hell

    tava eu agarrada à elíptica, quase a falir porque tive a brilhante ideia de inverter o treino e deixar cárdio para o fim, quando o homem me aparece ao lado - com o ar mais miserável do mundo, todo desconjuntado e encharcado em suor.

    “desafio-te a ires dois minutos para a jacob’s ladder” diz-me, com dificuldade em controlar o fôlego.

    fiz-lhe um manguito mental. a jacob's ladder é só a maquina de cárdio mais filhadaputa do ginásio, nem o (irónico) nome bíblico a safa. é uma espécie de cruzamento amaldiçoado entre uma passadeira e uma escada, capaz de mandar ao tapete em poucos minutos o gym goer mais afoito.

    pelos vistos, depois de dois meses de namoro à distância, hoje foi o dia. montou-se nela e aguentou três quatro minutos.. depois teve que ir a correr deitar-se ao comprido porque ficou completamente estourado. um dia destes experimento. durante dois minutos, tops! tenho muita estima pelo meu coração :D

    22 de Janeiro de 2016, às 23:38link do post comentar ver comentários (4)

    Vigésimo primeiro

    há quem seja intolerante à lactose, há quem seja intolerante ao glúten.. eu, pelos vistos, estou a ficar intolerante às pipocas (do milho mesmo, não às dos blogs) :/

    desde há uns tempos para cá, sempre que vou ao cinema ando dois dias toda desarranjada, fdx.. scumbag body!

    21 de Janeiro de 2016, às 23:37link do post comentar ver comentários (3)

    'Le me

    tem idade suficiente para ter juízo, embora nem sempre pareça. algarvia desertora, plantou-se algures na capital, e vive há uma eternidade com um gajo que conheceu pelo mirc.

    no início da vida adulta foi possuída pelo espírito da internet e entregou-lhe o corpo a alma de mão beijada. é geek até à raiz do último cabelo e orgulha-se disso.

    offline gosta muito de passear por aí, tirar fotografias, ver séries e filmes, e yada yada, yada... é ler o blog ;)

    bucket list

    'Le liwl

    era uma vez um blog cor-de-rosa que nasceu na manhã de 16 de janeiro, no longínquo ano de 2003, numa altura em que os blogs eram apenas registos pessoais, sem pretensões de coisa alguma. e assim se tem mantido.

    muitas são as fases pelas quais tem passado, ao sabor dos humores da sua autora. para os mais curiosos, aqui ficam screenshots das versões anteriores: #11 #10 #9 #8 #6 #5 #4

    seguir nos blogs do sapo

    Follow follow us in feedly