Nas alturas II

chego a casa na sexta, uns minutos antes das nove da noite. vou directa ao quarto, enfio-me furiosamente no pijama, e salto pra cima do sofá, com intenções de não largá-lo nas 48 horas seguintes.

pego no portátil, a gata toma conta das minhas pernas. all set for the weekend!!
nisto, um colega pergunta no chat se alguém quer ir passar o fim-de-semana em tróia.. à borla!

...eh lá O.o

one does not simply desperdiça um fim-de-semana em tróia.. mékie.. mais ninguém se chega à frente? não? têm a certeza? então tamos nessa!

podíamos ir naquele momento. a reserva era de duas noites, sexta e sábado.. mas tínhamos acabado de ligar o aquecimento central - um evento que ocorre apenas uma vez por ano, já estava de pijama e com o gato acomodado confortavelmente em cima das pernas. vestir-me, aviar a bagagem, jantar, mais hora e meia de asfalto.. era coisa para chegar lá à meia noite..

é nestas alturas que uma pessoa se percebe que está a ficar velha.. se fosse há uns anos nem pensava duas vezes, metia-me na alheta em 3 segundos :P

fomos no sábado, nas calmas. o check-in foi rápido, e não houve stresses com a mudança de nome na reserva. o apartamento ficava na mesma torre da penthouse, a uns míseros metros abaixo dela. ai as memórias, as memórias!

abrimos a porta e... eix! apartamento tão épico. espaçoso, acolhedor, muito luminoso, e com uma vista fantástica. a kitchenette podia ser pequena, mas estava bem equipada. 




reconhecimento ao perímetro feito, bagagem arrumada, descemos para ir almoçar algures na marina.. para descobrir que em janeiro, está tudo fechado em tróia... fónix... mudança de planos: butes ao supermercado buscar umas cenas, e tratamos do assunto no apartamento.

comprámos o almoço... e também o lanche. e o jantar. e a ceia hi hi hi é da forma como não temos que sair para mais lado nenhum \m/

ao inicio da noite ainda passamos pelo spa. não é o melhor spa onde já estive, mas a cavalo dado não se olha o dente. 10mn no banho turco, a água da piscina interior estava demasiado fria para mim, 15 minutos no jacuzzi apinhado, apenas 5 minutos na sauna porque estava demasiado quente, mais 5 minutos no banho turco e decidimos que uma banheirada de espuma lá em cima é que era. e subimos.

jantamos, vimos um episódio de the grand tour, trabalhamos uns bocaditos, ceamos. e assim se passou a noite.

no domingo saí da cama às onze. falhámos o pequeno-almoço no hotel, mas nem sequer me importei. numa próxima, até o pequeno-almoço é no apartamento!

check-out feito, voltinha pelas redondezas, para matar saudades. cada vez gosto mais de tróia, custa-me tanto sair de lá chuif chuinf... e está deserta, nesta altura do ano, bem fixe. o dia não estava grande coisa para passeios, mas pelo menos não estava a chover. antes de regressarmos à base, ainda fomos ao carvalhal, lavar as vistas à praia do pego. já não metíamos lá os pés há uns anitos. foi a nossa praia de eleição durante umas quantas épocas, mas depois ficou na moda e começou a ser complicado ir para lá. demasiada confusão, e confusão é uma cena que não me assiste.



só sei que adorei o apartamento. alta sítio para passar uns fins-de-semana no inverno, mesmo com mau tempo \m/

Eis que...

estavas a planear um fim-de-semana inteirinho sem sair de casa, descolar o cagueiro do sofá apenas para ir comer ou ir ao wc, e só despir o pijama na segunda-feira de manhã, quando le wild offer appears...

 

oh.
que.
chatice!

    27 de Janeiro de 2017, às 21:56link do post comentar(2)

    Mistérios do Universo... II

    porqué que raio empurramos sempre a limpeza da casa para o domingo à noite? juro que não percebo..

    fazia muito mais sentido limparmos a casa na sexta, e passar o fim-de-semana descansados, a aproveitar o ambiente imaculado.. só que não! chega sexta à noite, e a última coisa que me apetece depois de uma semana de trabalho, é chegar a casa e ir esfregar a casa de banho de alto a baixo, ou estar quase uma hora a ouvir o barulho do aspirador porque o homem é minucioso na tarefa.

    depois, a casa fica um brinco no domingo à noite, e quem é que tira partido? o gato :/

    23 de Janeiro de 2017, às 13:10link do post comentar ver comentários (11)(3)

    :-J

    um polícia sinaleiro disse eu era top, e eu dei-lhe um like!

    19 de Janeiro de 2017, às 02:20link do post comentar

    Se ele não fosse assim… XIX

    partilhar a vida com um gajo que sofre de OCD tem as suas vantagens. por exemplo, a gaveta das meias está sempre organizada que é um mimo!

    é uma missão que ele encara com muita seriedade e dedicação. até tem honras de tour, esta gaveta (ahem, chama-me sempre para admirar a sua obra). então vejamos, a organização das meias obedece aos seguintes critérios:

    - proprietário;
    - cor;
    - comprimento;
    - utilização (causais, ginásio, caminhada, esquisitas - as últimas são todas minhas);
    - estação do ano;

    tudo em filas certinhas. até dá pena desmanchar lol

    [adenda: aqui está a prova]

    18 de Janeiro de 2017, às 23:58link do post comentar ver comentários (15)(3)

    Blue Monday

    não sei como foi a vossa, mas a minha foi tudo menos blue!

    tive que ir à cuf logo cedo meter o holter, depois pus-nos a caminho do trabalho. a manhã estava lindíssima, nada deprimente, apetecia a ficar ali, esparramados à beira rio, a absorver aquela radiação solar magnifica. já repararam que tem feito uns dias super limpos, sem neblinas nem smog. lisboa tem estado linda nestes últimos dias!

    às três trouxe o trabalho para casa. tinha que estar em casa entre as três e as sete, para receber o colchão novo YAY. chegou às cinco, e como fedia a químicos, deixei-o arejar umas horas antes de fazer a cama.

    por volta das seis, e em plena hora de ponta, atravessei a cidade para ir ao leroy fazer um recado. selvajaria do costume na estrada, tudo entupido e no mapa, indicação acidentes por todo o lado. depois do leroy, passar pelo ikea para devolver uns pés que não foram precisos para o hack do sommier. e já agora, porque não despachar logo a questão do jantar por lá? almôndegas vegetarianas com cuscus FTW!

    depois ainda passar pelo escritório, no coração da cidade, largar o recado, e finalmente regressar a casa. a cama foi feita de fresco, e a primeira impressão do colchão é boa (espero não enganar-me como aconteceu com o anterior), acho que o homem é capaz de ter razão quanto às molas. é bastante firme, mas o protector de algodão que encomendámos é capaz de torná-lo mais confy. acho que vou finalmente ter uma cama digna de hotel hi hi hi

    andei o dia todo com comichão por causa dos adesivos que prendem a fiarada do holter, não vejo a hora de tirar isto. also, com um dia tão agitado como o de hoje, devo ter aqui um belo dum registo :D

    16 de Janeiro de 2017, às 23:29link do post comentar ver comentários (4)(1)

    Pimbas!

     

    cum caneco, tenho um blog com catorze anos..

    (só de ler isto apareceram mais dois cabelos brancos e uma ruga no pescoço lol)

    para celebrar o aniversário, levou uma ligeira lavagem de trombas. apercebi-me que há 4 anos que não toco no layout, shame on me.. e o homem FINALMENTE consertou o arquivo, o bookmark já fica preso no ano que é suposto, YAY.

    além disso, ficou um bocadinho mais gorducho, e não foi das festas. encontrei um cd de backups muito antigo, e nele descobri uma pasta com algumas preciosidades. entre as quais, uma velhinha base de dados do liwl, que me devolveu 10 posts que julgava perdidos para sempre :D

    FFFFUUUUUUrmigas

    saímos um bocadinho mais cedo do trabalho, na expectativa de uma noite calma, e aproveitar bem o descanso extra. de caminho, breve passagem pelo supermercado, para comprar umas cenas em falta para a janta.

    vamos a pousar as compras na bancada da cozinha e.. e... 

    FORMIGAS!!

    FORMIGAS EVERYWHERE!!

    WTF??

    duas auto-estradas bastante congestionadas de formigas, vindas de diferentes pontos do openspace, a convergirem no armário da despensa. nem a taça da comida da gata escapou.. FFFUUUUUU!!

    PQP um prédio com meia dúzia de anos e já tem formigas a entrar-lhe pelas paredes a dentro.. só não foi totalmente inesperado, porque eu já sabia que era apenas uma questão de tempo até acontecer. eu bem as vejo na rua. a elas e aos vulcões massivos donde elas brotam.

    perspectivas de uma noite calma semelhantes ao destino que milhares de formigas estavam prestes levar: irem pelo cano do esgoto abaixo.

    butes lá arregaçar as mangas e acabar com a festa. um massacre segue-se. esta merda custa-me, detesto ter que fazer mal a bichos. sim, até a formigas, aranhas, moscas, seja o que for.. e formigas não posso simplesmente abrir a janela e atirá-las para onde nunca deviam ter saído.

    depois toca de vazar as quatro prateleiras armário, limpar aquilo tudo de formigas. aparentemente, todos os caminhos iam dar ao frasco de mel, apesar de bem fechado. como precaução, selar outras coisas que podiam atrai-las, e aproveitar para deitar fora tudo o que estivesse fora do prazo.

    depois toca de ir a correr comprar armadilhas. voltar para casa, aspirar o chão, espalhar as 4 armadilhas pelas zonas mais criticas. e por fim, jantar, tarde e às más horas do costume. ao fim da noite, eram poucas as que ainda se aventuravam pela casa.

    o comedouro da gata tem um pequeno rebordo à volta das taças que sempre me irritou, por dificultar a limpeza... até agora! nunca mais implico com aquilo. tem um uso extremamente prático para esta situação: enchi aquela secção com água, e pimbas! as formigas vão ter que construir uma jangada para atravessarem o rio até à terra prometida! se aquilo foi concebido com o propósito de servir de barreira anti-formigas, hats off, designers de equipamento para animais de estimação!

    na manhã seguinte, as poucas que avistamos já estavam meio grogues. à falta de comida, devem ter atacado as armadilhas e aquilo já estava a fazer efeito. dois dias depois da invasão, não restam rabigas para contar a história (é por isso que estou eu a contá-la :D). aquela bodega funciona mesmo bem. só por causa das tosses vão continuar armadas mais uns tempos, pelo menos até selarmos os rodapés e garantir que elas não voltam tão cedo.

    14 de Janeiro de 2017, às 00:48link do post comentar ver comentários (1)

    The Night Manager

    uma porrada de anos mais tarde voltei a ver uma série com o hugh laurie. passei os seis episódios baralhada com o homem. não consegui dissociá-lo do house, os tiques estavam todos lá, só não anda de bengala e está mais careca. e cheira-me que ele passou demasiado tempo na america e esqueceu-se de como se fala com sotaque britânico. tem piada, acho a voz dele mais harmoniosa quando fala americano (mas eu sou suspeita, adoro o sotaque americano). depois há o tom hiddleston (aka loki), que parecia estar tremendamente desconfortável no seu papel de espião recrutado à pressa. mas tenho o feeling que ele parece desconfortável em qualquer papel que calce.. deve ser o estilo dele.

    no geral, esta mini-série vê-se bem. não é muito densa, tem suspense q.b., a cinematografia é impecável - às vezes mais parece que estamos a ver um filme, os locais de filmagem e cenários são definitivamente interessantes, tipo um 007 low budget. mas depois tem algumas inconsistências a nível de argumento, que quase arruínam a coisa. ao longo dos seis episódios vamos apanhando alguns momentos descompensados, que se formos picuinhas e decidirmos não suspender a descrença, é coisa para custar a engolir. o que mais me custou foi o plot device principal da narrativa, que enfraqueceu de tal modo o vilão - supostamente um dos homens mais perigosos e assustadores à face da terra, que a credibilidade dele quase cai por terra.

    o desenvolvimento das personagens também podia ser mais interessante, assim como os motivos delas, tão parcamente elaborados, que pouco ou nada convencem. imo, os actores nem pareciam ter grande material para trabalhar as personagens, até me espanta como conseguiram arrecadar três globos de ouro..

    é pena, porque havia ali muita substância, foi foi mal explorada e o resultado saiu um tanto superficial.

    Let us rejoice

    thievery corporation. coliseu dos recreios. 15 de fevereiro. fuck yeah!

    há 8 anos foi épico!!

    'Le me

    tem idade suficiente para ter juízo, embora nem sempre pareça. algarvia desertora, plantou-se algures na capital, e vive há uma eternidade com um gajo que conheceu pelo mirc.

    no início da vida adulta foi possuída pelo espírito da internet e entregou-lhe o corpo a alma de mão beijada. é geek até à raiz do último cabelo e orgulha-se disso.

    offline gosta muito de passear por aí, tirar fotografias, ver séries e filmes, e yada yada, yada... é ler o blog ;)

    bucket list

    'Le liwl

    era uma vez um blog cor-de-rosa que nasceu na manhã de 16 de janeiro, no longínquo ano de 2003, numa altura em que os blogs eram apenas registos pessoais, sem pretensões de coisa alguma. e assim se tem mantido.

    muitas são as fases pelas quais tem passado, ao sabor dos humores da sua autora. para os mais curiosos, aqui ficam screenshots das versões anteriores: #11 #10 #9 #8 #6 #5 #4

    seguir nos blogs do sapo

    Follow follow us in feedly