Dezasseis

us

até a sogra me dá os parabéns, por aturar o filho há tantos anos muahahaha

na verdade, ele é que devia receber os parabéns por me aturar há tantos anos :D

acho que estamos quites ♥

26 de Setembro de 2017, às 19:30link do post comentar ver comentários (3)(2)

Lost in... Santa Luzia

tenho que confessar uma coisa, tenho o coração divido entre tavira e santa luzia... não sei de qual gosto mais. tanto que temos um ritual obrigatório, as nossas visitas começam sempre em tavira, e terminam sempre em santa luzia.

tavira é uma cidade linda, luminosa, radiante, e cheia de vida. santa luzia quase passa despercebida. é uma pequena e pacata vila, onde permanece aquele charme tradicional, da arquitectura típica algarvia, das fachadas revestidas a azulejos nas combinações mais incríveis, e das buganvílias em cascata nas ruas estreitas.

está plantada nas margens da ria formosa, e tem as suas raízes no mar e na pesca. o aroma no ar não deixa enganar, é terra de pescadores. talvez por isso, é dos sítios onde melhor se come naquela zona. especialmente polvo, o ex-libris da vila.

ali os pores do sol são deslumbrantes. o céu funde-se com a água, espelhando a paleta de cores do crepúsculo, e o silêncio da ria, rompido apenas pelo canto das aves marinhas, faz parar o tempo e transporta-nos para outra dimensão. em noites de lua cheia, o cenário é ainda mais pitoresco, quase irreal.

santa luzia santa luzia

mesmo no pico do verão, na confusão do trânsito e das pessoas, santa luzia consegue manter-se serena. é um sítio mágico, onde se vive devagar. e na hora da despedida, um valente sacrifício ter que deixá-la para trás...

24 de Setembro de 2017, às 23:33link do post comentar

Meh

não estou preparada para o outono. vou hibernar. acordem-me quando chegar abril.

22 de Setembro de 2017, às 21:02link do post comentar(3)

The Deuce

atenção atenção, nostálgicos dos anos 70

saudosos do vinyl? ainda não recuperados do desgosto do seu cancelamento? então vão gostar de saber há uma nova série retro no pedaço. só que em vez de música e editoras, é sobre prostituição e porno. a coisa promete!

tem um ambiente ainda mais decadente e sombrio que o do vinyl, e é um bocadinho mais "pesada" e gráfica. já li por aí que a recriação do ambiente de new york do inicio dos anos 70 está bastante fiel, mas isso não posso confirmar porque lamentavelmente não estive lá. mas posso confirmar que os cenários, o guarda-roupa e os props estão soberbos, e parecem-me muito realistas.

ainda mal começou e a HBO já a renovou para uma segunda season.. vamos lá ver se não acaba cancelada como a outra.

21 de Setembro de 2017, às 18:00link do post comentar ver comentários (4)(1)

Down the memory lane... IRC

(porque a malta à medida que vai ficando idosa gosta cada vez mais de perder-se as avenidas da memória) há uns dias a conversa escorregou para o IRC, e a criação dos serviços da PTnet, e os tempos dourados da internet por dial-up. o IRC era um fenómeno, e talvez das coisas que mais nostalgia trazem a quem viveu a internet naquela altura. era um sítio muito fixe para se estar. a malta entrava, chamava a lista de canais, e juntava-se àqueles cujas as temáticas ou locais interessavam. aos poucos entrava-se nas conversas do canal, mandávamos umas bocas uns aos outros, e depois as conversas continuavam em privado,

oi
ddtc
m/f
idade

quantas amizades e relações não começaram assim?

depois havia as novelas. cada canal tinha as suas. principalmente por causa da "ditadura" dos OPeradores, e da sede pelo poder. o @ era a coroa, o simbolo da elite, e o fruto mais apetecido. logo a seguir vinham os +voice, (que tecnicamente não valiam de nada, a não ser que o canal fosse moderado) mas a malta não se importava de lamber o cu aos OPs só para esta mais acima na lista de nicks. quem tinha voice era sinal que tinha friends in high places, literalmente.

às vezes aconteciam rixas épicas, e a malta acabava kickada ou banida. alguns revoltavam-se, criavam novos canais, levando consigo outros dissidentes. também havia muita guerrilha. um exemplo disso eram os takeovers. a malta organizava-se, desatavam a floodar todàgente que estava no canal para fora da rede, e depois um dos atacantes tornava-se OP e concedia a graça aos compinchas. enquanto a ordem não era restaurada pelos donos do canal, eles tinham os seus 15 minutos de glória, que eram aproveitados para mudar a descrição do canal, e talvez encher aquilo com bonecada em ascii art.

haviam uns users que estavam sempre ligados, dia e noite, sempre muito quietos e pouco participativos. só respondiam se nos metêssemos com eles. eram os bots, o seu propósito era ajudar a manter o canal. alguns tinham truques porreiros.

ocasionalmente acontecia uma cena (pouco) fixe, chamada netsplit. quando a malta começava a abandonar os canais em massa, era sinal que um dos nós da rede se tinha desligado e estávamos isolados. nesta altura também havia corrida para ser OP do canal, que durava enquanto a rede não era restabelecida, o que podia durar uns minutos.. ou umas horas.. ou uns dias.

longas noitadas agarrados ao teclado, a conversar ou a kitar o cliente de IRC, com comandos e cenas, para automatizar o acesso, tipo identificar o nick e entrar nos canais habituais. entretanto começaram a aparecer uns scripts que vieram apimentar as coisas. metiam na mão de qualquer pato bravo a possibilidade de nukar e floodar aquele user que não morríamos de amores, era uma animação :D

de quando em quando, ou porque a rede estava instável ou porque a PTnet estava adormecida e estávamos simplesmente aborrecidos, íamos até lá fora, à undernet, ou à DALnet, ou à EFnet, ver as modas. mas era chato estar sempre a alternar entre servidores.

depois haviam as famosas jantas e os meets, organizados pelos canais, onde a malta tinha oportunidade de conviver fora da rede com as pessoas que estavam por trás dos nicks. muitos acabavam por descobrir que afinal a _V4n3SsA_ não tinha cabelo comprido, nem olhos azuis, nem vestia copa 34DD. era, de facto, loira e media 1.80m, mas tinha demasiado pêlo na cara  e uma corcunda pouco atraente.

grandes tempos *suspiro*

apercebi-me, de repente, que fez por estas alturas 20 anos que me liguei à net e ao IRC pela primeira vez. mais de metade da minha vida.. não vou cair no cliché de rematar isto a dizer que estou velha.. tipo ya, tá todàgente morta de saber isso.. vou cair sim no outro cliché, aquele sobre a rapidez com que o tempo passa, sem darmos por nada. 20 anos é MUITO tempo.. mas na minha cabeça, nem por isso..

o IRC ainda existe, mas já está muito distante daquele IRC que conhecíamos e amávamos, mesmo com todos os defeitos que tinha. it's true what they say, tudo tem o seu tempo :')

Salada Coleslaw

adoro couve crua. a-d-o-r-o!! não tem explicação.. e que melhor desculpa para consumir este humilde vegetal, se não numa saladinha coleslaw?

existem montes variantes, mas a base tem *sempre* que ter couve, se não, não é coleslaw. o resto dos vegetais pode variar, por exemplo, pode-se usar cebola, pimento, e até maçã. para o molho também existem mil e uma variantes. é preciso experimentar umas quantas até descobrir qual é a vencedora. a minha favorita não leva maionese, aviso já!

então, para três ou quatro pessoas (ou duas gulosas), precisamos de, 

1/4 couve roxa 
1/4 couve branca
1 cenoura grande

e para o molho:

200 gr de iogurte grego natural
1 colher de sopa mel
1 colher de sopa de vinagre de sidra
1 colher de sopa de limão
1 colher de chá de mostarda dijon (opcional)
sal e pimenta preta moída q.b.

i know, right.. sinceramente também acho um milagre uma mixórdia destas funcionar.. mas funciona, prometo lol

como fiz durante o fim-de-semana, tive tempo para fazer uma apresentação toda pipi. behold,

salada de bacalhau

usar uma faca afiada, ou uma mandolina, ou um robot de cozinha para cortar finamente a couve em juliana, e ralar a cenoura. botar tudo numa taça alta.

noutra taça, misturar todos os ingredientes do molho. se forem medricas cautelosos como eu, vão querer fazer isto aos poucos. primeiro coloco aquilo que sei que não falha, o iogurte e o mel. o resto vou adicionado em pequenas quantidades e testando o sabor do molho à medida, para me certificar que não exagero em nenhum ingrediente, pois se tal acontecer, pode ser uma dor de cabeça para compensar.. uma vez exagerei no vinagre e não foi fixe.. anyway, é quase certo que vão ter que afinar as quantidades dos ingredientes, portanto aquelas que descrevi na lista são meramente indicativas, sorry about that..

mexer muito bem a mistela com uma vara de arames/batedor, e quando estiver no ponto, envolver com os vegetais. costumo usar as mãos, como uma selvagem :D

salada de bacalhau

antes de atacar a salada, convém deixá-la descansar no frigorífico pelo menos meia-hora, para o molho amolecer a couve. et voilà!

salada de bacalhau

yummy :D''''

ah é verdade.. depois de enfardar esta deliciosa iguaria, existe uma pequena probabilidade de ficarmos com a actividade intestinal aumentada. é totalmente natural e inofensivo (excepto talvez para o nosso olfacto, e o de quem nos rodeia lol). fyi, couve é dos vegetais mais saudáveis que podemos fornecer ao nosso corpinho. vale a pena sacrificar o nariz!

18 de Setembro de 2017, às 10:00link do post comentar ver comentários (1)(1)

WTF

houve praí alguma movimentação planetária marada? só pode.. é que desde de segunda que parece que estou em fevereiro.. que semana tão enguiçada, fdx!

na terça atrasei-me para uma reunião. pensei que chegava mais rápido se fosse de carro, e dava-me jeito porque depois podia aproveitar para ir ao supermercado, que já não havia comida em casa. com a confusão de trânsito, e de pessoas, e de obras, e de arranjar estacionamento no bairro alto, cheguei mais atrasada do que se tivesse ido de transportes. à noite, tive outra reunião, que se atrasou e esticou-se até à meia-noite. no supermarket for you..

na quarta finalmente consegui ir às compras. mas antes quis ir buscar umas caixas especiais para vegetais, ao 5º piso do ECI. pego nelas, procuro o preço, e vejo que custam 15€ a mais do que na amazon FFFUUUUUU. só fui perder tempo.. ao menos consegui ir ao supermercado, apesar de não ter conseguido trazer tudo o que precisava. ah, e claro que nos esquecemos dos vales de desconto no carro, e o homem teve que ir a correr buscá-los, quase à hora do fecho.

ainda na quarta apareceu-me o maior herpes labial que alguma vez tive. na quinta fui à farmácia buscar uma merda qualquer para tratar aquilo, pois o bálsamo que costumo usar não parecia estar a fazer efeito. trouxe uma cena supostamente toda xpto.. que estou desconfiada que me fez triplicar o tamanho da lesão. ao homem encravou-se-lhe uma unha do pé, que até andou com o dedo inchado. srsly??

a drive now está há 3 dias para me validar os documentos, quando aos meus colegas levou menos de 1 dia. deve ter corrido alguma coisa mal no processo, e eu ando mortinha para experimentar aquilo. e tinha-me dado jeito hoje porque,

hoje, como havia festança depois do trabalho levei o carro novamente. mais stress com trânsito e estacionamento e confusão de pessoas e obras e camiões de recolha do lixo. tudo atrapalhava, TUDO! PQP.. na pastelaria do costume, não havia a minha primeira opção (pão de leite), nem a segunda (croissant), nem a terceira (pão de deus), nem a quarta (palmier simples). desabafei com o homem sobre o karma da puta da semana, quando ele me conta o que lhe tinha acabado de acontecer, que validava perfeitamente a minha teoria:

ao puxar a carteira do bolso para pagar o pequeno-almoço, a carteira ficou presa nuns fios do bolso e caiu ao chão. se podia ter só caído no chão? podia.. mas não... teve que acertar redondamente em cima de uma bosta de creme de pasteleiro que alguém mandou fora. diz encontrou algum conforto na situação, ao reparar que outra pessoa pisou o resto do creme, e cagou os sapatos todos sem dar por isso, assim não estava sozinho na naquela infelicidade (pelos vistos não fomos os únicos a ter uma semana merdosa lol)..

já só me ria, que remédio.. não vale a pena stressar com coisas que não podemos controlar.

para contrabalançar, foi nesta semana que surgiu o melhor vídeo de sempre da história da internet (obrigada por me dares a conhcer esta pérola, nona :D)

    16 de Setembro de 2017, às 01:09link do post comentar ver comentários (2)

    Loop do dia X

    há várias músicas muito boas no novo álbum novo dos lcd soundsystem, mas a how do you sleep? está assim uns quantos níveis acima.. há duas semanas que estou refém desta faixa. tenho evitado loops muito longos para não enjoa-la rapidamente, mas não consigo ficar muitas horas afastada, nem ouvi-la apenas uma vez. 

    tem uma progressão fantástica. vai-se revelando gradualmente ao longo de nove minutos, sem um segundo de monotonia. é agressiva, sentida, e muito emocional.

    começa de forma misteriosa, e pouco depois ganha contornos ainda mais sombrios, emanando uma certa ansiedade. a meio explode com uma batida tão profunda e poderosa, que uma pessoa até perde o controlo sobre o corpo. vai ganhando cada vez mais intensidade, até se tornar numa exuberante sinfonia sintética, que liberta de uma só vez, toda a tensão que foi acumulando. nos momentos finais, esgota-se-lhe o folgo e termina sem closure, deixando-nos voltar lentamente à superfície, para encher os pulmões de oxigénio.

    o tom visceral, carregado de ressentimento, em que o james murphy canta as letras deixa transparecer que está seriamente magoado e desiludo com alguém e não tem problemas em deitar cá para fora. eu não queria ser essa pessoa lol

    é fechar os olhos e deixar-nos levar por esta faixa assombrosa. vezes sem conta.

    Summer in the Islands II

    há uma diferença abismal entre julho e agosto na ilha de tavira. passa de um ambiente totalmente descontraído, onde há tempo para as pessoas que lá trabalham meterem-se na reinação com os clientes, para um ambiente tenso, apressado, com cara de poucos amigos, e sem ver a hora de ver os clientes pelas costas. eu percebo isto muitíssimo bem (ou não tivesse sido a minha vida durante 12 anos) e tento não atrapalhar muito, ou esperar muita atenção, quando mais reclamar. só de me imaginar na pele deles, dá-me suores frios :X

    fomos para lá naquela que deve ter sido a altura com mais afluência do ano, o fim-de-semana de agosto que fez "ponte" com o feriado, e que muita gente aproveitou para sacar quatro diazinhos de férias. o parque de campismo estava à pinha, e por momentos tive receio que parassem de aceitar pessoas. a fila para fazer check-in era gigante, e a malta não tinha mãos a medir. o afluxo de campistas durou o sábado todo até por volta das dez da noite, sem parar. nunca apanhamos aquele parque tão cheio.

    o tempo esteve um bocadinho melhor que na semana de campismo anterior, em julho, mas não estava perfeito, como naqueles dias de praia brutais que apanhamos nos dois anos anteriores. este ano não cheguei a apanhar o mar espelhado, havia sempre ondulação. e vento. vento pa cacete. começava a levantar-se por volta da uma da tarde e só abrandava pelas nove ou dez da noite. nada daqueles calores sufocantes, que nem à sombra se consegue estar.

    na última noite voltamos a ser trollados pelo universo.. a sério que às vezes até parece que faz pirraça comigo :P lusco-fusco, naquela tavamos de regresso areal deserto, quando subitamente o vento virou e começou a soprar aquela brisa quente vinda da serra, às nove na noite, já quase sem luz, e eu a querer ir-me enfiar no mar. só não o fiz porque já era tarde, e ainda tínhamos que jantar e dar de fuga para não chegar a casa de madrugada. mas fiquei tão cheia de pena, tão cheia de pena de não ter dado aquele último mergulho... bah!

    e por falar em jantar, tão e aquele chilique que me deu por causa da bruta da cataplana? das duas uma, ou alarvei para além das capacidades do meu organismo, ou então sal a mais na comida pode ser uma cena tramada..

    Isa vai ao ginásio: alongamentos.. ou yoga?

    a minha rotina favorita no ginásio são os alongamentos. reservo sempre os últimos 15 minutos do treino para esticar os músculos todos, coisa que tem feito maravilhas pela flexibilidade, estabilidade e postura da minha máquina. desde que voltei ao ginásio, deixei de precisar de ir levar amassos, as minhas costas e pescoço têm andado impecáveis. além disso é uma forma muito agradável de terminar a sessão de ginásio, uma pessoa sai de lá toda solta e totalmente relaxada.

    faço à volta de 20 exercícios, com duração de 30 segundos. alguns são a dobrar porque é preciso fazer para cada perna e braço. e eis que acabo de descobrir, que metade destes exercícios, são posturas básicas de yoga..

    agora tenho uma dúvida existencial: mas afinal tenho andado a fazer alongamentos, ou yoga?

    11 de Setembro de 2017, às 18:20link do post comentar ver comentários (13)(4)

    'Le me

    tem idade suficiente para ter juízo, embora nem sempre pareça. algarvia desertora, plantou-se algures na capital, e vive há uma eternidade com um gajo que conheceu pelo mirc.

    no início da vida adulta foi possuída pelo espírito da internet e entregou-lhe o corpo a alma de mão beijada. é geek até à raiz do último cabelo e orgulha-se disso.

    offline gosta muito de passear por aí, tirar fotografias, ver séries e filmes, e yada yada, yada... é ler o blog ;)

    bucket list

    'Le liwl

    era uma vez um blog cor-de-rosa que nasceu na manhã de 16 de janeiro, no longínquo ano de 2003, numa altura em que os blogs eram apenas registos pessoais, sem pretensões de coisa alguma. e assim se tem mantido.

    muitas são as fases pelas quais tem passado, ao sabor dos humores da sua autora. para os mais curiosos, aqui ficam screenshots das versões anteriores:
    #11 #10 #9 #8 #6 #5 #4

    Bloglovin  follow us in feedly  Seguir nos Blogs do SAPO

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.