Férias - parte II

Não chegamos a ir a gaia (re)ver os chemical brothers como planeado. É uma questão de princípio, tão primeiro dizem que é à borla e depois já pedem 15 eur pela entrada? Nah, esquece lá isso...decidimos ir prá galé outra vez ^^

Acabamos por só ir na terça porque estávamos à espera de uma encomenda muito "importante" e já chegamos tarde ao parque (por volta das onze da noite). Descobrimos que o nosso spot favorito estava ocupado e como estava escuro, vento e frio, não estivemos para procurar muito mais e montamos a tenda uns metros mais abaixo, mas não estávamos lá muito confortáveis por cauda do declive, e mudamos de sítio na manhã seguinte, para uma zona que também gostamos, apesar de estar um pouco populada.

Os dias eram quentes e as noites frias, havia muita gente no parque mas tava-se bem, estava menos confusão que no último fim-de-semana que lá tínhamos estado. Não sei se teve a ver com a tabuleta a dizer "ESGOTADO" (coisa que achamos estranho porque não estava assim TÃO cheio como tudo isso) à entrada, mas tava realmente mais calmo, apesar das filas habituais para tudo.
Três dias de praia, um deles com direito a um contratempo, porque o marido perdeu a aliança algures na praia (buááá, mas já encomendamos uma nova), estreei o meu wicked weasel (ah poizé!!), apanhei mais um escaldãozito (ouch), dei um avanço valente num livro que não tenho tido oportunidade para ler.. descanso, descanso, descanso, tão bom!

Agora, o pior das férias é mesmo o facto de ter passado estes dias todos na companhia do marido 24h por dia, coisa que já não acontecia há mais de dois anos, e agora voltar à rotina habitual sem ele por perto...buáááááá!!!

And now for something completely different...
Já tenho ouvido dizer que as pessoas mudam a cada 7 anos, e, coincidência ou não, estou a aproximar-me do inicio de mais um ciclo de 7 anos e tenho notado algumas mudanças a vários níveis... e lembro-me perfeitamente de ter mudado aos 21, se bem que nessa altura não liguei muito..mas não deixa de ser interessante :)