A ciência do café

em tempos que já lá vão, a minha mãe, quando lhe apetecia beber um cafezinho, pedia-me sempre a mim que o tirasse, dizia ela que gostava muito dos meus cafés. aquilo a mim soava-me sempre a graxa, para não ter que ser ela a tirar ou pedir a outra pessoa, porque diga-se de passagem, (à primeira vista) tirar um café não tem ciência nenhuma.. mas se calhar até tem...

existe um ritual, acredito que a forma como se aperta o café deve fazer toda a diferença..até o nosso estado de espirito deve ter alguma influência no processo...é estranho.

não noto isso nos cafés porque não bebo, mas noto nos galões e nas meias de leite. por exemplo, no bar da cantina do picoas, há 4 ou 5 pessoas que habitualmente estão a atender e todas elas já me tiraram galões mais do que uma vez. dessas todas, apenas uma tira os galões ao meu gosto e há outra que os tira quase intragáveis. tento sempre ir a hora que a pessoa que mos tira como gosto costuma estar de serviço, mas às vezes tenho azar e apanho outras. como já as conheço, manipulo sempre a coisa, mais forte ou mais fraco...mas não é a mesma coisa nem nada que se pareça.

quem diria que misturar leite com café pode ter tanta ciência...não é para todos!
25 de Janeiro de 2008, às 16:49link do post comentar