A felicidade em 10 passos!

apanhei no diário do meu casamento, que por sua vez apanhou noutro sitio. concordo com a maioria das coisas, claro que sim, mas decidi fazer a uma versão minha, mais humorada e descontraída hi hi hi

1 – Aprenda a ceder
ceder? that does not compute! mulher que é mulher não cede, finca o pé e não arreda enquanto não conseguir aquilo que quer, e mai nada!

...ou então faz um choradinho..normalmente funciona!

2 – O casamento é um espelho
não, não! a frase está errada. devia ser: "o casamento e um espelho". quem já deu umas cambalhotas em frente a um espelho sabe do que eu falo! hi hi hi

3 – Incrementar o diálogo
sim, especialmente no que toca a fofoquices. um casamento resulta bem quando ambos os membros do casal os são uns quadrilheiros de primeira! nem imaginam o poder de união e cumplicidade que fofocar tem!

4 – Partilhem um passatempo
here's one for you: hotel surfing! (preferencialmente com spa)

5 – Demonstrar carinho
nota mental: cravar-lhe uns apalpões ou umas palmadinhas no assento faz bem à circulação!

6 – A felicidade depende de mil e um factores
mas se se tiverem a cagar para esses mil e um factores, conseguem mais tempo para se dedicarem aquilo que é realmente importante: make out!

7 – Dividir tarefas
claro que sim. ele pode ficar com a tarefa de ir despejar o lixo, de lavar a loiça, de esfregar o fogão e limpar a casa de banho. nós, as mulheres, temos a pele das mãos muito delicada e sensível e a água arruina a manicure. pegar no aspirador de vez em quando e já é muito bom. se os homens querem ter mulheres sempre jovens e belas têm que aceitar essa realidade!

8 – Aprendam a aceitar-se um ao outro
ele gosta de dar puns ou arrotar bem alto.. porque não começar a imita-lo? é giro e ele não pode fazer nada contra isso, porque foi ele quem começou!! muahahaha!!

9 – Evitar os golpes baixos nas zangas
let me rephrase that: Evitar .... zangas! É tempo perdido quando podíamos estar a fazer coisas melhores, como por exemplo: make out!

10 – Não vivam na sombra dos fantamas do passado
ò que pena...é tão divertido fazer-lhe inquisições sobre as namoradas que ele teve, sabendo que ele não nos pode fazer porque não existem!!
3 de Abril de 2008, às 22:33link do post comentar