Coisas que só a mim me acontecem...

ontem, de regresso à cidade, coisa que aconteceu já tarde porque andamos a arrastar-nos lá por casa dos paizinhos, a adiar o inadiável, tivemos que parar numa estação de serviço da A2 para abastecer. normalmente só uso a A2 quando estou com pressa, que a forma mais rápida para chegar a casa é mesmo vir a abrir estrada acima. abrir no polo é coisa que se faz a 140km/h, com muito esforço...

vi-me obrigada a parar na "fatídica" estação de serviço de almodovar, onde está a fazer 5 anos que o expresso se "esqueceu" de nós dois na estação, por volta da meia-noite, sem carteira nem telemoveis nem nada. na altura escrevi um longo post sobre isso mas foi-se, juntamente com outros tantos no Grande Apagão de 2004...
desde essa altura que não vejo essa estação de serviço com bons olhos e nunca mais meti lá os pés. até ontem...

então, às três da manhã, algures no meio do nada, carro na reserva, não poder abastecer porque os terminais de pagamento estavam em actualizações e não funcionavam, com a próxima estação de serviço a 40km e sem garantias de ter os terminais a funcionar...

tempo estimado para as ligações entrarem novamente em funcionamento: entre 15mn a 2h!

isto das ligações maradas não é novidade para nós. por causa disso já tivemos que voltar uma atrás mais do que uma vez, ou ir a passo de caracol até uma estação que estivesse aberta a noite toda com caixa MB (só conhecemos uma no percurso habitual (junto à costa), que fica perto de grândola). mas uma pessoa nunca se lembra a tempo...

agora, isto não tinha sido tão grave se não nos tivesse calhado aquela besta quadrada que estava de serviço no posto de abastecimento.

havia uma caixa multibanco dentro da loja, e o cabrão filho-da-puta, disse que a caixa também estava estava afectada pelos problemas de ligação. tava ao caraças, que dali dava para ver que a caixa estava em funcionamento. disse-nos para tentarmos a próxima bomba, em castro verde, a 20KM dali!!!

ricos empregados estes, hem!

vendo a pouca vontade daquela coisa em ajudar-nos a arranjar dinheiro, ainda fomos tentar a sorte ao restaurante, mas estavam igualmente com problemas nas ligações.
já farto de chatear o gajo e a entrar em desespero, o marido atravessou a estrada (dá multa, eu sei) e foi ver se se safava daquele lado.
a malta que lá estava era muito mais acessível e deixaram-no entrar na loja para ir ao MB, mas por azar a puta da máquina tava seca. telefonaram à besta do outro lado para deixar o marido entrar e levantar dinheiro e ele que não, que a máquina não funcionava e que eles não percebiam nada daquilo e não se deviam ter metido nisso...

 

e porque é que aquela empresa de merda fecha as lojas? a galp nunca fecha as lojas, tão abertas a noite toda.

com uma hora de paragem forçada, o marido já tava por tudo e disse-lhe que lhe dava o cartão e o pin para ele ir tentar levantar o guito, e ele a insistir que não dava, quando chega um camionista com o mesmo problema que nós, queria abastecer e não tinha dinheiro com ele. às tantas, o filha-da-puta lá se decide e deixa os dois entrarem para irem à caixa de MB.

...e não é que conseguem levantar?!?!?!  "aah, deve ter sido algum pico. deve ser a ligação que está a voltar..." ainda teve a lata de dizer!

camelo, monte de merda, cepo dum cabrão. desde quando é que não se faz os possíveis para tentar ajudar um cliente em apuros, ainda por cima àquela hora, num deserto daqueles? reteve-nos uma hora na puta da estação por ser tão troll!
saímos de lá eram quatro da manhã. ainda tinha duas horas de caminho pela frente. sempre a 140km/h para ver se ainda dormíamos um par de horas..

já da outra vez foi quase preciso implorar que nos deixassem telefonar para alguém nos fosse buscar à estação, pois sabia-se lá quando é que voltava lá a parar um expresso daquela companhia lá. e agora esta....

a sério, NUNCA MAIS, MAS NUNCA MAIS PÁRO O CARRO NA ESTAÇÃO DE SERVIÇO DE ALMODOVAR. NUNCA MAIS!

a reclamação segue por email, que ontem não podíamos estar a perder mais tempo com merda, que eu aguento-me a conduzir com sono, mas tenho os meus limites...

a lição que retiro deste episódio pouco feliz não é que devo andar sempre com guito porque não gosto de andar com guito, mas sim, nunca mais me faço à estrada sem gasoleo suficiente para a viagem...

BAH!

1 de Julho de 2008, às 01:41link do post comentar