017 - Levar o furas ao vet. para fazer uns exames

esta apanhou-nos de surpresa...

o furas é um bixo que, por uma sorte do outro mundo, nunca esteve doente. nem uma única vez!

acontece que está a ficar velho, 4 e meio anos para um bixo destes é obra. e já havia muito tempo que queríamos leva-lo a fazer exames a ver se estava realmente tudo bem... mas é naquela, ele não parece mal, e nós vamos deixando andar...

na segunda passada, o gajo teve um ataque de tosse brutal, que nos fez saltar da cama. no espaço de 10mn teve mais dois ataques parecidos. ele já tem tossido, mas nunca assim!
ficou decidido que tinha que ir ao vet. a.s.a.p., pois sabemos bem que, quando eles revelam algum sintoma, significa que o mal já está feito e todos os minutos contam...

o vet dele só vem a almada às quintas e nós não íamos três dias para ver que raio de tosse vinha a ser aquela... e leva-lo a outro vet que não tivesse experiência com furas estava fora de questão.
por sorte o marido ainda tinha o contacto do vet e telefonou-lhe para saber se era possível ele ver o bixo. nesse dia ele estava numa clinica em oeiras, e foi lá que eu fui com ele.

a consulta foi demorada e ele teve que ser anestesiado para lhe fazerem análises e tirar um RX, tadito..
os resultados das análises vinham bons, tudo dentro dos valores normais, mas a radiografia revelava algo estranho, o lado direito do coração estava ligeiramente maior que o normal. isto levou a que o vet ficasse desconfiado de uma doença que dá costuma aparecer moços, que eu não sabia o que era, mas quando descobri, ia-me dando uma coisa má... cardiomiopatia.

 

rx

 

anyway, ele não quis confirmar o diagnostico sem antes fazer uma ecocardiografia, que foi marcada para a quinta seguinte, em almada.
deu-lhe ainda uma injecção de cortisona, a ver se acabava com a tosse, e realmente, não voltou a tossir, pelo menos daquela forma.

durante esses três dias andei a cozer em lume brando, a tentar habituar-me à ideia que corria o risco de ficar sem o furas em poucos meses...era mau demais para ser verdade........

e eis que chegou finalmente o dia da eco.
o furas foi novamente anestesiado, desta vez, com gás, e cortaram-lhe o pelito na zona do peito. nós assistimos ao exame. demorou quase uma hora. foi mesmo, mesmo minucioso!

e por fim, estava encontrado do problema que fez o lado direito do coração aumentar de volume. segundo o vet que fez a eco, o furas nasceu com uma má-formação, muito provavelmente genética, no coração: uma fuga numa das válvulas do ventrículo esquerdo, que faz passar sangue para o direito..

então, a dilatação do lado direito do coração deve-se ao facto do trabalho extra que o ventrículo tem tido este tempo todo, ao ter que bombear não só a quantidade de sangue que lhe compete, e mais o extra que entra lá para dentro, vindo do outro.
por sua vez, essa dilatação está a roubar espaço ao pulmão. e estão explicados os episódios de tosse..

não há muito a fazer, ele nasceu com aquilo e provavelmente é graças as vida sedentária que leva, que ainda está vivo. o vet não aconselhou medicação para já, pois ao tentarmos controlar um dos lados, o outro iria sofrer, e mal por mal, fica com está... mas aquele coraçãozito dele vai ter que ser monitorizado, o que implica uma eco a cada seis meses. a única medicação que ele pode vir a precisar é para controlar os sintomas que advêm daquela condição, como os ataques de tosse, depois logo se vê se vai precisar de ser medicado para controlar o ritmo cardíaco..

a ver vamos, mas pelo menos o prognóstico é muito melhor que o da outra doença, caso se confirmasse..

de resto, está tudo nos conformes :)

 

12 de Agosto de 2008, às 00:58link do post comentar