O regresso e a desilusão...

SPOILER ALERT!

sigo house desde o final de 2005, quando a série começou a ser emitida no fox. bastaram dois ou três episódios para me tornar fã incondicional, e desde então, que não tenho perdido um único episódio, e já os vi praticamente todos mais do que uma vez (graças à programação repetitiva do fox :P)..

adorei as duas primeiras seasons, mas a terceira deixou-me com um sabor amargo na boca, a história do policia foi longe demais, assim como as rescisões em massa no final.

a quarta foi diferente. já sabíamos que íamos ter caras novas e até foi divertido, pois tivemos grandes momentos de humor. acontece que devido a isso, tiraram de cena as outras personagens que eu tanto gostava. em vez de terem papeis à sua altura, não, foram postos completamente de parte, pelo menos duas delas, cujas aparições eram tão raras que me partia o coração. parecia que apenas estavam ali por piedade...levei os episódios todos na esperança que isso levasse uma volta, mas não, não me fizeram a vontade. fiquei desiludia com essa season, apesar do excelente final a que a que teve direito.

a quinta já se sabia que ia começar com a amizade entre o house e o wilson tremida, mas bolas, podiam ter conciliado as coisas de uma forma melhozinha... quando se leva 4 meses à espera que uma série recomece, cria-se um certo nível de expectativa, ainda por cima, quando essa série já nos habituou a grandes finais e grandes recomeços. este foi de longe, um episódio genial..

o house andou o episódio todo com a cabeça no ar, teve-se completamente nas tintas para a paciente, deixando-a entregue à equipa, que apesar de ser outra, tem exactamente o mesmo M.O. que a antiga, cada um tem uma ideia e não se sabem coordenar, parece que não sabem o que andam a fazer (tipo, se foi para isto, mais valia termos ficado com a outra, não?) e chega ao fim do episódio, olha pro decote da cuddy e *puf*, tem uma epifania: a paciente sofre de lepra. just like that. sem contra-argumentos, sem decisões arriscadas, sem terapias esquisitas...

ainda por cima quando estamos fartos de saber que nem tudo o que ele diz ou faz está certo, e que, geralmente, o primeiro diagnostico que lhe vem à cabeça está errado...

...e não me venham falar de character development que o house amuado pelo wilson decidir que tem que se afastar só porque perdeu a namorada não lhe dá grande crédito... bem, ao menos o wilson meteu cá para fora aquilo que já devia ter metido desde a primeira season...

a sério, esperava muito mais que isto... espero que os próximos episódios compensem...

20 de Setembro de 2008, às 02:53link do post comentar