Isa vai à neve II

então voltamos à serra!

e desta vez não fomos sozinhos. o tio, a quem nós surripiamos descaradamente a ideia de ir à neve, não pôde estar presente no primeiro fim-de-semana, mas a meio da semana passada, disse que ia no segundo.

e nós fomos atrás, é claro!

desta vez tava complicado arranjar alojamento, tava tudo ocupado nas redondezas, mas ele conseguiu marcar um apartamento num hotel perto de nelas. ficava uma bocado longe do nosso destino, mas era o que se arranjava.

o tempo não tava grande coisa, metade do caminho foi feito debaixo de chuva. chegados à covilhã, fomos almoçar que a malta tava cheia de fome, e depois, siga pá serra!
até porque o caminho mais perto para o hotel era pela serra mesmo...

nós íamos à frente. subimos, e subimos, e...

...prondé que foi a puta da neve??

nada, nadinha de branco. só uns restos sujos à beira da estrada.. e acima dos 1200m :(
big desilusão..

continuamos a subir. a subir em direcção às nuvens, perdão, à torre. quanto mais subíamos, mais o nevoeiro se intensificava. mas dava para notar que lá para cima, parte da neve tinha conseguido resistir ao aumento da temperatura..

não se via um cú na torre. estava um frio de rachar, a temperatura tinha descido alguns 6ºC desde que iniciamos a subida.
a pouca neve que se conseguia avistar, estava praticamente transformada em gelo. mesmo assim, equipamo-nos e saímos com os trenós, para tentar aproveitar qualquer coisa do dia. não estava a chover, mas o nevoeiro estava encharcado. meia-hora depois, tinha o blusão de penas completamente ensopado. e eu a pensar que aquela merda era impermeável...bah!

demos o dia por terminado e descemos até seia para seguir caminho até nelas.

depois de instalados, fomos até viseu, ao palácio do gelo, que eu quis ir ver se encontrava um blusão decente, que não encharcasse, e tínhamos que ir buscar o lanche pro dia seguinte.

o palácio do gelo é brutal. deve ser o centro comercial mais bonito onde já estive.
pena que a sportzone não tinha nada de jeito para mim, e o jumbo tava fechado...mesmo assim, anda corremos aquilo tudo e lá consegui trazer o que queria...sort of...

domingo acordou feio. tentamos a torre outra vez e o tempo ainda estava pior. apanhamos uma fila b-r-u-t-a-l lá em cima..tava tudo a tentar chegar à torre e não havia espaço pa  toda a gente. centenas e centenas de carros!
descemos até a covilhã, fomos ao serra comer qualquer coisa e comprar uns walkie talkies, pa facilitar a comunicação entre as viaturas, apelidadas de nave e vaivém, consoante a que seguia à frente.
tornamos a subir. a coisa ainda estava complicada prós lados da torre, então seguimos para manteigas e subimos. desvio até às penhas douradas, mas estava escuro e nevoeiro, não deu para ver nada de jeito..então voltamos à outra estrada e seguimos em direcção a seia, passando pelo sabugueiro. e que bela decisão esta, que o acesso da torre até ao sabugueiro tava entupido, devido a alguma coisa que aconteceu à entrada da aldeia.

segunda acordou com melhor aspecto. arrumamos a tralha e fizemos check-out do hotel, que não era mau de todo e o preço foi fixe (tendo em conta que éramos 6 pessoas num apartamento), mas suspeito que na noite anterior, cortaram-nos o a/c, o que não foi boa onda : /

depois de uma pequena aventura que segue num próximo post, subimos à serra pela última vez. não havia (muito) nevoeiro e apanhamos um sitio com um espectacular manto branco ainda por vandalizar. tivemos ali montes de tempo a subir e descer com os trenós, a encher a barriga de neve. não digo que valeu pelos três dias, mas foi bem divertido.

shoooooosh karaté kid snow bodyboard
(mais fotos aqui)

não deixou de me fazer confusão a rapidez que a serra perde a neve, basta o tempo aquecer uns graus, chove, e pimba..lá se vai a neve encosta abaixo!

11 de Dezembro de 2008, às 01:46link do post comentar