O Dia em que eu fui ao Cinema Babar para cima do Keanu

(atenção que pode conter spoilers)

então no fim de semana passado fomos ao forum, e enquanto jantávamos, decidimos que era uma boa noite pa ir ver o the day the earth stood still, que andava debaixo de mira desde a última vez que tínhamos ido ao cinema e vimos o trailer.

a única coisa que sabia deste filme é que era um remake, mas como reunia logo três condições essenciais:

- um cataclismo, que nós gostamos muito de filmes sobre cataclismos;
- aliens, que nós gostamos de filmes com aliens apesar de eu ter pesadelos com eles para o resto da minha vida lol;
- um par de actores que nos deixam as glândulas salivares alteradas;

...última sessão, aí vamos nós!

as expectativas estavam um pouco altas, é verdade, e nós já devíamos saber que isso é um no-no no cinema... expectativas baixas. sempre!

lá nos fomos abastecer de pipocas, e passado uma boa meia hora de publicidade e trailers, lá começa finalmente...

levei o filme todo a tentar com que a historia fizesse sentido na minha cabecita, mas fui incapaz..achei o argumento pobrezinho, pouco coerente e desajustado à realidade dos dias que correm, faltava-lhe convicção.. a mensagem que eles queriam passar era velhinha, toda a gente sabe, e ninguém lhe liga..falhou há 50 anos, não era agora que ia começar a funcionar...acho que mesmo sendo um remake, devia ter tido uma adaptação mais cuidada..ou no mínimo, actual. salvou-se os efeitos especiais, a estetica, e a fotografia..

o marido tem uma "pancadinha" (para dizer no mínimo) pela jennifer connelly, e levou o filme todo a perguntar o que é teria ela feito às mamas, e eu levei o filme todo a babar para cima no keanu, esse actor giraço, embora de qualidade duvidosa (assim como o meu gosto por actores), já que está sempre com aquele ar denso de quem não apanha nada de nada, e ter apenas um tom de voz a acompanhar, mas que god nows how, tem tido participações em filmes brutais, daí que me tenho mantido fiel fangirl deste os meus tempos de teen, o que é que se há-de fazer à vida...

o papel assentou-lhe que nem uma luvinha apertada. deu um alien muito estiloso, de fato e gravata, coisa pouco habitual de se ver em aliens, sério, careless, e muito determinado em cumprir a sua missão. gostei do conceito destes aliens humanos, e gostei do chinês, que também era alien, mas deixou-se contagiar pelos humanos. e tenho cá para mim, que se o filme não tivesse tido aquele desfecho, havia ali material para um belo happy ending, tipo, ela apaixonava-se por ele, ele descobria o amor graças a ela, depois faziam muitos meninos, e viviam felizes para sempre.

saí do cinema com a amarga sensação de ter sido (mais uma vez) roubada, a história era mesmo, mesmo fraquinha e pouco convincente, e eu detesto aquelas mensagens ecológicas, e jamais me fiaria na ideia que que os humanos eram capazes de mudar, o alien foi enganado big time...

...mas pronto, o keanu fica realmente bom de fato e gravata, valha-nos isso!