Pelos caminhos de Portugal - versão Caramulo/Estrela

acontece que tínhamos decidido há uns tempos, que fim-de-semana a meio do mês, era fim-de-semana de escapadinha.

quis fevereiro que esse fim-de-semana coincidisse com o dia dos namorados. não íamos desistir por causa disso, claro, até teve a sua piada.
 
então no sábado enfiamo-nos no carro e só paramos no caramulo. mentira, paramos numa estação de serviço na A1, onde um mitra de aspecto queimado, como quem precisava desesperadamente de uma dose, tentou vender-nos uma playstation..2!
nestas coisas somos sempre muito cuidadosos.. "epá, migo, já temos uma 3... sorry...." e pouco depois o gajo bazou, num sedan com matrícula francesa...medo :P

depois de uma longa e sinuosa subida até à vila do caramulo, ficamos assombrados com a quantidade de carros estacionados à frente do hotel..das duas uma, ou aquilo é normal aos fins-de-semana ou toda a gente teve a mesma ideia que nós...bah!
demos duas voltas ao parque de estacionamento e o único sitio vago era entre dois carros. dois mercedes grandalhões, um dos quais teve a amabilidade de deixar mais um vinco (com raspão e tudo) na porta do cascas..quanto mais ricos, mais badalhocos. é o que eu digo...

este hotel era outro dos que já andava debaixo de olho há uns valentes meses. finalmente apanhamos vaga..finalmente que é como quem diz, que a reserva foi feita umas semanas antes pa evitar chatices, que nós já aprendemos a lição.
não o conhecíamos muito bem porque não encontramos fotos na net...mas era 4 estrelas, tinha spa e ficava num sítio bem fixe. eram requisitos mais que suficientes!

chegamos lá, fizemos o check-in, e subimos para o quarto. era enoooorme, o maior onde já ficamos. dizia o marido, que era quase do tamanho a nossa casa. não andava longe lol
pena que não tinha varanda, e as janelas eram minúsculas, apesar de duas das paredes serem em tijoleira de vidro. uma pena mesmo, porque a vista...a vista, meus amores, era de morrer e ir pro céu! se alguma vez tinha ficado num sítio com tal vista!

depois fomos enfiar-nos no spa! primeiro banho turco, e depois cada um foi pra sua massagem. o marido fez uma ayurvédica e veio de lá todo estropiado, mas com um sorriso de orelha a orelha. adorou aquilo. eu fiz uma facial, que não andava de apetites a ser untada de alto a baixo. blargh...
a sala de repouso do spa tinha uma vista brutal sobre o vale. era mesmo, mesmo fixe!

seguiu-se o jantar!

uns dias antes da data, o hotel mandou-nos um email com a ementa do dia nos namorados. tínhamos que nos decidir, se queríamos reservar ou não, e que o restaurante estaria fechado nessa noite. como não conhecíamos a zona, e com medo de apanharmos uma barrigada de fome, acabamos por aceitar a sugestão do hotel.

então a ementa rezava assim:

entrada: dueto de amor
prato principal: mimo de  paixão recheado
sobremesa: ninho de prazer

deliciosa, hem? ainda mandamos um mail de volta a perguntar que raio vinham a ser aquelas "iguarias" mas era segredo..

o percurso até a sala onde se ia realizar o jantar, um longo corredor que atravessava o hotel e que tinha vista pró vale, estava iluminado apenas por velinhas no chão. muito romântico he he
uma vez no recinto ficamos parvos. aquele era, de longe, o jantar mais pirosó-lamechas que já tínhamos participado..não, a sério, só faltavam balões no tecto, que as fitinhas e os lacinhos e os anjinhos e os castiçais tavam todos lá..

a comida em si não era nada de especial..uma entrada que consistia em espargos frescos (bhlergh) enrolados em salmão fumado, salada e ovo cozido. o prato principal era naco de vitela recheado com o que eu desconfio que fosse... peixe?, acompanhado de puré de alho..perdão, de batata, e a sobremesa era uma salada de frutos silvestres, um bocado seca, na minha opinião. mas a taça de chocolate até tava boa lol

aquilo até correu bem, mas pouco depois da banda ter começado a tocar covers melosos bazamos dali para fora, que já tínhamos atingido a nossa cota de lamechice :P

no domingo o dia começou por volta das oito. acordar, pequeno-almoço, arrumar a tralha e check-out. às dez já estávamos em cima dum penedo a apreciar a vista!

fizemos duas caches na serra. o caramulo, para além de ser uma serra lindíssima, tem uma vista magnífica. a manhã estava muito clara e meio enevoada mas via-se o vale todo até as montanhas da serra da estrela, e outras tantas que eu não tenho a certeza do nome.
acabamos por não ter muito tempo para explorar a serra que eu estava maluca para ir pá estrela, que ainda tinha neve. mas ficou a promessa de voltar lá e palmilhar aquilo como deve de ser.

às duas da tarde tavamos quase nas penhas douradas, sitio que eu queria conhecer à força e que não me desiludiu. apesar da temperatura andar nos 9ºC a neve ainda resistia. na torre já tava mais frescote, cerca de 6ºC, mas para chegar lá tivemos quase duas horas numa fila. a torre é a sintra lá da zona, ao fim-de-semana é invadido pelas gentes das cidades, e é o inferno na terra pa se chegar (e estar) lá..não ficamos muito tempo. fomos comer qualquer coisa que já estávamos mortos de fome e depois bazamos com medo que nos fossem ao carro, que as pessoas pareciam baratas tontas. um qashqai que ia à nossa frente levou uma panada num gajo que estava a sair do estacionamento, a quem eu dei prioridade. uma salvajaria, i tell ya...selvaaaagens!!!

às seis já estavamos a descer a serra. despedi-me da neve porque da próxima vez que voltar lá, ela já passou a outro estado físico.

no total fizemos apenas 4 caches, duas no caramulo, duas na estrela. foram poucas, mas boas!
fui obrigada a trepar penedos, a esgueirar-me e saltar (qual cabra montanhesa) por entre calhaus enormes, e a subir (e descer) uma porrada de degraus para chegar ao miradouro do caramulinho. acho que foram as caches que mais me exigiram esforço físico. vim de lá toda partida..t-o-d-i-n-h-a!

tava entrar no túnel da gardunha quando me começou a dar o cansaço e o sono..meia dúzia de km depois eu já dizia que morria..e ainda tinha mais de 300km pela frente!
tive que por a música em altos berros, mas depois acabou-se o cd barulhento e para não estar a ouvi-lo outra vez, tive que ligar a rádio. só apanhava emissões com relatos de futebol ou música pimba. sintonizamos uma que estava a passar das piores músicas que alguma vez já ouvi. tão pimbas que me tiravam o sono. 
mas chegamos a casa são e salvos. já podemos dizer a música pimba salvou-nos a vida! loll

vinha tão estourada que aterrei no sofá e só me levantei para comer qualquer coisa. à meia-noite tava na cama!! coisa-rara-nunca-antes-vista!

o pior foi para me levantar na manhã seguinte. não tinha sono porque até tinha dormido horas suficientes, mas não havia um único músculo no meu corpo que não me doesse... consegui arrastar-me até ao chuveiro, mas tive que tomar banho sentada no poliban, que não tinha forças para aguentar-me de pé..quando voltei pro quatro meti-me na cama outra vez...não me lembro de alguma vez me sentir tão cansada...é que nem me dava mexido! :P

tou velha...velhaaaaaa!

(e tenho que voltar pró ginásio :P)

mas foi um granda, granda fim-de-semana!!!

(logo ponho as fotos, que isto sem fotos não tem piada. mas a preguiça aliada ao cansaço e à falta de tempo é uma coisa deveras fodida)