Furas no vet outra vez

na quarta passada encontramos uma ferida na barriga do furas e ficamos logo aflitos, que aquilo não tinha grande aspecto.  tivemos a limpar e a tentar perceber qual teria sido a causa, pois sem ser arranhões, nunca tínhamos visto uma ferida no furas. donos mais maricas este bixo arranjou...
pensamos que podia ser algum carrapato, mas não conseguimos encontrar nada..decidimos leva-lo ao vet no dia seguinte, mas ele só vinha a almada na sexta e eu não conseguia ir a oeiras, então, teve mesmo que esperar..

já há umas semanas que andamos para leva-lo ao vet e a tal ferida ajudou à decisão. o facto dele ter recomeçado a marcar território e andar ligeiramente mais agressivo é mau sinal...

foi apalpado exaustivamente pelo vet, que disse que lhe parecia estar tudo em ordem, e quando examinou a ferida, que entretanto já tinha sarado, disse que podia ter sido alguma mordida, mas que não estava lá nada..menos mal.
disse que para a idade dele estava muito bem. o pêlo impecável, os órgãos no lugar certo e com as dimensões normais, apenas franziu a sobrancelha a um dos rins.
depois tivemos a falar sobre o facto de ele andar a manifestar sinais típicos de cio e o vet disse que realmente pode ser problemas na adrenal (umas glândulas), e quanto mais cedo se descobrir, mais cedo se começa a tratar.

 teve a falar nas varias opções de diagnostico e aconselhou umas analises todas xpto para detectar anomalias nos níveis hormonais. aceitamos a sugestão e ele foi anestesiado para tirar sangue.

enquanto ainda tava meio grogue da anestesia, o vet foi-lhe espreitar os dentes e aquilo não tava com grande aspecto... aquele diabo não deixa ver a boca e estava a esconder uma gengivite.. da próxima vez que for anestesiado, vão-lhe tratar daquilo.

não marcamos logo a ecocardiografia ao coração, vamos esperar pelos resultados das analises para saber se é preciso fazer também uma ecografia à adrenal, e aproveitar para fazer tudo de uma só vez. e em agosto volta a fazer check-up, analises ao sangue completas e rx.

tem mesmo que ser assim, olhinho atento a qualquer alteração..a esperança média de vida deles é de 8 anos, ele tá com 5... e nós queremos que ele se aguente o máximo de tempo possível, mas melhores condições possíveis :)

20 de Abril de 2009, às 22:06link do post comentar