As mulheres e os homens..

não gosto de fazer generalizações. é arriscado porque existem sempre excepções à regra.. mas como até à data não tenho nenhum exemplo real que me prove o contrário disto que vou falar, lá terá que ser..

não é novidade para ninguém que os homens e as mulheres não são iguais, têm grandes diferenças quer a nível físico, quer a nível psicológico.

por exemplo, as mulheres são seres emocionais, intuitivos e dotados de uma grande sensibilidade. dão importância ao pormenor mais insignificante, e conseguem antecipar um vasto rol de cenários (filmes, vá!) que possam advir das suas acções. isto é particularmente útil quando temos que fazer algo ou tomar decisões. gostamos de saber com o que podemos contar, temos sempre um segundo e terceiro plano arquitectados, e mil escapatórias possíveis.
já os homens são seres práticos e descontraídos. não ligam muito aos detalhes, vão directos ao assunto e não perdem tempo com ninharias. o que vier venha, que eles logo lidam na altura. o nosso oposto, portanto!

daí que quando começamos com nossos "filmes" e com a nossa lengalenga, acham que estamos a fazer uma tempestade num copo de água e não nos dão muito crédito.. não passa de ruído aos ouvidos deles..mas por vezes há coisas que efectivamente têm importância, que acabam perdidas no meio do ruído..

depois temos o hábito de delegar para eles as tarefas chatas que não gostamos de fazer, tipo pagar contas, ou tratar de assuntos aborrecidos, coisas que eles nem sempre dão a devida importância e acabam por se esquecer de fazer, ou fazem pela metade,  apesar de nós insistirmos e estarmos constantemente a relembrar-lhes das coisas...e depois cortam-nos a electricidade ou temos que pagar uma multa qualquer valente e ficamos com uma vontade terrivel de lhes espetar na cara um "eu bem te disse!" ou "tenho que ser eu sempre a pensar em tudo!", coisa que eles não digerem lá muito bem..

podia enumerar vários exemplos de situações em que se eles nos dessem ouvidos a nós e às nossas preocupações, em vez de serem teimosos e fazerem as coisas à balda, as coisas corriam muito melhor...mas vou-me ficar por aqui.

o facto deles nunca se lembrarem das datas, ou de tratarem dos assuntos chatos, ou de como é que gostamos da carne passada, é no fundo uma característica do sexo masculino que provavelmente nunca conseguiremos mudar. eles não ligam aos pormenores, e nós seremos sempre as chatas do costume que passam a vida a implicar com tudo o que eles fazem ou dizem...

(a sério que não tenho o hábito de fazer este tipo de desabafos, mas volta e meia shit happens e eu fico frustrada, porque há situações que podiam ter sido facilmente evitadas se ele tivesse dado a devida importância àquilo que lhe digo.. e depois fico com a sensação que se quero uma coisa feita, tenho que ser eu :P)

23 de Maio de 2009, às 18:53link do post comentar