Já tinha ficado para tia, e agora..madrinha!

eu, que apesar de ter aversão a tudo o que seja relacionado que religião (excepto, claro, a aquela que é professada pelo tio jobs), aceitei ser madrinha da sobrinha mais nova. não calhou ao marido ser o padrinho porque não tá baptizado..

a parte pior foi quando soube que tinha que ir a reuniões à igreja.. mau!
mas até a isso me consegui cortar, mesmo à ninja. só precisei de ir a uma, e já nas vésperas do evento.. e vá lá que o padreco era fixolas, não implicou com essa parte he he
às contas disso, na sexta saí do trabalho e tive que voar até lagos, para chegar a tempo da tal reunião. consegui a proeza de faze-lo em duas horas.. aguardo ansiosamente pela minha primeira multa por excesso de velocidade :P 

então no domingo, tínhamos que estar às nove na igreja. como de costume, cheguei atrasada. 10 minutos.. não foi muito actually..

não sei se foi devido a ter dormido pouco na noite anterior ou se o cérebro entrou nalgum modo de hibernação selectiva, mas a verdade é que a única coisa que me lembro do padre dizer naquela manhã, foi quando o marido lhe mostrou as fotos que lhe tinha tirado durante as assinaturas, e ele disse "olha, estão muito boas! normalmente fico com cara de parvo". identifiquei-me perfeitamente com as palavras dele loll

de resto, é um completo blank na minha memória (thank gawd!)!

durante a interminável hora que durou a missa, do senta e levanta, das orações e cânticos perturbadores, e do banho de água fria (que suponho que as moçoilas até tenham achado bem-vindo, já que tava um calor infernal (não tava assim tanto, mas não resisti muhaha) na igreja), fui salva pelo iphone. algures a meio da coisa, deram-me um pano branco pra mão, que acabei por usar como camuflagem para o aparelho do demo, a *rezar* para que não desse tanta cana lol
ainda mandei umas piadas a ver se fazia algum dos outros padrinhos se desmanchar a rir mas não tive sorte.. nem sequer as sobrinhas colaboraram com fitas, o que foi muito estranho.... 

ao que parece, aquela igreja tem historia porque foi lá que a minha ilustre pessoa foi baptizada, aos 57 dias de vida.. 30 anos depois eis que volto lá, igualmente vestida de branco, mas bem mais.. "arejada"!

the cleavage crisis
estreei um vestido branquíssimo com um decote a modos que pro generoso. nada que eu não soubesse, o que eu não me tinha apercebido é que o único soutien strapless que tinha era preto e ficava a espreitar para fora... sem outra alternativa fui assim pá igreja, enrolada numa encharpe pa não chocar as beatas (que não serviu de muito pois ainda levei uns olhares reprovadores). ainda por cima tinha lugar "reservado" na fila da frente :P
mal acabou a coisa, demos um pulinho até à baixa. num domingo em que todas as lojas costumam estar fechadas, o trio tezenis-intimissimi-calzedonia estava a bombar em pleno e salvou-me o dia!

16 de Julho de 2010, às 00:20link do post comentar