Lá em cima...

na sexta à tarde, acabados de chegar aos algarves e com a familia toda em parte incerta, decidimos dar um saltinho a portimão. tava uma tarde tão bonita, mas tão bonita que eu até já me tava a passar!
só rogava pragas a mim mesma por não estar antes metida a caminho de uma praia quaquer voltada a norte para assistir aquele magnifico entardecer.

entretanto olho em redor, para curtir a paisagem e reparo que para além de linda, tarde tava bastante limpa, via-se a serra de monchique na perfeição. como se sabe, padeço de uma severa pancada por montanhas, e ocorreu-me logo que se calhar em vez de uma praia, lá de cima é que se apanhava um pôr-do-sol à maneira.. mas como já era tarde demais para me meter a caminho, ficou adiado para o dia seguinte.

...

saímos da praia do amado por volta das seis e meia, e seguimos o conselho do gps: aljezur > marmelete > estrada dúvidosa > fóia. um tirinho!

chegamos lá a cima ainda faltava uma hora para o ocaso, aproveitamos o tempo que restava para apreciar as vistas, que são mesmo *qualquer coisa*!
a tarde não estava tão limpa como no dia anterior, mas o que mais me impessionou é que lá em baixo estava uma ventania consideravel, e lá em cima, quase não se mexia. e o melhor de tudo: não se via vivalma \m/
 



o pôr-do-sol não desiludiu MESMO. qual cabo de são vicente, qual carapuça! o melhor pôr-do-sol algarvio é do alto da serra de monchique, tenho dito!



de regresso, no meio da serra com a reserva do carro a dar para menos de 20km e a rezar que a bomba de marmelete ainda estivesse aberta - por sorte estava - o marido, que gosta muito de se meter com os locals, pediu informações ao tipo da bomba, que nos indicou um caminho alternativo. nada que o gps não soubesse, mas estava-nos a sugerir outro caminho.

o que eu não sabia e fiquei a saber é que há uma estrada praticamente a direito desde a fóia até à terrinha, que nem por isso está em más condições. muita pena tive em percorre-la já à noitinha, imagino a paisagem, viemos quase sempre junto à barragem da bravura. suponho que é por ali que passa parte do percurso da via algarviana que há uns tempos que meti na cabeça que havia de fazer :)

a repetir!