That's all folks!

..e pronto, para terminar o relato da nossa estadia em terras neerlandesas, aqui ficam os highlights, positivos e negativos da coisa:

 

YAY!!

 

- a transavia. para lowcost, oferece um bom serviço. correu tudo muito bem, e achei o boeing mais confortável (e ligeiramente mais silencioso) que os airbus que andei até agora. a comida e bebida a bordo paga-se, mas a viagem é curta e basta comer qualquer coisa antes de embarcar e/ou levar uns snacks na mochila;

 

- transportes públicos holandeses. um bocado caros, mas uma frequência fora do comum. andamos de autocarro, comboio e eléctrico nunca esperávamos muito tempo por um fosse a que horas fosse, e ao fim-de-semana também. bilhete diário, ou de ida e volta era um descanso.

 

- pouca poluição. por não haver muitos carros especialmente no centro das cidades, tanto haarlem como amesterdão têm um ar bastante respirável. também ouvimos dizer que ter carro lá é um luxo por causa dos impostos, vai na volta muita gente opta pelas bicicletas e transportes públicos para se deslocar.

 

- o pão, o peixe, os vegetais e queijos nas lojas e nos mercados de rua. nunca vimos tantos tipos diferentes de pão à venda no mesmo sitio, e aqueles que tivemos oportunidade de provar eram bem bons. claro que não podemos compara-lo com o belo do pãozinho alentejano.. still, BEM melhor que muita da treta que se compra nos supermercados cá..
muito peixe vendido em filetes, coisa rara cá, e com um aspecto tão fresquinho que ficávamos a salivar junto às bancas (e logo nós que nem nos importamos de comê-lo cru LOL) 

 

- lattes. omg.. não sei se é o leite que é diferente, ó que raio, mas os lattes (galão é uma palavra *tão* feia) lá SÃO. TÃO. bons!!

 

- tòdágente fala inglês, até os putos :D dá um jeitaço do caraças!

 

- a descontracção do povo

 

MEH..

 

- demasiada gente nas ruas, demasiada confusão em amsterdão...

 

- pivete a kebab e batata-frita..

 

- comida.. fast food ou assalto à carteira (ainda que fosse um assalto delicioso lol).. 

- a água engarrafada.. é tão mazinha (e ainda experimentei algumas marcas) que até a da torneira era melhor.. levei aqueles dias todos a choramingar por uma glaciar ou luso.. 

 

- ruas labirínticas e muito parecidas, que me deixavam um bocado confusa (ao fim do primeiro dia, o mapa que compramos ficou praticamente desfeito)..

 

tive pena de não termos tido oportunidade de alugar umas bicicletas e pedalar pela cidade como os locals... mas em dois dias não se pode esperar ver e fazer muita coisa, ainda por cima nesta altura do ano em que os dias são tão curtos (e friiiios)..
mas ficou a promessa de lá voltarmos e conhecer o resto, especialmente o campo e a costa, que aquilo tem metade do tamanho de portugal, faz-se bem (de carro, claro)!

 

ah, não encontrei kispo tão flashy como o meu muhahahha

28 de Novembro de 2011, às 21:56link do post comentar