Enquanto o ano queima e não queima os últimos cartuxos...

...a malta entretém-se a fazer o balanço da jornada. um exercício saudável que ajuda a fazer o reset ao calendário :)

 

terminei 2011 a dizer que não traçava metas nem fazia planos para o ano que se seguia. ia andar à deriva, ao sabor das correntes, sem stresses.

also estava na altura de mandar às urtigas um período menos bom da minha vida, que já se estava a esticar demasiado.. então 2012 começou no topo da arrábida comigo aos saltos, cheia de energia (tava um frio do caraças, tinha que me manter aquecida muhahahah) a dizer que este tinha que ia ser um grande ano (apesar de não fazer a mínima ideia do que aí vinha :D)!

 

por herança do outro que se finou, este ano começou atribulado a nivel profissional, com muitas noitadas, prazos para cumprir e essas coisas todas, mas diz que quem corre por gosto não cansa.. se bem que chegou a um ponto que tivemos mesmo que ir arejar as ideias, para uma das zonas mais bonitas do nosso portugal. uma semana à maneira, foi o que foi. 

 

depressa chegou o calor e a loucura da praia (um dia explico porque gosto *tanto* de praia lol). andámos pelos nossos sítios favoritos, conhecemos outros que nos ficaram no coração e tivemos uma das semanas mais maradas das nossas vidas, ali prós lados de odeceixe.

 

o outono trouxe-nos outro casório, um fim-de-semana na capital espanhola, e uma escapadinha até à serra da estrela para matar as saudades, que eram mais do que muitas (dos ares da serra e da bela da feijoca :D'). trouxe-nos também um saltinho ao porto e um gato maquiavélico fofinho. 

 

e como por cá o ano foi fraquito de concertos e festivais de verão, o hóme fez-ma vontade e deixou-me ir até à confederação helvética ver uma das minhas bandas favoritas, um super fim-de-semana que dificilmente conhecerá rival. acabou por ser o único festival (e concertos) que fomos em 2012 e valeu por todos os que poderíamos ter ido \m/

 

mitra em concertos, mas excelente em cinema. grandes filmes estrearam nas nossas salas este ano, tendência que ao que parece, vai continuar em 2013!

 

deslarguei-me um bocado das redes sociais e voltei praqui. houve postas para todos os gostos: culinária, criticas cinematográficas e musicais, relatos de peripécias, delírios sazonais, reclamações e as idiotices do costume. aconteceu também a tão desejada mudança de template, que me trouxe ainda mais vontade de afiar as unhas no teclado :D

 

não aconteceu assim nada de grave ou muito complicado, nem sequer tive um fevereiro merdoso, como é costume. à parte dum susto ou outro com a saúde (a idade já começa a dar de si :P) esteve tudo fino. e como fui uma menina bem comportada (cof.. cof..) termino o ano com um grande objectivo comprido. mais que isto não posso pedir!

 

bom, mas tão bom! não consigo deixar de achar irónico que, um ano por tantos considerado mau, tenha sido tão simpático comigo.. conseguiu a proeza de destronar o de 2008, aquele que até à data tinha sido o melhor de sempre.

 

balanço terminado, resta-me confessar o meu pessimismo em relação ao ano que se segue. primeiro porque não gosto nada de trezes, depois quando a esmola é muita, o pobre desconfia e este ano correu demasiado bem para o meu gosto lol, e para ajudar à coisa, o país está virado ao avesso por causa "da crise". adivinham-se tempos difíceis, e por isso mesmo, prudência vai ser o mote de 2013. 

 

e apesar de já ter uma ideia daquilo que me espera nos próximos meses, não me vou por com planos, nem prazos, nem grandes ambições. vou continuar à deriva, ainda que atenta àquilo que o universo me quiser oferecer he he he

 

hum.. só há uma coisa que faço questão: ir a londres.. o meu stock de cuecas tá a precisar de renovação :D

29 de Dezembro de 2012, às 22:27link do post comentar