Adeus-ò-vai-te-embora!

pouco passava da meia-noite do primeiro de fevereiro, quando ao mudar de posição no sofá, desliguei acidentalmente a ficha de alimentação do mac. algo que acontece frequentemente e sem consequências algumas.. mas como tínhamos acabado de entrar no mês horribilis, o gajo desligou-se!

 

a bateria estava a meio, não havia motivo nenhum para aquilo ter sucedido.. quando voltei a ligá-lo, tinha feito um reset qualquer, que a data marcava 01-01-1970.. e surpresa das surpresas, no indicador de carga da bateria aparecia um avisozinho a dizer "reparar bateria".. desatei a rir, claro que desatei a rir. volta janeiro, tás perdoado!

 

ainda tentei uns voodoos, mas a coisa não se resolveu.. espero que não me faça entrar em despesas tão cedo. meanwhile, a lista das coisas que poderia correr mal nos vinte e oito dias que se seguiam era longa - prudência era a palavra de ordem, e que seja o que o menino quiser.

 

mas depois a máquina fotográfica (com a objectiva nova acoplada) podia ter ficado esquecida na pastelaria e não ficou porque alguém honesto chamou-nos a atenção, o cartão de 16GB recheado de fotos espetaculares afinal estava no bolso do casaco e não perdido como já o julgávamos, entre outras coisas.. e eu calei-me com a história dos azares. 

 

acontece que em vez de azarado, este fevereiro saiu-me estranho.. puta de estranho. resumiu-se uma sucessão continua de acontecimentos, uns agradáveis outros desagradáveis. num momento estávamos a caminho das nuvens, noutro o chão fugia-nos debaixo dos pés.. alegria, frustração, excitação, ansiedade.. uma bela duma trampalhada, que não há-de dar em nada (deu :D), foi o que foi!

 

1 de Março de 2013, às 01:31link do post comentar