Não é falta de assunto..

...é falta de vontade mesmo!

ainda não consegui terminar um post que tenho alinhavado há semanas, sobre o primeiro ano da serigaita connosco, que aconteceu a 24 de novembro;

ainda não me apeteceu dissertar (por ser demasiado vergonhoso lol) sobre a última série que começamos a ver "acidentalmente", que por já ir em 10 temporadas, exigiu uma ultra-maratona, que decorre há quase dois meses;

(e que por culpa da tal série, ando a ouvir um álbum hipster em loop)

ainda não abri o mac para descarregar as fotos do batizado da minha sis (de quem agora passei também a acumular funções de madrinha), apesar de saber que tão lá umas coisas jeitosas;

(e por falar em mac.. coitado mandou um tralho do sofá e ganhou mais umas mossas para a colecção. ficou ligeiramente deformado e agora cada vez que levanto a "tampa", a minha alma contorce-se um bocadinho em agonia.. e por falar em tralhos, o meu nokia mandou um tão violento que não sei como é que não de estilhaçou todo.. sobreviveu sem um arranhão para contar a história \m/)

podia ainda deixar registado que...

por mais anos que passem, e mais jogos que apareçam, a minha devoção pelo solitaire não esmorece. há-de ser sempre o mais viciante deles todos (até fico com os olhos tortos de tanto jogar lol);

há um mês atrás perdi a carteira no autocarro e já tava a ver a minha vida a andar para trás, mas consegui recuperá-la uns dias depois;

nas últimas semanas, o frio quase que deu comigo em maluca, mas entretanto melhorou ligeiramente (ou então já me habituei a ele) e as palavras odiosas que gostaria de ter-lhe dedicado perderam a importância. also, detesto esta altura do ano, porque os dias são curtos e dão para fazer nada, e por não conseguir atinar com horários de gente decente, apanho pouca luz natural e fico com os quimicos do cérebro todos faralhados;

tenho que ir enterrar uma pequena fortuna na manutenção do carro;

de um momento para o outro acendeu o rastilho do natal e não se fala noutra coisa, quando eu só consigo pensar em como é que vou arrebentar com as minhas férias da primavera;

o universo desalinhou-se completamente e cometeu atrocidades com pessoas que gosto e admiro, e isso deixa-me as ideias atrofiadas;

é isso tudo e mais qualquer coisinha... bah!

    5 de Dezembro de 2013, às 20:52link do post comentar