...

Acho que já estou em condições de contar o que se passou na sexta à noite, que até me levou a escrever algo na antiga tag-board sobre isso.

Ok, sexta sim, sexta não, vou para Lagos, e na grande maioria das vezes, vou de Expresso, no horário das oito e meia, da EVA. Até aqui, tudo normal..o insólito acontece na altura do expresso parar. Supostamente, todos os expressos para numa área de serviço, para o pessoal se esticar e ir ao WC. E, eu e o meu Gato, que esse fim-de-semana vinha comigo, saímos, para ir ao WC e ir buscar uma água. Demoramos cerca de 10 minutos, e quando regressamos NÃO HAVIA EXPRESSO!

Ok, ponto da situação. Nós os dois, às 11 e meia da noite, literalmente presos no meio do Alentejo, mais precisamente na area de serviço de Almodovar, sem carteira, nem telemóveis nem nada, pois tinha ficado tudo no expresso. Eu quase "caí de quatro"..o que me valeu foi mesmo o Gato, que andou a fazer uns telefonemas. Ainda pensamos em arranjar boleia, mas quando telefonamos para o meu pai, ele já vinha a caminho.

Entretanto phonamos também à Vi, para ir buscar as nossas coisas em Lagos, na esperança que estivessem lá todas..e tínhamos merdas importantes lá..e a minha mãe também já se tinha antecipado e fez o meu tio sair da cama para ir para lá também e para mandar uma descasca no irresponsável do homem.

Resultado, o meu pai fez trezentos e tal quilómetros em vez dos 60 que faz para nos ir buscar a Lagos, e tivemos uma noite muita conturbada...ainda hoje custo a acreditar na cena...

Consequências? Queixa à DECO. Ainda estamos para ver até onde isto vai...

Ah, btw, putas das pessoas que iam lá, perto de nós, que não podiam ter reparado. São tão culpadas como o cabrão do condutor, filho da puta!

    30 de Junho de 2003, às 16:11link do post comentar