Abril, Abril

este ano foste assim, a modos que bruto.. sinto que não parei um segundo..

entre trabalho a dar cum pau, que no meu caso não foi tão intenso, mas o homem nem tempo para se coçar tem tido;

escapadelas programadas (a da páscoa, que mete a feira do folar de barão de são joão, e eu não falho nem que chovam picaretas - se bem que este ano não a achei tão famosa quanto nos anos anteriores), e não programadas, como o passeio a monsaraz e o do fim-de-semana passado, à beira baixa, bater um cantinho do país que ainda não conhecíamos;

tratar de um assunto pendente que já devia estar encerrado òzanos, e que ainda consumiu uma certa energia e tempo.. e uma certa carga emocional inesperada;

mais as despesas massivas com o carro, e com as burocracias do costume.. e fiz uma compra que andava há mais de cinco anos para decidir-me;

pelo caminho apanhei uma febre qualquer que me meteu a ouvir música psicadélica como se não houvesse amanhã. acho que a culpa foi dos ganso.. comecei pelos clássicos, só que a fome era tanta que comecei a vasculhar os sítios mais recônditos do spotify à procura de coisas mais recentes, e apesar de ter ouvidos esquisitos c'mó caraças, fiz uns achados interessantes;

as séries da mid season, que terminaram e deixaram-me a morrer de saudades.. mas a summer season não tarda está aí a rebentar, com regressos muito esperados. pena que algumas que pertenciam a esta época foram chutadas para setembro/outubro buáááááá;

o regresso à rotina dos transportes públicos, e do tempo derretido em esperas, e do serviço asqueroso que a carris presta, e das pessoas mal-cheirosas e rudes (tenho medo de andar nos autocarros sozinha, a sério que tenho).. só não me tenho chateado mais porque ganhei um *certo* trauma levar o carro para o bairro alto, até fico com tremeliques só de pensar nisso lol (remédio santo);

e de tentar equilibrar os horários, mas as noites mal dormidas graças ao cansaço / calor / gato (ou a um combo fatal dos três) sabotam-me os esforços;

com tanta agitação, nem dei pelo mês passar.. mas até isso já nem estranho, também não dei por janeiro, nem fevereiro, nem março, e daqui a nada estamos no fim do ano outra vez XP

2 de Maio de 2017, às 21:30link do post comentar(1)