Cabelo para que te quero IV

acabou-se-me o amaciador e decidi trazer um do supermercado. de vez em quando gosto de fazer umas pausas da good stuff, para ele não ficar mal habituado, e até nem corre mal.

mas desta vez não me quis armar em sovina. em vez de trazer a marca habitual, escolhi um novo, todo xpto, sem químicos esquisitos (dizia a embalagem), e que até tinha um aroma muito agradável, nada daqueles cheiros farsolas. caro para produto de supermercado, mas não tão caro como os que costumo comprar. se funcionasse, até podia ser uma boa alternativa. e lá vim eu toda contente.

só que não!

o homem notou logo à primeira utilização que o cabelo estava baço, mas não fiz caso e continuei a usar. à quarta, já não tinha cabelo, tinha PALHA. áspero, raquítico, foleiroso.. molhado então, era uma história de horror. super difícil de desembaraçar, mesmo com a cabeça cheia daquela bodega. depois uma luta titânica entre o pente e algo que era suposto serem fios de cabelo, mas que mais parecia desperdício (aquela amalgama de fios que os mecânicos usam para limpar o óleo das peças), achei que o amaciador tinha que ir co'crl. que raio de porcaria aquela, que me ia arruinando o cabelo!!

não é a primeira vez que acontece. até acertar com as mistelas que ele gosta, já deitei muita coisa fora ao longo dos anos.. mas.. se eu já sei que tenho um cabelo esquisitóide, que não papa qualquer coisa, como é que ainda caio nestas asneiras??

resultado, gastei dinheiro naquilo, e depois tive que ir a correr a um cabeleireiro que tem os preços assim altamente inflacionados, só para trazer a marca do costume e ter a minha juba esvoaçante de volta :P

26 de Março de 2017, às 22:30link do post comentar(1)