Campismo // material

há várias coisas que devemos ter em consideração quando vamos comprar o material:

- quantas pessoas vão ocupar a tenda, e se os ocupantes são apenas adultos ou também há crianças

- se vamos acampar com muita frequência, ou no máximo uma dúzia de dias por ano; se vamos acampar apenas durante o verão, ou no ano inteiro; se vamos acampar para zonas frias, ou muito quentes

- se vamos andar com a tralha às costas, é imperativo calcular o peso (mochila incluída). e ter em conta que o material ultra leve e compacto costuma ser ultra caro :/

- se pensamos transportar a tralha de avião, quanto mais compacto for o equipamento, melhor. as tendas "automáticas" (tipo seconds) são muito práticas, mas também são muito volumosas

a tenda

pavilhão ou compacta? para duas pessoas, uma tenda compacta é suficiente. é perfeitamente possível viver numa tenda pequena durante uma semana ou duas (ou até mais). já uma família com crianças deve optar por uma tenda com dois ou mais "quartos" e espaço suficiente para guardar a tralha toda.

se for apenas para duas pessoas, devemos sempre optar por uma tenda de três lugares, para sobrar espaço para arrumar mochilas e restante material. há quem não se importe de deixar na rua, mas há sempre o risco de levar sumiço.

como existem muitas oscilações de temperatura durante o dia, é importante que a tenda seja bem ventilada, para ter uma boa renovação de ar interior e evitar condensação. deve ser de tecto duplo para garantir melhor resistência à utilização, e aos elementos (sol, chuva, vento).

dicas:

- e se não quisermos acordar muito cedo, o tecido interior da tenda deve ser escuro. há tendas "black out" muito porreiras para quem gosta de ficar na ronha até meio do dia

- tendas "automáticas" são muito apetecíveis, mas certifiquem-se que saem a da loja a saber arrumá-las. já perdi o conto às tendas que o homem tem fechado por esses parques fora. fechar mal a tenda pode danificar (e até mesmo partir) o arco de suporte.

- as estacas que costumam vir com as tendas são frágeis. não é má ideia comprar um conjunto de estacas tipo cantoneira, especialmente se pensamos frequentar apenas parques com chão de areia

- martelo para fixar as estacas é daqueles acessórios que tenho mixed feelings em recomendar. o nosso foi usado praí duas ou três vezes. depois deixou de fazer parte da tralha. quando é realmente necessário, uma pedra faz o serviço

- e dica mais preciosa do pacote: AFASTEM-SE das tendas que se vendem em supermercados. não têm qualidade nenhuma.. a tenda deve ser um investimento ponderado, pois é a única barreira entre nós o exterior. uma tenda de média/alta gama pode ser mais cara, mas é feita com materiais mais resistentes, tem melhor qualidade de construção, e dura mais tempo.

colchão

esteira de espuma ou colchão insuflável? depende do gosto/necessidade de cada um. sou apologista que lá por estarmos acampados, não significa que tenhamos que dormir mal. pessoalmente acho que dormir junto ao chão é muito desconfortável, por isso a minha opção vai para os colchões insufláveis. e levo almofadas de espuma comigo. é um dos meus poucos luxos.

existem colchões insufláveis com bomba de ar integrada, que apesar de serem mais caros, poupam a preocupação de levar a bomba.

por falar em bomba.. bombas de ar eléctricas/recarregáveis para encher colchões são uma péssima ideia. não só levam muito tempo, fazem barulho, e podem não ter potência suficiente para encher o colchão totalmente. ainda existe o risco da bateria esgotar-se e/ou não haver electricidade por perto. nada como uma bomba de pé.

para quem tem que carregar com a tralha às costas e o peso é um assunto sério, existem colchões auto-insufláveis, mais finos, mas mais confortáveis que as esteiras.

há ainda quem opte por colchões de espuma tripartidos, mas não sei como são a nível de conforto. nunca foi uma opção que estivesse em cima da mesa porque são demasiado volumosos.

saco-cama

o sacos-cama estão classificados por temperatura conforto, e devem ser escolhidos em função disso. para o nosso clima não é necessário um adequado a temperaturas siberianas. para dormir dentro de uma tenda com roupa interior, 10ºC para cima é mais do que suficiente. abaixo disso (a não ser que seja inverno), preparem-se para suar como se estivessem numa sweat lodge :D

se optarmos por um colchão insuflável para duas pessoas, um saco-cama que abra na totalidade pode servir de edredão. também existem soluções integradas (colchão + edredão + lençol) que podem ser muito interessantes.

obcessem bastante com este trio (tenda / colchão / saco-cama), e não tenham vergonha de experimentar. o material está em exposição nas lojas para isso mesmo.

acessórios

existe uma parafernália de acessórios de campismo: conjuntos de cozinha, geleiras, lanternas, bidões para água, chuveiros solares, sacos de compressão, redes mosquiteiras, toldos, tapetes, camas de rede, mesas, cadeiras, trolleys, etc.. é todo um mundo.. e normalmente é o departamento onde fazemos a maior parte dos gastos desnecessários. antes de comprar, ponderem muito bem se é algo realmente necessário.

não creio que o tapete para a tenda seja algo realmente necessário. toldos, desde que o parque tenha boa sombra, também não. sacos de compressão podem ser úteis (tenho dois, para o edredão e almofadas). tudo o que sejam acessórios para cozinhar e comer, acho que mais vale levar de casa e não gastar dinheiro nisso. um trolley pode ser muito útil a quem prefere deixar o carro fora do parque, para não ter que andar a acartar com o material.

se consideram pedir electricidade, não se esqueçam de levar uma extensão. os parques não as fornecem.

nos mínimos olímpicos, eis as coisas que devem fazer parte do kit básico:

- pequeno candeeiro de LEDs
- uma barra de sabão
- uma corda e meia dúzia de molas
- um pano de limpeza (dá muito jeito para limpar a tenda quando somos bombardeados por pássaros com diarreia)
- toalhitas desinfectantes, toalhitas de bebé, e papel-higiénico
- ficha tripla / extensão
- canivete multifunções
- medicamentos (analgésicos, queimaduras solares, repelente de insectos, etc)
- tampões para os ouvidos
- (opcional) uma pequena vassoura com pá, para apanhar a areia e os pastos que vão acumulando na tenda.

refeições

preparar as refeições durante o campismo exige uma *certa* logística, que nós desistimos muito cedo. o tempo que se perde, as limitações, mais os custos do material e a carga extra, mais vale ir ao restaurante do parque.

mas se quisermos mesmo, mesmo cozinhar no campismo,

existem fogões a gás portáteis muito práticos. em alternativa, os parques costumam ter zonas de churrasco (e com sorte mesas de refeição por perto). basta levar um saco de carvão, fósforos e uma grelha. os parques costumam ter zonas com lava-loiças, que também são úteis para preparar a comida.

não esquecer a especiarias básicas (sal, pimenta, azeite, vinagre, etc), tacho(s), pratos, talheres, copos, chávenas, rolo de cozinha, detergente e esfregão. levar sempre o máximo de casa, os mini-mercados que existem nos parques cobrem as necessidades básicas, mas os preços costumam estar *bastante* inflacionados.

vamos também precisar de uma geleira que mantenha os alimentos e bebidas minimamente frescos. usar icepacks pode ser uma solução, mas manter os icepacks gelados no campismo nem sempre é fácil.. em alternativa, comprar um saco de gelo e despejar lá dentro, ou dividi-lo em saquinhos para não encher a geleira com água.

não falei em mesa e bancos, porque há quem não se importe de comer no chão, numa toalha de piquenique. ou com um bocadinho de sorte, o parque tem mesas para o efeito.

...next, parques!

8 de Junho de 2017, às 10:00link do post comentar(1)