Então Isa, que andaste tu a fazer pela serra? II

a descobrir a aldeia do pai natal presépio

 

piódão

 

piódão, sítio que andava para visitar há que tempos. é uma aldeia histórica, de casas de paredes de xisto e telhados de laje, que parece ter ficado parada algures no tempo (embora perfeitamente conservada), cravada numa encosta íngreme da serra do açor, paredes meias com a estrela.

 

demorei mais tempo a chegar lá do que contava (quase duas horas :P) e o sol já se estava a esconder por trás da montanha, quando finalmente o casario se revelou ao dobrar da milésima curva. que estopada do caraças.. mas valeu o esforço!

 

percorremos as ruas quase todas até ao cair da noite, apesar do briol que se entranhava nossos ossos e fazia ranger os dentes. a aldeia é adorável, cheia de charme, cada rua, cada fachada, cada recanto é um postal. fiquei tão desgostosa por termos chegado lá já tarde.. duas horas não chegaram, preciso de um dia inteiro lá :)

 

piódão piódão

 

de regresso meti-me por uma estrada ainda mais sinuosa mas que me levou a passar por umas quantas povoações que desconhecia completamente. a serra tá minada de aldeias por aquelas encostas fora. há que tirar ao chapéu às pessoas que conseguem viver tão isoladas do resto do mundo, numa zona tão refundida como aquela, que para lá chegar é o cabo dos trabalhos.

o passeio acabou por servir de volta de reconhecimento, tenho que voltar lá para explorar aquela parte da serra ao pormenor.

 

uma coisa vos digo, pessoas.. quanto mais conheço o nosso cantinho à beira mar plantado, mais apaixonada por ele fico.