Eu sou aquela pessoa que...

(inspirada/desafiada pela maria, que não é grande amiga de praia e sabe o que esta casa gasta :D)

começa a suspirar pela praia em outubro, e passa o resto do ano a contar com os dias que faltam até à primavera, porque há dias bons de praia na primavera;

quando chega junho deixa de conseguir pensar noutra coisa, e durante o verão organiza a sua agenda em torno da praia. e porque nenhum bom dia de praia pode ser desperdiçado, fica furiosa quando tal acontece;

não se importa nadinha conduzir três horas (ida e volta) só para ir àquela praia secreta, que está deserta em pleno agosto;

fica sempre desgostosa quando tem que regressar da praia, e estica-se por lá o máximo que lhe é possível;

gosta muito de hotéis e de piscinas, mas prefere mil vezes dar um mergulho na água salgada do mar, que na água impregnada em cloro da piscina;

sonha ter uma casa plantada num areal, a meia dúzia de metros do mar, mesmo arriscando a levar com um zunami* em cima;

se pudesse, viajava pelo mundo sempre atrás do verão e das praias paradisíacas, de areias finas e brancas, e águas mornas e cristalinas.

adoro a praia desde que me lembro de ser gente. adoro caminhar na praia. adoro dormir na praia. adoro ler na praia. adoro comer na praia. adoro enrolar-me na areia. adoro tomar banho no mar, especialmente sem pedaços de tecido a impedir o contacto entre a minha pele e a água.

é uma paixão como todas as outras, difícil de colocar em palavras. a praia é o meu lugar favorito para estar. é onde me sinto em plena harmonia com o universo e comigo própria. mete-me as ideias no lugar, revitaliza-me, e deixa-me os sentidos completamente em êxtase. fico arrepiada quando respiro e o aroma da maresia invade-me o olfacto, não tenho registadas muitas sensações que superem a de enterrar os pés descalços na areia quente (atenção, quente! não a escaldar, há limites lol) ou de ser embalada pelo som reconfortante do mar, e a imensidão azul do oceano é o tranquilizante mais poderoso que a minha alma conhece.

um dos meus grandes desgostos é saber que por mais anos que viva, nunca vou achar que passei tempo suficiente na praia...

maria, tás a ver porque é que eu disse que dava um post? he he he

*tsunami, "zunami" é uma private joke antiga, que ficou desde há muitos anos atrás, quando num dia em finais de agosto, o algarve foi ameaçado por uma onda gigante... de histeria colectiva! a malta acagaçou-se e fugiu tudo prás montanhas. literalmente! muito turista que se pirou e deixou contas por saldar.

25 de Junho de 2016, às 14:15link do post comentar