Isa vai ao ginásio: roupa de treino II

achavam mesmo que eu ia deixar o assunto da linha das cuecas morrer na praia? AH AH AH.. NÃO! tinha que ir ao cerne da questão, ou não me chamasse eu isa :D

primeiro que tudo, andei a investigar o assunto nas intewebs e aprendi umas quantas coisas. então:

- cuecas 100% algodão para a prática intensiva de desporto são desaconselhadas. ensopam facilmente com o suor, e o contacto repetitivo do tecido molhado com a pele pode provocar irritações. por acaso já tenho reparado o estado em que ficam os leggings de algodão após meia-hora de cárdio e não é bonito, parece que houve ali uma anomalia no funcionamento da bexiga..

- cuecas em microfibra são as mais indicadas para exercícios longos e intensos. este tipo de tecido mantém a humidade afastada da pele e por ser bastante elástico, permite uma grande flexibilidade de movimentos;

- o uso de tanga não é aconselhado. uma vez que o tecido anda ali a roçar para cima e para baixo, torna-se numa espécie de ponte para bactérias entre duas certas cavidades que convivem nas proximidades, podendo provocar infecções urinárias e fúngicas (é o que diz a internet, logo deve ser verdade :D);

- independentemente do modelo de cuecas escolhido, estas não devem ficar nem demasiado apertadas, para deixar o material respirar, nem demasiado largas, a ponto de se enrolarem e causar fricção. previligiar modelos sem costuras, para reduzir as hipóteses de atrito. é ainda aconselhado a despi-las assim que termine o treino, para evitar infecções;

- ir à commando, a não ser que os leggings tenham painel absorvente integrado, diz que não é grande ideia. qualquer coisa a ver com calor e falta de retenção de humidades, que pode criar um ambiente propício ao desenvolvimento de bichezas.

munida destas informações parti para o trabalho de campo, que é como quem diz, fui às compras!

não tardei a constatar a ausência de cuecas do catálogo das marcas desportivas com mais representação em portugal (nike, adidas, asics). leva-me a crer que fora as base layers (com o tal painel absorvente integrado) não há grande aposta neste departamento. a under armour tem, mas infelizmente não encontrei nada nas lojas onde estive (el corte inglés, e sportzone).

posto isto, visitei seis lojas "normais" de roupa interior: intimissimi, tezenis, h&m, oysho, dim e woman secret. não procurava cuecas em lojas físicas há coisa de cinco anos, desde que comecei a comprá-las na victoria secret, não fazia a mínima ideia do que ia encontrar.

nenhuma das lojas que fui sabe o que é isso das linhas desportivas. ok, a altura (a meio de janeiro) pode não ter sido melhor, em plena época de saldos, e sem colecções novas ainda disponíveis.

na generalidade, opções invisíveis em microfibra fazem parte das linhas básicas e existem em três modelos, tanga, cueca e hiphugger (culotte hotpant boxer whatever!!).

encontrei nas três primeiras lojas opções que me agradaram. como não sou lá muito fã de ter tecido a rastejar-me pelas trincheiras, decidi comprar apenas o modelo com o qual me sinto mais confortável: hiphugger (culotte hotpant boxer whatever!!). caso este modelo não se revelasse adequado, tentaria outro.

há que ter em conta que tratam-se de peças para utilização normal, não foram concebidas para a prática de desporto intensiva.

sem mais demoras, aqui fica o resultado do batch em teste:


ver foto grande

TEZENIS
culotte micro taglio vivo
, 4,90€
61% poliamida, 35% elastano, 4% algodão

avaliação: ★★★☆☆



não marcam e são as mais sexy do teste, não que isso interesse para o caso (mas interessa porque vou usa-lás noutras ocasiões). têm costura traseira.

das três são as que achei menos confortáveis, provavelmente devido à anca ser estreita. movem-se e acabam por vincar durante o exercício. sinto-as roçarem na pele, e como o tecido é algo áspero tive receio que fizessem fricção, o que felizmente não aconteceu. no entanto, são as que se portaram melhor ao final do treino.


ver foto grande

H&M
cuecas em microfibra, 9,99€ (pack de 2)

80% poliamida, 20% elastano, forro 100% algodão

avaliação: ★★★★☆

 


invisíveis, e as que têm o tecido mais fino e macio das três. a costura é lateral.

são bastante confortáveis. o comprimento de anca é razoável, não dou muito pela presença delas, apesar de vincarem na anca devido ao movimento. podia ter havido um empate, mas falharam num dos pontos que acho fundamental, apetece a pegar-lhes fogo no final no treino (if you know what i mean lol).



ver foto grande

INTIMISSIMI

culotte de cintura subida sem costuras, preço 9€
82% poliamida, 13% elastano, 5% algodão

avaliação: ★★★★★

 


totalmente invisíveis. tecido muito agradável. costura traseira. custam o dobro das outras, mas são as que têm melhor construção.

não se deixem assustar pelo formato, estas cuecas da avó versão minimalista podem ser as menos sexy do batch, mas são as mais confortáveis. nem dou por elas, parece que não tenho nada vestido por baixo dos leggings. moldam-se completamente ao corpo e não saem do lugar. aguentam-se bem até ao final do treino, e não me apetece pegar-lhes fogo.

foram as que gostei mais, tanto que acabei por voltar à loja e aproveitar a promoção do pack de 3 x 21,90€.

e assim dou este capitulo por encerrado. muitíssimo grata pelas sugestões que partilharam comigo no primeiro post ;D

26 de Fevereiro de 2016, às 18:59link do post comentar(1)