Lost in… Serra do Risco

como o passeio de ontem soube a pouco, hoje quando acordámos decidimos que era um bom dia para atacar a serra do risco. andamos há uma porrada de anos para conhecer a orla daquela zona da arrábida e o dia estava perfeito para caminhar. céu limpo, calor, e uma brisa suave que ajudava a refrescar.. e a serra estava linda, linda!! a chuva pode ser uma real dor de cú, mas faz maravilhas pela natureza :)  

 

risco

 

a primeira parte do caminho era-nos familiar, andámos por lá há uns tempos a fazer geocaching, mas a segunda dependeu quase toda do gps. a serra tá minada de caminhos e trilhos, um autêntico labirinto. 

 

a dada altura, alcançámos um entroncamento. conseguíamos ver o estradão que subia até ao topo da serra, lá ao fundo. sem saber qual dos caminhos havíamos de seguir, consultamos o gps. no mapa apenas aparecia marcado o caminho da direita, mas o que seguia em frente parecia mais tentador. 

 

"vamos por este (em frente), parece ser mais directo para apanhar o outro lá em cima" disse eu.

 

mais directo.. yeah.. rite!

 

uns bons metros acima, acaba-se o trilho.. e agora? podíamos voltar para trás.. mas já tínhamos andado tanto que seria um desperdício de tempo e energia. opá, caga nisso.. siga pró meio do matagal!

 

só foi quase 1km de mato cerrado, com muitas paragens, muitos desvios, muitas vergastadas e arranhadelas. encalhávamos constantemente em becos sem saída que nos obrigavam a procurar alternativas, que às vezes pareciam impossíveis de existir. às tantas já estávamos tão embrenhados que voltar atrás não era opção. aguenta e não chora :D

o que nos valeu foram os afloramentos de rocha e os arbustos espezinhados pelos animais.. lição do dia: se não está marcado no gps, TURN THE FUCK BACK loll

 

eventualmente alcançamos a estrada. fiquei tão contente como se tivesse encontrado um oásis no deserto! 

mas excitação durou pouco.. assim que olhei para a minha esquerda vi uma subida íngreme a piscar-me o olho. mas bastava vencer aquele último obstáculo para alcançarmos o nosso objectivo. YAY!

 

achievement unlocked: risco

 

a vista e a sensação de missão cumprida recompensaram a estopada. tivéssemos mais tempo (e água) e tínhamos continuado pelo carreiro que serpenteia a falésia até ao marco geodésico, o ponto mais alto da serra.. em vez disso, abancámos lá um bocadinho e aproveitámos para descansar o corpo e absorver a energia aquele azul intenso do oceano. tava-se mesmo bem naquelas alturas magnificas :D

 

mas o tempo não pára e tínhamos 7km à nossa espera..

 

a última parte da caminhada seguiu por uma zona particularmente espezinhada e escavacada por javalis, o hóme já só estrebuchava.. não lhe bastavam já as paragens constantes para fazer controlo das carraças (apanhou algumas 6) como também eu parava para fotografar tudo e mais alguma coisa e atrasar ainda mais o regresso.

 

"OOOOooooh, tadinho… não que digas que tás com medo dos javalis? ha ha ha" gozava eu.

 

quando nisto, ouve-se um granda chavasqueiro no meio do mato, a pouquíssimos metros de nós. alarmados, olhámos um pró outro e ai mãezinha… PERNAS PARA QUE TE QUERO!! "foda-se, caguei prós carrapatos" grita hóme e desatámos os dois a correr furiosamente por aquela vereda fora, com medo que um porco cabeludo mal-humorado viesse no nosso encalço. uma cena digna de filme loll

 

se era um javali ou não, nunca o saberemos.. e ainda bem, espero nunca ter um encontro imediato de primeiro grau com um animal daqueles.. e pela quantidade de pegadas e terra fuçada, não devem andar por ali poucos!

 

e pronto, praticamente 15km palmilhados, pernas bem moídas, braços todos arranhados, um belo escaldão, mas muito, muito satisfeita com a façanha \m/