Lost in… Trilho dos Pescadores!

quando descobri que andavam a marcar trilhos na orla da costa vicentina fiquei excitadíssima com a ideia de se poder palmilhar aquela zona toda por ali a baixo (ou a cima) rente ao mar, sem stresses. a minha humilde vénia a quem se lembrou de fazer isto.
é que se caminhar já é a actividade perfeita para espairecer, caminhar junto das mais belas paisagens costeiras que temos no nosso pedaço, é pura e simplesmente arrebatador.

conhecemos o eixo porto covo-odeceixe de trás prá frente e de frente para trás. já fizemos praia ou geocaching em muitos dos sítios por onde a rota passa, só faltava mesmo conhecer aquilo que está pelo meio e que normalmente não está tão acessível.. e para isso só mesmo agarrando numa mochila e dar corda aos sapatos. não que isso fosse um problema :D

o problema era eu querer fazer o trilho de uma assentada só (de loucos, tendo em conta que somos caminhantes de "fim-de-semana", sem experiência de vários dias seguidos), algo que requer uma certa logística. arranjar uma data; garantir que o alojamento fica bem marcado, de acordo com as etapas; encontrar a melhor forma de nos metermos lá por transportes; transportes entre etapas pró caso de ser preciso; pensar na bagagem e mentalizar-me que teria que andar de mochila às costas o dia inteiro. só assim para começar.

claro que nada disto demovia o meu entusiasmo, antes pelo contrario, só o aumentava. era uma espécie de desafio, algo que tinha que fazer para saber se era capaz.

demorou uns anitos a concretizar-se mas finalmente aconteceu. a meteorologia parecia querer colaborar e não haviam outros planos no horizonte.

só um pequenino, muito insignificante detalhe: estava há 6 meses sem mexer o cú e meti-me naquela que foi a maior estopada que tenho memória:

 

5 dias*.  88km. a pé. de mochila às costas.

 

...OUCH! 

* era suposto serem 4 mas fizemos batota lol

caminhar para o dia 0 >