Não há salvação prá minha pessoa

por causa dumas ideias engrassadas que tive, este fim-de-semana foi desperdiçado em lojas. desperdiçado é uma palavra demasiado branda para a tortura que é para mim, ter de fazer compras.. detesto fazer compras, especialmente em lojas grandes. naquelas que consegui entrar e sem fugir logo assustada, não encontrei tudo o que procurava e ainda vou ter de voltar à carga. a vontade é zero e a coisa começou logo a perder a piada.

quase que tive um ataque de pânico numa dessas que o mulherio adora (e ainda me estou a auto-flagelar pelo súbito ataque de insanidade que me levou lá). i shit you not! não sei se foi pelas montanhas de trapos e corredores claustrofóbicos de cabides, que quase não deixam ver nada ao redor; se pelo cheiro a químicos, ou pelos os padrões epilépticos de alguns tecidos; se pela a avalanche descontrolada de pessoas a revolver TUDO à sua passagem, ou pelas crianças aos berros a serem arrastadas pelas progenitoras pelos mencionados corredores, mas por momentos, o chão fugiu-me debaixo dos pés e comecei a ver tudo à roda.
depois da tarefa quase impossível que foi encontrar peças que me agradassem minimamente, tive uma porrada de tempo na fila para os provadores... só para chegar à minha vez e mudar de ideias. larguei a roupa toda sem experimentar nada e saí da loja tão rápido que quase deixei um rasto de fogo por onde passei. ainda estou traumatizada com a experiência. tão cedo meto lá os pés!

numa outra pediam 17€ por um top com um erro ortográfico. porra, é que nem oferecido..

experimentar carradões de coisas, e ter de pensar se levo esta que até gosto, vou combiná-la com o quê, e depois tenho que percorrer mais uma vez as montanhas de roupa ao encontro de qualquer coisa que dê ali, e depois pede um tipo de sapatos que não tenho, e.. OH CUM CRL!!

é tão desgastante, a sério que é... mil vezes passar o ano inteiro de jeans e t-shirt. mil vezes..

    22 de Junho de 2015, às 22:42link do post comentar(2)