O mundo deve tar pa acabar… II

eis algo que nunca pensei que viesse a acontecer durante esta encarnação: eu, a ouvir um álbum de nine inch nails, em loops intermináveis O.o

é(ra) um dos grandes desgostos do meu pobre homem, que nestes quase 13 anos já me viu começar a gostar de daft punk e anos mais tarde, björk, mas NIN tava (muito) difícil.. o que é que querem? tenho o ouvido sensível, não suporto aquela gritaria toda e o caos sonoro que o gajo chama de música..

aconteceu assim, só por acaso. atravessou-se-me no caminho me uma música lindíssima dos how to destroy angels, e depois de ter papado o welcome oblivion até quase à exaustão (tem músicas que me fazem derreter toda :D) lembrei-me que andava há uns tempos para ouvir o hesitation marks, o tal que a malta reclama ser demasiado "calminho" para NIN.. meti-me a ouvir aquilo sem grandes expectativas e eis que...

 

...BAM!

bastou-me ouvi-lo apenas uma vez para ter ficado completamente agarrada.. é *tão* raro acontecer! 
agarrada e arrepiada - há ali muito momento de fazer suster a respiração e revirar os olhos nas órbitas ♥

 

entretanto, embalada pela minha revelação, fui (tentar) ouvir os outros álbuns para trás.. que provaram que os milagres não acontecem duas vezes.. rock industrial não é definitivamente a minha cena.. aquele ruído desconcertante faralha-me os neurónios todos. consigo apenas tolerar (e gostar, vá!) uma ou outra, menos agressiva.. mas hey, ter ficado perdida de amores por um dos álbuns já é qualquer coisa \m/

baby steps :)

24 de Fevereiro de 2014, às 21:20link do post comentar