Sabem do que é que eu tenho medo?

..mesmo medo, medo? dos 35 que estão aí a bater à porta!

 

os 30 não são nada em comparação. nada! 35.. que idade tão feia.. séria.. não gosto.
em tempos que já lá vão, costumava gozar com a malta que cortava essa meta, chamava-lhes dinossauros.. ò pra mim, prestes a chegar à tal idade jurássica!

 

e de nada me serve esconder ou fugir para o fim do mundo que eles vêem atrás de mim, todos felizes todos contentes, para onde quer que eu vá. quando me ponho a pensar nisso fico logo com afrontamentos. 

mais rugas e papos ali mesmo ao virar da esquina e daqui por uns tempos tou caída num qualquer salão de cabeleireiro a intoxicar-me com químicos manhosos para esconder os cães dos cabelos brancos, que teimam em nascer aos magotes. e a gravidade? essa é outra que não vê a hora de me começar a lixar o esquema..

 

vade retro.. buá!