Se ele não fosse assim… XII

esta manhã, o homem aparece ao pé de mim de braço esticado, a mostrar-me um lenho com um palmo de comprimento fresquinho das ganfas da gata. têm andado bastante afiadas que há uns dias que não lhe faço a manicure.

- olha, um presente da tua gata..
- tão e que tal cortares-lhe as unhas de vez em quando?
- sou objector de consciência, não corto unhas a bichos.. parece-me contra-natura.

atancha-me com cada desculpa mais esfarrapada, este gajo, que até fico KO!

2 de Junho de 2015, às 22:39link do post comentar(1)