Se ele não fosse assim… XVIII

tava em frente ao espelho, a stressar com a minha completa inabilidade para fazer uma coisa tão básica como um messy bun. o homem, que enquanto escovava os dentes assistia pelo reflexo do espelho à minha batalha contra o cabelo, não tardou a brindar-me com um daqueles comentários inspirados dele:

"baldaste-te às aulas de como ser mulher, não foi?"

uma toalha encharcada pelo lombo tinha sido mais que merecida, se não fosse verdade MUHAHAHAH

dez minutos de luta e muito cabelo sacrificado sem necessidade depois, dei-me por vencida e apanhei o cabelo no carrapito banal do costume.. um dia ei-de conseguir! tenho fé! a esperança é a última a morrer!

1 de Julho de 2016, às 14:57link do post comentar