E no primeiro de Outubro

depois de um mês a vergar a mola como se não houvesse amanhã, termina-se em grande com um dia inteirinho de trabalho non-stop.. são cinco da manhã e ainda não acabou.

 

ando cum camadão de strek em cima, que já nem digo coisa com coisa, preciso de pelo menos duas semanas de férias nas caraíbas (hint hint!) para curar isto :D

 

em casa já não há roupa lavada e devia ponderar seriamente em contratar uma empresa de limpezas industriais para tratar do assunto: o chão tem uma camada de pó como nunca se viu e tufos de pêlos que devem estar prestes a ganhar vida própria.. also, tenho a vaga ideia de ter comprado um sofá cinzento, não bege. só não tenho uma pilha de loiça até ao tecto porque temos jantado fora várias noites.

 

acho que o meu homem e o meu gato fazem anos hoje mas pode ser apenas o meu cérebro a pregar-me partidas por causa da privação de sono, 

 

 

 

tá jeitoso :D

1 de Outubro de 2014, às 05:05link do post comentar ver comentários (1)

Constatações VI

um dos motivos que faz com que raramente comente em blogs alheios é ter receio da interpretação que os outros possam fazer das minhas palavras, especialmente quando o assunto é delicado, tipo divergência de opiniões. como prefiro dar respostas mais construtivas do que um simples "bom post" ou "concordo plenamente" é um risco que corro. é que ao não ouvir o meu tom de voz nem a observar a minha expressão facial e até mesmo linguagem corporal, quem está do outro lado pode levar a coisa demasiado a peito (inclusive detrupar o teor da mensagem) e responder na defensiva sem necessidade disso.

às vezes é desagradavel e tira-me um bocado a vontade de "socializar" mais neste meio..

 

também acontece comigo, mas por estar ciente deste promenor (que é como quem diz - já me ter queimado umas quantas vezes), quando alguém desconhecido comenta os meus posts e o tom da mensagem não é imediato, tenho o cuidado de fazer várias leituras para não cair no erro de interpretar mal aquela pessoa. às vezes prefiro não responder a fazê-lo de forma desadequada..  

 

imo, é um dos grandes handicaps da internet.. debater ideias é suposto ser saudavel, mas até inventarem uma forma de passar virtualmente estes elementos físicos tão importantes para a comunicação, vão sempre existir mal-entendidos.. até mesmo nas redes sociais, onde estamos rodeados de pessoas mais ou menos conhecidas e logo mais à vontade para nos expressarmos, acontece com frequência. 

Get Lucky

demasiado para ser verdade :P

 (pronto, já disse!) 

22 de Abril de 2013, às 21:39link do post comentar ver comentários (2)

Opá, não posso com este tempo

como eu detesto estes fins-de-semana cinzentões e chuvosos. fico com o humor parecido a eles :P não me apetece tirar o cú de casa para fazer seja o que for.. e depois em casa, ora tou a dormir, ora tou a ver televisão - ou a lavar loiça.. que quantidade parva de loiça que se suja ao fim-de-semana, parece que tamos sempre a comer ou que raio.. argh... detestooooooo!!

 

quero sol para ir fazer caminhadas, canecooooooo!!

Dá Deus nozes a quem não tem dentes

lá pro fim do mês vou queimar os dias de férias que me sobraram do ano passado. tenho montes de malta espalhada pelo norte da europa, que podia muito bem aproveitar para ir visitar e ficar a conhecer outros quintais, alojamento à borla e tudo! 

...no entanto só me apetece fugir prás montanhas, pró meio do nada :D

5 de Março de 2012, às 20:39link do post comentar ver comentários (2)

Venha o diabo e escolha...

esta história de ter que se pagar as "scuts" não me gusta mesmo nada. tão, agora, quando quiser ir à serra da estrela respirar ar puro e alambazar-me com feijoca, tenho que tomar uma decisão dura: 

ou 3 horas a voar pela A1/A23, mas ser assaltada a cada km, ou 5 horas aos soluços pelas nacionais.. escolha difícil, hem?

 

é qualquer coisa como isto:

 

A1/A23 - cerca de 290km e uma estimativa de 3 horas por viagem

custos totais: 42,5€ (5,65€ + 15,60 x2) em portagens + 50€ em gasóleo 93€

 

várias EN's e alguns km's na A23 - cerca de 315km e uma estimativa (*muito* optimista) de 5 horas por viagem

custos totais: 9,8€ (4,90€ x2) em portagens + 44€ em gasóleo 54€

 

o dobro do tempo, ou o dobro do custo? venha o diabo e escolha..

 

a bem da minha carteira não me importo de andar pelas nacionais.. quando isso não representa um transtorno.
por exemplo, quando vou à terrinha, 2/3 do percurso faço-o por nacionais. demoro cerca de 30-40mn (depende do trânsito) a mais do que se fosse pela AE mas não me importo, porque acabo por poupar tanto em combustível como em portagens..

 

..mas cinco horas a conduzir para fazer um percurso que antes me demorava quase metade é. um. transtorno!

 

"ir para fora.. cá dentro" começa a não ser muito mais caro do que apanhar um voo lowcost e "ir para fora" mesmo.. e nem vamos falar nos aumentos do IVA na restauração e hotelaria.. um aplauso prás excelentes medidas que estes governantes arranjaram para promover o turismo no nosso país.. *NOT*!

é da forma que começo a conhecer a europa..

 

coisas úteis:

http://www.estradas.pt/calculador-portagens

13 de Dezembro de 2011, às 19:36link do post comentar ver comentários (4)

XP

ainda dezembro mal começou e eu já estou praqui a morrer de saudades do calor, da praia, e do campismo.. vai ser um inverno TÃO. LONGO!

2 de Dezembro de 2011, às 00:56link do post comentar

Vamos lá esclarecer uma coisa...

já tive pa escrever este post muitas vezes mas acabo sempre por desistir, acho que não vale a pena estar perder a tempo com amendoins.. mas desta vez lá vou ter mesmo que atirar a pedra que já tou farta :P

então, segundo o gajedo inflamado da blogosfera, o tipo de relação que tenho com o meu gajo, que está a poucos meses de completar 9 anos de existência, é uma farsa. na realidade estamo-nos a cagar um pro outro e já só estamos juntos apenas por comodismo, pois não temos coragem de admitir que a nossa relação já deu o que tinha a dar.. se é que alguma vez foi alguma coisa de jeito!
é que só pode, já que nestes quase 9 anos de vida em comum NUNCA tivemos uma discussão, coisa que muita menina por essa internet fora considera inadmissível numa relação. 

não nego, existem momentos tensos sim - é normal - mas as coisas sempre se resolveram a conversar, porque é a conversar que a gente se entende. já devo ter dito por aqui que ABOMINO discussões e fujo delas a sete pés, IMHO quando uma pessoa desata a berrar a quente só pode dar em merda. se por outro lado, fizermos as coisas com calma e ponderação, o resultado é mais eficaz e a porcaria custa menos a limpar.
se fosse para estar a sofrer numa relação mal amanhada, acreditem que preferia estar sozinha, já dizia o ditado..

tem tudo a ver com a nossa personalidade e com a forma como encaramos a vida, e eu cá encaro a minha de uma forma bem simples e prática, sem dramas.. omg como eu ODEIO dramas....
se há pessoas gostam de complicar e de discutir para marcarem a sua posição isso é lá com elas, desde que não venham cá pró pé de mim, que me começam logo as dores de estômago.

por acaso tive sorte de apanhar um gajo que se orienta pelo mesmo ponto cardeal que eu, isto é logo meio caminho andado, porque não perdemos muito tempo com ajustes, é sempre a andar. quanto àquelas pequenas merdas que volta e meia se atravessam no caminho, e que em muitos casos rebentariam logo em bronca, costumam ser resolvidas sem levantar muita onda.. e quem tiver que dar o braço a torcer, dá-lo naturalmente, chatices é que não! 

há um exemplo que acontece constantemente. sempre que vamos para o algarve (quem diz algarve, diz outro sitio qualquer), é quase certo que 15mn depois de entrar no carro, ele já está a dormir... ora 2 horas e tal de viagem à noite quase sempre sozinha é bem chato, até porque às vezes também eu tou a cair de sono. mas esta foi uma batalha que decidi perder logo ao início.. não vale a pena andar sempre a implicar com ele se ele não se aguenta a acordado... nunca o obriguei a ficar acordado nem nunca o obriguei a tirar a carta para repartir o volante comigo. nalguma coisa ele me há-de ter que compensar depois lol

claro que isso não me impede de pisar as guias sonoras da AE ou passar por cima de um buraco deliberadamente quando quero que ele acorde para lhe perguntar alguma coisa ou simplesmente encoste a cabeça para trás para não ir com ela pendida, que me faz uma confusão do caraças.

se acham que gostamos menos um do outro por sermos assim, e que isso não faz de nós um casal verdadeiro, olha.. azarucho!

por isso, minhas queridas, da próxima vez que escreverem posts mártires sobre relacionamentos, não digam que casais que não discutem "só pode ser mau sinal" ou "estão a esconder algo" ou "não podem ser verdadeiros", lembrem-se sempre que excepções à regra *do exist*, e nós, os outros não temos culpa das vossas escolhas ou decisões :P

Bagless

ok... então, a modos que tenho um problemazito muito peculiar: DETESTO andar com malas e mochilas e what not atrás..odeio!

é que eu até gosto de malas e já fiz inúmeras tentativas. entre malas de gaja, sacolas, mochilas normais, mochilas pequenas, já experimentei um pouco de tudo, mas acaba sempre tudo amarfanhado a um canto do roupeiro.. entretanto já desisti.

 

o que eu gosto mesmo é de da minha carteira minúscula da fertagus, onde cabe apenas o passe e mais 3 cartões similares. isso e o iphone, que já nem com as chaves de casa preciso de andar atrás!

 

claro, que sendo gaja, há coisas que não deixam de ser essenciais. mas esse problema pertence ao passado, agora com o marido lá ao pé de mim, é a modos que forçado a carregar com a minha tralha extra: restantes documentos pessoais, chaves, caixas de óculos, gadgets e livros quando calha, e outras coisas mais (daquelas que volta e meia dão jeito :P) hehehe

 

ele anda numa busca eterna pela optimização do peso que carrega às costas todos os dias, e eu estrago-lhe sempre os planos..refila um bocado, mas acaba por ceder, diz que é a minha pack mule muhahahah

 

os gajos são fixes!

26 de Fevereiro de 2010, às 02:02link do post comentar ver comentários (3)

'Le me

tem idade suficiente para ter juízo, embora nem sempre pareça. algarvia desertora, plantou-se algures na capital, e vive há uma eternidade com um gajo que conheceu pelo mirc.

no início da vida adulta foi possuída pelo espírito da internet e entregou-lhe o corpo a alma de mão beijada. é geek até à raiz do último cabelo e orgulha-se disso.

offline gosta muito de passear por aí, tirar fotografias, ver séries e filmes, e yada yada, yada... é ler o blog ;)

bucket list

'Le liwl

era uma vez um blog cor-de-rosa que nasceu na manhã de 16 de janeiro, no longínquo ano de 2003, numa altura em que os blogs eram apenas registos pessoais, sem pretensões de coisa alguma. e assim se tem mantido.

muitas são as fases pelas quais tem passado, ao sabor dos humores da sua autora. para os mais curiosos, aqui ficam screenshots das versões anteriores: #11 #10 #9 #8 #6 #5 #4

seguir nos blogs do sapo

Follow follow us in feedly