FFFFUUUUUUrmigas

saímos um bocadinho mais cedo do trabalho, na expectativa de uma noite calma, e aproveitar bem o descanso extra. de caminho, breve passagem pelo supermercado, para comprar umas cenas em falta para a janta.

vamos a pousar as compras na bancada da cozinha e.. e... 

FORMIGAS!!

FORMIGAS EVERYWHERE!!

WTF??

duas auto-estradas bastante congestionadas de formigas, vindas de diferentes pontos do openspace, a convergirem no armário da despensa. nem a taça da comida da gata escapou.. FFFUUUUUU!!

PQP um prédio com meia dúzia de anos e já tem formigas a entrar-lhe pelas paredes a dentro.. só não foi totalmente inesperado, porque eu já sabia que era apenas uma questão de tempo até acontecer. eu bem as vejo na rua. a elas e aos vulcões massivos donde elas brotam.

perspectivas de uma noite calma semelhantes ao destino que milhares de formigas estavam prestes levar: irem pelo cano do esgoto abaixo.

butes lá arregaçar as mangas e acabar com a festa. um massacre segue-se. esta merda custa-me, detesto ter que fazer mal a bichos. sim, até a formigas, aranhas, moscas, seja o que for.. e formigas não posso simplesmente abrir a janela e atirá-las para onde nunca deviam ter saído.

depois toca de vazar as quatro prateleiras armário, limpar aquilo tudo de formigas. aparentemente, todos os caminhos iam dar ao frasco de mel, apesar de bem fechado. como precaução, selar outras coisas que podiam atrai-las, e aproveitar para deitar fora tudo o que estivesse fora do prazo.

depois toca de ir a correr comprar armadilhas. voltar para casa, aspirar o chão, espalhar as 4 armadilhas pelas zonas mais criticas. e por fim, jantar, tarde e às más horas do costume. ao fim da noite, eram poucas as que ainda se aventuravam pela casa.

o comedouro da gata tem um pequeno rebordo à volta das taças que sempre me irritou, por dificultar a limpeza... até agora! nunca mais implico com aquilo. tem um uso extremamente prático para esta situação: enchi aquela secção com água, e pimbas! as formigas vão ter que construir uma jangada para atravessarem o rio até à terra prometida! se aquilo foi concebido com o propósito de servir de barreira anti-formigas, hats off, designers de equipamento para animais de estimação!

na manhã seguinte, as poucas que avistamos já estavam meio grogues. à falta de comida, devem ter atacado as armadilhas e aquilo já estava a fazer efeito. dois dias depois da invasão, não restam rabigas para contar a história (é por isso que estou eu a contá-la :D). aquela bodega funciona mesmo bem. só por causa das tosses vão continuar armadas mais uns tempos, pelo menos até selarmos os rodapés e garantir que elas não voltam tão cedo.

14 de Janeiro de 2017, às 00:48link do post comentar ver comentários (1)

Engraçadinho

a tua primeira opção de autocarro só passa dali a 17 minutos. a segunda opção, a 12 minutos. a terceira, a 4 minutos. não gostas, mas segues nessa para não perderes mais tempo. chegas à estação de metro, comboio parado, carruagens a abarrotar. linha interrompida por motivos alheios, previsão de restabelecimento do serviço dali a 15 minutos. desistes e vais ver se tens autocarros. entretanto ouves o metro a arrancar. PQP. perdes um possível autocarro que estava a sair naquele momento, o próximo é só dali a 8 minutos. sobes e vês o horário dos comboios, parte um dali a 3 minutos, boa. enganas-te com o número da linha, o comboio está do outro lado da plataforma. desces. corres. sobes. o comboio parte sem ti. voltas novamente ao metro, que entretanto já esta a funcionar.

a tua reacção perante este imbróglio épico? ris-te à parva, claro. é o universo a pregar-te uma partida de 1 abril, não há outra explicação!

Ainda nem tínhamos conseguido descansar da semana anterior...

...já nos estávamos a meter noutra!

 

ele há coisas do arco-da-velha. há umas semanas atrás o marido disse-me que andava no ar a eventualidade de ter que ir à holanda ter formação, mas o tempo foi passando e a coisa não atava nem desatava, por isso fomos deixando o assunto para trás.

 

...até que na segunda-feira, por volta das 10 da manhã (do dia em que era suposto ele ir para lá) começam os telefonemas e os mails.. o resto da manhã foi passado numa incerteza pegada, sem sabermos bem como ia acabar aquele dia. por volta da hora do almoço chega a derradeira decisão:


- tens *mesmo* que ir para a holanda *hoje*! 

 

o homem entra em stress!


tem que ir, mas diz que não vai sem mim... tem que ir, mas não tem *nada* preparado ou combinado.. naquele momento tudo está dependente de tudo. e no meio de tanto stress, lá começamos a esboçar um plano. 

 

primeiro entrave: se eu não pudesse ir, ele passava a outro. recusava-se a viajar para o estrangeiro sem me levar atrás.

 

à uma e meia da tarde vou falar com a minha chefia, que por sorte estava disponível àquela hora e pergunto se há problema em trabalhar à distância durante o resto da semana. não seria justo para com o marido, fechado numa sala a ter formação das 9 às 5, e eu a dar numa de turista e visitar a cidade toda, né? nem sequer faz o meu estilo..

 

segundo entrave: alojamento!

 

como eu não estava abrangida pela formação, o alojamento teria que ficar por nossa conta e não estávamos a encontrar nada decente por menos de 600€. começávamos a não achar piada aos gastos que íamos ter com isto... foi nessa altura que o marido lembrou-se que tínhamos um ex-colega a viver lá. cravei o contacto dele e minutos depois tínhamos sitio onde ficar, não era em amsterdão, mas ficava a 10mn de comboio do local da formação (sloterdijk). w00t!

 

então às duas e meia da tarde as passagens estavam compradas e tínhamos sitio onde ficar, mas.. e o resto??

 

terceiro entrave: não tínhamos as malas feitas. isto a 3 horas do check-in... PÂNICO!

 

sem tempo a perder, apanhamos um taxi para casa. um telefonema à sogrinha, que se prontificou a ir buscar o furas a almada foi uma GRANDE ajuda, pois ele não podia ficar sozinho e era impossível irmos a azeitão naquele momento.

 

enfiamos tudo e mais alguma coisa numa mala, sem passar a ferro sequer (eu sabia que um dia este "mau" hábito nos havia de morder o cú): roupa interior com fartura, calças, camisolas quentes, polares, gorros, etc etc que vamos para um pais onde nesta altura, as temperaturas andam entre os e os .. MEDO!

 

quarto entrave: os casacos de inverno estão todos na lavandaria... restavam os da neve... SIGA!

(o meu é cor-de-rosa choque, mas hey, nestas alturas uma pessoa não se pode armar em esquisita, né?)

 

às quatro e meia tínhamos tudo preparado. falava apenas meter o carro na garagem e eu comer qualquer coisa antes que caísse pro lado. como já estava a ficar um bocado mal-disposta, bebi apenas um iogurte..

 

enfiamos as malas no carro e o marido chamou um taxi para nos apanhar na garagem. o tempo tinha que ser optimizado ao segundo lol

 

o taxi deixou-nos no aeroporto exactamente à hora que queríamos, cinco e vinte. estava tudo a correr demasiado bem, apesar do stress todo que estávamos a ter com aquilo tudo.

 

a fila para o check-in estava enorme, e tanto eu como ele tavamos com dores brutais nas costas que mal nos aguentávamos em pé.. eu até respirava fundo, se não ainda tinha um treco marado qualquer..

 

pior que a fila para o check-in era a fila para o raio-x. enooooorme, e as mochilas a pesar toneladas.. naquela altura, apenas com o pequeno-almoço e um iogurte dentro, já me começava a sentir mal... vá lá que aquilo até andava relativamente rápido.

 

às seis e meia finalmente consigo sentar-me e "almoçar". decidi não comer nada de muito forte se não o estômago ainda me pregava uma partida. comi uma saladita oceânica no mcdonalds. 

 

às sete da tarde entramos no avião, um boeing 737 da transavia. sou completamente fã de aviões.. quando *não* estou dentro deles lol

 

a noite já tinha caído quando levantámos e o céu esteve nublado a maior parte do tempo, não deu para ver grande coisa pela janela.. só já por cima do norte de frança / bélgica é que começaram a aparecer luzinhas. tão fixeeeee!
fiquei histérica, das vezes anteriores que voamos, da janela só se via céu e oceano he he

 

o voo foi sempre muito tranquilo. não apanhamos turbulência nenhuma, e as três horas passaram-se num instante. "foi uma ida ao algarve" dizia o hóme, mas...

 

...a aterragem pregou-me um cagaço à maneira!

 

lá em baixo estava nevoeiro cerrado. o avião começa a descer furiosamente, prestes a mergulhar no mar de nuvens, quando a inclinação muda repentinamente e o gajo volta a ganhar altitude à força toda........ 

 

claro que aqui a isa entrou logo em pânico e começa a traçar uma data de desfechos possiveis.. mas um avião cheio de holandeses parecia que nem tinha dado pela coisa. minutos mais tarde o piloto comunica que não foi possível aterrar devido às fracas condições de visibilidade, e que pátáti pátátá, tiveram que voltar a subir e iam tentar a aterragem novamente. mas não achei lá muita piada a coisa, não.. :P

 

à segunda lá aterraram a ave em solo firme.. and welcome to the netherlands!!

24 de Novembro de 2011, às 00:42link do post comentar ver comentários (4)

É oficial...

...nunca mais na vida como uma puta duma amêijoa que seja!

 

incontáveis, os encontros imediatos que tive com a minha rica sanita durante 12 horas seguidas.. nem água o raio do estômago conseguia segurar lá dentro, não imaginava ser possivel vomitar tantas vezes de seguida e sem ter absolutamente nada dentro.
depois juntou-se o marido à festa... toma lá que é para aprenderem a não se lavajarem com marisco de merda!

 

resultado: acabamos os dois no hospital. eu apenas precisei medicação intravenosa apesar de já estar com sinais de desidratação, e vim para casa com uma dieta de medicamentos e proibida de comer uma data de coisas durante os próximos dias, e o marido, para além da medicação, ainda teve que fazer análises e papar uma litrosa de soro..

 

PQP!

29 de Março de 2011, às 20:35link do post comentar ver comentários (6)

Vai e não voltes, ano corno!

2010 prometia!

o marido mudou novamente de trabalho e passou a trabalhar também no sapito. pela primeira vez ao fim de 5 anos voltamos a estar juntos no mesmo sitio. sair juntos de casa, almoçar juntos, e regressar juntos a casa sabe mesmo muito bem.

também resolvemos um enguiço que já andávamos a adiar há algum tempo e até conseguimos ter uma espécie de lua-de-mel. nada mal, hem?

 

a segunda metade do ano começou mal e foi piorando lentamente..

não sei bem o que raio se passou, mas em julho fui-me abaixo de uma tal forma que ainda hoje tou para saber como é que aquilo aconteceu..

passei o resto do verão da melhor forma que consegui. aproveitamos bem o tempo livre para espairecer, mas não foi o suficiente para arrebitar.

 

depois de uma intensa ronda de consultas e exames médicos entre julho e dezembro, não se chegou a conclusão nenhuma. aparentemente está tudo bem comigo, apesar de eu não me sentir como tal.. o médico acha que estou deprimida, coisa que me custa a aceitar.

 

entretanto o meu mac com menos de dois anos e meio também achou que podia ajudar à festa, cometendo suicido.

 

e para terminar o ano em grande *NOT*, em dezembro o furas ficou esquisito.. começou a ter uns ataques estranhos e a perder forças. depois de uma consulta que nos custou qualquer coisa como 250€, o vet não percebe a causa dos ataques, pois não está relacionado com a doença que ele tinha e nem com a arritmia que lhe foi descoberta.. estamos a perde-lo lenta e dolorosamente..

 

há que ser honesta, neste momento avizinha-se um 2011 pura e simplesmente merdoso..

vou começar o ano a lutar para que uma depressão não se instale de vez, e com a ideia de que algo possa estar mal com a minha saúde e não se encontra a causa, a perda de ente adorado, um projecto demasiado arrojado em que nos metemos e cujas probabilidades de falhar são elevadas, e mais qualquercoisinha. vai ser jeitoso!
valha-me o meu homem, se não, tava desgraçada :P

 

acho que nunca antes entrei num ano novo com tanto pessimismo.. resta-me curtir o get-away que reservamos pra passagem de ano da melhor forma. por falar nisso, tá ali uma piscina de água quente à minha espera :D

 

(as minhas desculpas pelo negativismo todo. "tu não eras assim", como diria a stôra domitília.. isto também serve mais ou menos como explicação da minha ausência aqui do blog, não ando com feeling para coisa nenhuma..)

31 de Dezembro de 2010, às 14:52link do post comentar ver comentários (12)

De volta!

isto de ter ficado um mês sem computador atrasou-me aqui o esquema todo.. felizmente essa parte tá resolvida, venham daí os posts em atraso!

31 de Outubro de 2010, às 20:50link do post comentar

Ontem à noite...

pouso o meu mac em cima do sofá. minutos depois o marido pega nele e pergunta "o mac tá sem bateria?", "não, tem estado ligado" respondi.. "é que não quer acordar.. de maneira nenhuma" informa ele.

 

querem ver...

 

tentamos todos os procedimentos de "reanimação" possiveis e nada.. tava literalmente morto.
três portateis da apple depois, eis que pela primeira vez surge um problema sério com um deles..

 

esta manhã fomos deixa-lo num centro de assistência técnica.
dado que os dois anos de garantia já lá vão, ou tenho sorte e é um problema reconhecido pela apple e não pago o arranjo, ou lá vem despesa jeitosa. é esperar para ver..

 

..e espero MESMO que o problema tenha solução. primeiro porque o gajo ainda só tem dois anos e meio e era muito chato ficar sem ele tão cedo, depois porque não quero saber daqueles novos com o teclado horroroso :P

E aos 40(e 2)mil km's...

o stand onde compramos o cascas "morreu", assim como a hipótese de fazer lá a revisão dos 40 mil... às contas disso, deixamos atrasar a coisa dois meses :P

entretanto, a lista de queixas já começava a ficar extensa.. é que de repente o sacana do carro desatou a ranger por tudo quanto era sitio.. ele era no encaixe do cinto de segurança do condutor, no forro do tejadilho, no fecho da mala.. mais os estalidos na transmissão, as luzes do volante e dos sensores de cinto de segurança nos assentos traseiros que volta e meia piscam, a capa do motor que rachou...
até faz doer a alma.. o carro ainda nem dois anos tem :P

órfãos de oficina do nosso ex-stand, decidimos leva-lo à do caetano power, que sempre fica mais a mão que a do entreposto do feijó.
nada a reclamar, excepto do tempo que levaram... deixamos o carro na quarta de manhã, disseram que nessa mesma tarde tava pronto. só que dado à quantidade de coisas que queria que eles verificassem (e arranjassem), disse que não havia pressa, que só precisávamos dele na sexta.

...mas na sexta à hora do almoço ainda não estava pronto.. disseram-nos para ir busca-lo até às cinco e meia. 

quando às cinco e meia lá chegamos, ainda não tinha sido lavado, tivemos que esperar mais meia-hora.. pelos vistos ainda andaram a corrigir um dos ruídos durante a tarde. como foi lavado e limpo à pressa, não ficou grande coisa, nota-se perfeitamente as cagadelas dos pássaros..meh!
para uma previsão de algumas horas, a revisão acabou por levar uns quantos dias :P

voltou de lá sem os ruídos que nos queixávamos, mas trouxe um novo, nos plásticos da consola central. devem ter andado lá a mexer por causa dos filtros do a/c e deixaram aquilo mal encaixado. para a semana temos que voltar lá para tratar disso..

a "estalada" foi ligeiramente menos dolorosa que tava à espera. pelos vistos sou poupadinha com os travões e ainda não foi desta que precisaram de pastilhas novas... mas têm que ser verificadas daqui a 10 mil km.

só nos esqueceu a pedir que cruzassem os pneus que os da frente tão nas couves.. oh well, fica para quando irmos ver das pastilhas..

anyway, termos ido lá à hora de almoço não foi uma perda total , já que nos deparamos com esta rara e magnifica visão =D''''

16 de Julho de 2010, às 20:32link do post comentar ver comentários (9)

Férias... o fail #1

nunca antes tinha feito férias que durassem mais de 5 dias nem nunca para destinos com um clima tão marado quanto este, ingredientes para o primeiro fail destas férias: TROUXE POUQUISSIMA ROUPA!

bah!

live and learn..

24 de Junho de 2010, às 01:47link do post comentar ver comentários (1)

Efeitos secundários de ir pro mato

um dos problemas de fazer campismo/caminhadas/geocaching é o de trazer bicheza agarrada à tralha (e quem sabe a nós mesmos) para casa..

aranhas...especialmente aranhas!
acho que tamos perto de admitir que temos um problema de aranhas em casa..é vê-las a aparecer um pouco por todo o lado, pequenas, provavelmente com poucos dias de vida..

..como é que uma pessoa se livra disto? e que com o aspirador não vai lá :P

16 de Maio de 2010, às 12:03link do post comentar ver comentários (1)

'Le me

tem idade suficiente para ter juízo, embora nem sempre pareça. algarvia desertora, plantou-se algures na capital, e vive há uma eternidade com um gajo que conheceu pelo mirc.

no início da vida adulta foi possuída pelo espírito da internet e entregou-lhe o corpo a alma de mão beijada. é geek até à raiz do último cabelo e orgulha-se disso.

offline gosta muito de passear por aí, tirar fotografias, ver séries e filmes, e yada yada, yada... é ler o blog ;)

bucket list

'Le liwl

era uma vez um blog cor-de-rosa que nasceu na manhã de 16 de janeiro, no longínquo ano de 2003, numa altura em que os blogs eram apenas registos pessoais, sem pretensões de coisa alguma. e assim se tem mantido.

muitas são as fases pelas quais tem passado, ao sabor dos humores da sua autora. para os mais curiosos, aqui ficam screenshots das versões anteriores: #11 #10 #9 #8 #6 #5 #4

seguir nos blogs do sapo

Follow follow us in feedly