A assim se chega ao fim...

(atenção que tem spoilers

 

em homenagem àquela que foi em tempos a minha série favorita - house - fiz questão de acompanhar os últimos episódios da derradeira temporada.. ainda estou em choque com a patifaria que os produtores decidiram fazer ao wilson.. quer dizer, patifarias fizeram eles com todos... still...

 

como drama que é, não se podia pedir um final melhor que este, à easy rider, onde dois amigos se fazem à estrada, rumo ao desconhecido.. de facto, podia ter sido bem pior.. lá pelo meio a coisa ainda tremeu. mas por acaso o penúltimo episódio até deixava adivinhar este desfecho :)

foi um final comovente, com algumas visitas do passado, e ainda houve ali lágrimazinha a rolar pela cara abaixo. muito por culpa da nostalgia, dos tempos áureos, do que podia ter sido e não foi..

adorava a série, falei dela várias vezes por aqui.. mas às tantas mudou de rumo e não consegui atinar com as mudanças. começou a descambar durante a quinta temporada e só aguentei parte da sexta, depois desisti.. vi apenas um ou outro episódio no fox quando não estava a dar nada melhor nos outros canais.


quando há uns meses atrás soube que ia ser cancelada não foi um choque, já ia longa (oito anos.. é obra!) e os ratings já começavam a cair bastante, acho que tomaram a decisão na altura certa. antes agora do que arruinar por completo uma das melhores personagens de tv dos últimos tempos, brilhantemente interpretada pelo hugh laurie, que nos impressionou com o seu sarcasmo, causticidade e extraordinária perspicácia, e nos proporcionou grandes momentos televisivos :)

23 de Maio de 2012, às 20:39link do post comentar ver comentários (3)

"Temos pena!"

há precisamente um mês, escrevi aqui o seguinte:

"...e quanto a house...bom, ou aquela merda muda, ou então vou acabar por deixar de ver."

parecia eu que adivinhava!

ontem, durante a rotina que se segue depois de ver um qualquer episódio novo de uma qualquer serie, que é ir chafurdar nos fóruns do tv.com à procura de opiniões sobre o que acabei de ver (house, neste caso), quando dou de caras com uma notícia, que não me deixou nadinha contente........grandes cabrões, tão-me a assassinar a série às mijinhas!!

tá visto que tenho que perder um tempinho a dar umas dentadinhas por aqui e ali a ver se arranjo outra serie para tomar o lugar que esta vai deixar livre :P

7 de Outubro de 2009, às 21:48link do post comentar ver comentários (17)

Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades!

com setembro chegam novas temporadas das séries que costumo acompanhar. vai daí, que por esta altura, é habitual andar maluquinha pelo do recomeço de house.

mas por incrível que pareça, este ano as minhas atenções desviaram-se completamente do house e foram parar ao ...dexter!

OI?!?!?!

...mas se ainda há menos de dois meses dizia que não suportava a série, o que é que raio se passou??

bom.. fui literalmente "obrigada" a vê-la, porque começou a dar no fox e o marido engraçou com aquilo, e mal batia as 10 pra meia-noite, agarrava-se à televisão.
ora, mesmo de olhos colados ao portátil não consigo evitar deixar o olhar desviar pra tv ao ouvir as reacções dele. fazia-me confusão como é que ele conseguia ver e gostar daquilo.. só que season e meia depois nem eu escapei!

já anda por aí desde 2006 e tem tido bastante sucesso, mas ignorei-a completamente. primeiro porque achava que o tema era um demasiado macabro para uma série, depois, porque não suportava o michael c. hall. a culpa não é dele, é mais da personagem que interpretou no six feet under. irritava-me como tudo e ficou marcado!

mas tava difícil! comecei por engraçar com as personagens secundárias, principalmente com a "debra", e aos poucos fui-me apercebendo que estava ali qualquer coisa que tinha tanto de diferente como de genial. quando a segunda season acabou, até já conseguia achar piada ao michael lol!

entretanto vimos a terceira, a primeira e a segunda outra vez. essa é definitivamente a minha favorita, o final então é brutal. também já vimos o primeiro episódio da quarta que saiu cá pra fora antes do tempo e fiquei em pulgas pa ver a continuação, acho que a coisa promete!

..e quanto a house...bom, ou aquela merda muda, ou então vou acabar por deixar de ver..esta última season foi mesmo mazinha. parece-me um bocado estranho dizer isto de uma serie que já gostei tanto, mas.. é a vida. temos pena!

 

(btw, sabiam que o "dexter" é casado com a "irmã" na vida real? muito bom!)

7 de Setembro de 2009, às 23:57link do post comentar ver comentários (12)

O regresso e a desilusão...

SPOILER ALERT!

sigo house desde o final de 2005, quando a série começou a ser emitida no fox. bastaram dois ou três episódios para me tornar fã incondicional, e desde então, que não tenho perdido um único episódio, e já os vi praticamente todos mais do que uma vez (graças à programação repetitiva do fox :P)..

adorei as duas primeiras seasons, mas a terceira deixou-me com um sabor amargo na boca, a história do policia foi longe demais, assim como as rescisões em massa no final.

a quarta foi diferente. já sabíamos que íamos ter caras novas e até foi divertido, pois tivemos grandes momentos de humor. acontece que devido a isso, tiraram de cena as outras personagens que eu tanto gostava. em vez de terem papeis à sua altura, não, foram postos completamente de parte, pelo menos duas delas, cujas aparições eram tão raras que me partia o coração. parecia que apenas estavam ali por piedade...levei os episódios todos na esperança que isso levasse uma volta, mas não, não me fizeram a vontade. fiquei desiludia com essa season, apesar do excelente final a que a que teve direito.

a quinta já se sabia que ia começar com a amizade entre o house e o wilson tremida, mas bolas, podiam ter conciliado as coisas de uma forma melhozinha... quando se leva 4 meses à espera que uma série recomece, cria-se um certo nível de expectativa, ainda por cima, quando essa série já nos habituou a grandes finais e grandes recomeços. este foi de longe, um episódio genial..

o house andou o episódio todo com a cabeça no ar, teve-se completamente nas tintas para a paciente, deixando-a entregue à equipa, que apesar de ser outra, tem exactamente o mesmo M.O. que a antiga, cada um tem uma ideia e não se sabem coordenar, parece que não sabem o que andam a fazer (tipo, se foi para isto, mais valia termos ficado com a outra, não?) e chega ao fim do episódio, olha pro decote da cuddy e *puf*, tem uma epifania: a paciente sofre de lepra. just like that. sem contra-argumentos, sem decisões arriscadas, sem terapias esquisitas...

ainda por cima quando estamos fartos de saber que nem tudo o que ele diz ou faz está certo, e que, geralmente, o primeiro diagnostico que lhe vem à cabeça está errado...

...e não me venham falar de character development que o house amuado pelo wilson decidir que tem que se afastar só porque perdeu a namorada não lhe dá grande crédito... bem, ao menos o wilson meteu cá para fora aquilo que já devia ter metido desde a primeira season...

a sério, esperava muito mais que isto... espero que os próximos episódios compensem...

20 de Setembro de 2008, às 02:53link do post comentar ver comentários (8)

Yay!

hoje ganhei uma prenda de natal!

um livro!

que eu andava para comprar há que tempos!

não sou muito de ler e comprar livros deste tipo, mas existem excepções à regra e esta é  claramente uma delas!
procurei-o na fnac mas tinha azar que nunca havia..depois fui-me esquecendo...e pelos vistos nem reparei que já havia uma versão traduzida para português :P

anyway, agora o problema já está resolvido, mal posso esperar para pegar nele! obrigada, andré! ;D

...e a ver se da próxima vez que ir à fnac me lembro de ir espiolhar este, a ver se presta (se for o que penso não presta, é do tipo auto-ajuda)..

Alone

...e pronto, o primeiro episódio da quarta season de house já chegou ao fim, e pelos comentários da malta, a coisa promete!

amanhã, é garantido que a primeira coisa que faço a seguir a arrastar o cú da cama é correr pro mac e pôr o epi a sacar! hi hi hi

ah, btw, a fox actualizou o site da série e está muita bacano :)

26 de Setembro de 2007, às 03:01link do post comentar ver comentários (2)

Assim de repente, 4 meses até passaram rápido...

De hoje a uma semana vou estar, precisamente a esta hora, a assistir  à premiere da 4ª season de house. MAL POSSO ESPERAR! hi hi hi
18 de Setembro de 2007, às 21:00link do post comentar ver comentários (3)

Houseisms

House: Why, in case he’s telling the truth? You’re a believer, aren’t you?

Chase: Well, I’m just not arrogant enough to think that of the 50 billion galaxies, 100 billion stars per galaxy, and 10 million billion planets in the universe that we’re the only ones with life.

House: No. But I’m guessing we’re the only ones who like shoving things through our back doors.

in House MD - Can and Able

Não sei quantas vezes já vi este episódio, mas nunca consigo evitar umas gargalhadas valentes durante este dialogo..muito bom!
11 de Agosto de 2007, às 00:38link do post comentar

Inspira, exprira, inspira, expira...

A MINHA BARKING IRONS CHEGOU A MINHA BARKING IRONS CHEGOU A MINHA BARKING IRONS CHEGOU A MINHA BARKING IRONS CHEGOU A MINHA BARKING IRONS CHEGOU A MINHA BARKING IRONS CHEGOU A MINHA BARKING IRONS CHEGOU

Pufff, as minhas desculpas pelo breve momento de histeria insana (quem me conhece já sabe o que é que a casa gasta he he)...

Vá, eu xplico:

Há coisa de dois meses meti-me numa destas "aventuras"...
Andava a ver o que se dizia no forum de house no imdb, quando encalhei num thread que dizia respeito a uma oportunidade para comprar tees de uma das marcas que a minha personagem de televisão favorita veste, a metade do preço.
Segui o link e fui ver os modelos que haviam no site. Foi amor à primeira vista!

O timing foi perfeito! A promoção terminava a 16 de abril às 23.59 (nos states), mas graças à timezone fui a tempo, pois já estávamos a dia 17 quando fiz a descoberta he he

Não perdi mais tempo e mandei vir uma tee pra mim, assim, sem mais nem menos.
Elas custavam $39, e eu tinha $20 no paypal a ganhar bolor de uma review que tinha escrito praqui há uns tempos, e meti lá mais $20. Não falavam em lado nenhum sobre entregas internacionais, e como o paypal aceitou a compra sem problemas, parti do principio que estava tudo bem.

Passado uma semana, recebi um mail da loja, curto e grosso, a dizer que encomendas internacionais, ou comprava pelo menos $150 em roupa e eles enviavam gratuitamente, ou tinha que pagar cerca de $65 (o dobro do que custava a tee) pela expedição..comecei a ver o caso mal parado...pagar $65, arriscar-me ainda a pagar alfândega, só por causa de uma t-shirt...era muita fruta...mas eu queria mesmo a merda da tee, já tinha tido todo o tipo de fantasias possíveis e imaginarias com ela ...se a quisesse mesmo, tinha que arranjar um plano engenhoso...

No dia seguinte a essa má noticias, acendeu-se uma lâmpada por cima da minha cabeça: chatear alguém que tivesse amigos ou familiares nos states, de modo a mandar expedir a tee pra morada deles, e eles depois logo me enviariam, ou arranjava um "correio". Genial!

Para concretizar esse plano não foi preciso ir muito longe, o paulo (um amigo) tem familia lá, e uma prima (a quem eu agradeço imenso pelo favor que me fez) dele não se importou de dar uma ajudinha.

Entretanto, deixei a coisa arrastar-se durante um mês desde que recebi o primeiro mail deles, até que enviei um, a perguntar se era possível eles expedirem a encomenda pa outra morada, lá. Recebi resposta afirmativa no dia seguinte, e passados 2 dias (a 17), recebi um mail da UPS a dizer que a entrega estava prevista para dia 18 de maio. Cool!
Estava eu a dar a boa-nova ao paulo, para que ele avisasse a prima dele que a encomenda iria ser entregue no dia seguinte, quando passados 10 mn ele responde-me que aquilo afinal já tinha chegado! Até dei saltos na cadeira!

Seguia-se agora a segunda fase do plano e a mais delicada, a prima do paulo manda-la para portugal. Ela mandou-a no mesmo dia, mas como eu não tenho confiança nenhuma nos correios, não quis criar grandes expectativas, não fosse a encomenda extraviar-se...

Entretanto passaram-se mais de três semanas e eu sempre com fezada que aquilo havia de chegar..

Hoje à noite, quando andava à procura de uma tee para vestir, volta-se o marido e diz:

- Toma, veste esta!

E pimba, saca-me a bixa da mochila! Ia-me dando uma coisa má! Ela tinha finalmente chegado! Ela atravessou um oceano e estava comigo, ela era mais gira do que eu pensava!
Apesar de ser o tamanho mais pequeno está-me um pouco larga but i couldn't care less. Adoro-a, é a jóia da coroa! hi hi hi


Entretanto, a barking irons já lançou a nova colecção e eu já andei a babar para cima dela he he

Cá te espero, querido setembro!

Ontem, depois de regressarmos do cinema (fomos ver o aranhiço parte três), vimos o último episódio da terceira season da minha série favorita, aquela do senhor doutor filha-da-mãe.
Não gosto de season finale's porque significa que vamos ficar pendurados durante meses à espera que comece uma nova série... isto é, se tivermos sorte e o estúdio não tenha entretanto decido cancela-la (como aconteceu com invasion ou surface :P)..
Siga! Não gostei lá muito desta terceira season, embora tenha tido alguns episódios que "adicionei aos favoritos". A segunda, continua para já, a ser a minha favorita.
Estou curiosa para saber como se vai safar o senhor doutor da embrulhada em que se meteu, mas tenho sérias dúvidas que a coisa volte a ser como era...a ver vamos...

E enquanto setembro não chega, é sempre um prazer ver e rever os episódios que a fox vai repetindo vezes sem conta he he

Quanto ao spiderman, o filme tem uns efeitos especiais espectaculares e umas cenas de acção brutalíssimas ...mas a história, pá..não me convenceu, houve lá umas cenas que simplesmente não encaixaram...anyway, o marido disse que só quis ir ver aquilo por causa da Kirsten..

'Le me

tem idade suficiente para ter juízo, embora nem sempre pareça. algarvia desertora, plantou-se algures na capital, e vive há uma eternidade com um gajo que conheceu pelo mirc.

no início da vida adulta foi possuída pelo espírito da internet e entregou-lhe o corpo a alma de mão beijada. é geek até à raiz do último cabelo e orgulha-se disso.

offline gosta muito de passear por aí, tirar fotografias, ver séries e filmes, e yada yada, yada... é ler o blog ;)

bucket list

'Le liwl

era uma vez um blog cor-de-rosa que nasceu na manhã de 16 de janeiro, no longínquo ano de 2003, numa altura em que os blogs eram apenas registos pessoais, sem pretensões de coisa alguma. e assim se tem mantido.

muitas são as fases pelas quais tem passado, ao sabor dos humores da sua autora. para os mais curiosos, aqui ficam screenshots das versões anteriores:
#11 #10 #9 #8 #6 #5 #4

Bloglovin  follow us in feedly  Seguir nos Blogs do SAPO

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.