Isa vai ao ginásio: 6 meses!!!

na verdade, se fizesse a conta a 10 treinos por mês, não seriam 6 meses, seriam quase 4. ali entre julho e agosto, entre férias e trabalho, estive um mês sem lá meter o coiro, e tem havido demasiadas semanas apenas com um treino. é melhor que nada.

bom.. 6 meses. 37 treinos. 16 treinos com PT.

de facto, há uma diferença brutal entre fazer treinos por conta própria, ou ter alguém que percebe do assunto a torturar-nos orientar-nos na direcção certa. desde há um mês para cá que começamos a combinar os treinos, e em vez de 30mn cada um, fazemos 1 hora em simultâneo. é super, super puxado. já tenho levado quase uma semana a recuperar totalmente do treino, mesmo dando-lhe a sério nos alongamentos.

os alongamentos passaram de 20 minutos para 1 hora, e tornaram-se muito inspirados em posturas e fluxos de yoga. depois da minha descoberta, começamos a explorar e a descobrir montes de posturas que esticam deliciosamente os músculos, e fomos integrando várias na rotina. foi pegando tão bem, que eventualmente aproveitamos que o nosso plano inclui aulas de grupo, para experimentar uma aula de yoga. hoje fomos à terceira. fun fact: inauguramos o ginásio com uma aula de pilates, celebramos os 6 meses com uma de yoga :D

tenho notado *muitas* melhorias, não só a nível do pescoço e ombros, como a musculatura tá mais rija, tenho mais flexibilidade e não me sinto tão emperrada (noto especialmente ao levantar-me da cama ou do sofá ou a sair do carro), e a postura melhorou anos-luz (ando maravilhada com ela, nunca tive uma postura tão boa).


o pulmão está um bocado atrasado porque o cárdio tem ficado para segundo plano. a PT mete algum cárdio, mas foca-se muito mais no core e força. nos dias restantes, era suposto dar-lhe no cárdio, o que não está a acontecer porque eu não ponho lá os pés com a frequência que devia.. mas agora com a desculpa de ir às aulas de yoga, pode ser que o ritmo das 3x por semana volte \m/

Dezasseis

us

até a sogra me dá os parabéns, por aturar o filho há tantos anos muahahaha

na verdade, ele é que devia receber os parabéns por me aturar há tantos anos :D

acho que estamos quites ♥

Faz hoje 40 anos

que a força está connosco!

 

 

\m/

25 de Maio de 2017, às 09:00link do post comentar(2)

Pimbas!

 

cum caneco, tenho um blog com catorze anos..

(só de ler isto apareceram mais dois cabelos brancos e uma ruga no pescoço lol)

para celebrar o aniversário, levou uma ligeira lavagem de trombas. apercebi-me que há 4 anos que não toco no layout, shame on me.. e o homem FINALMENTE consertou o arquivo, o bookmark já fica preso no ano que é suposto, YAY.

além disso, ficou um bocadinho mais gorducho, e não foi das festas. encontrei um cd de backups muito antigo, e nele descobri uma pasta com algumas preciosidades. entre as quais, uma velhinha base de dados do liwl, que me devolveu 10 posts que julgava perdidos para sempre :D

We're In This Together

15 anos... cum caneco!!

tu careca, eu com rugas e cabelos brancos, mas parvos como sempre =D



le mandatory selfie :D

(título sugerido pelo homem, sentado ao meu lado a ver um vídeo no tubo duma entrevista com o reznor e o bowie)

Evolução campista III

fez este fim-de-semana dez anos que nos estreamos como campistas.. dez anos..

<inserir rajada de clichés e insultos sobre o tempo andar a mil à hora sem consideração por nada nem ninguém>

acampar tornou-se rapidamente na nossa forma favorita de passar férias e fins-de-semana de verão. temos aprendido muito sobre como viver com o mínimo essencial, a lidar com imprevistos, e a improvisar. aprendemos sobretudo, o valor inestimável do contacto com a natureza, e a liberdade e descontracção que isso proporciona. e que não precisamos realmente de muito para ser felizes, porque os grandes momentos das nossas vidas podem passar por algo tão simples (por mais lame que possa soar) como um assistir a um pôr de sol deslumbrante ou inspirar o aroma adocicado da resina dos pinheiros num dia quente.

achei que era data para ser comemorada a rigor, no parque de campismo eleito para a nossa estreia, galé. quem passa aqui pelo tasco desde os seus primórdios, conhece bem a minha pancada por este parque, also known as "resort alentejano", "estância de férias", "pedaço de paraíso". nestes dez anos, não houve um único verão que não tivéssemos passado por lá, nem que fosse apenas para um fim-de-semana. 

é o nosso sítio favorito na costa alentejana, mas... pela primeira vez em dez anos não senti formigueiro do estômago ao ver a entrada parque revelar-se ao fim da estrada. desapareceu no ano anterior e tenho suspeitas que não volta tão cedo. no verão passado tive um desgosto enorme, ao chegar lá e encontrar o meu spot de oito anos seguidos, invadido por um arraial fixo de tendas de "glamping".. s’aquela merda custou..

levei o inverno todo com esperança que este ano não regressassem, e a parcela fosse devolvida aos campistas habituais. mas não, voltaram e em maior quantidade, as tendas de "glamping" espalham-se como um vírus. se tivesse planeado assentar a tenda na mesma localização da primeira vez, não podia fazê-lo, porque até essa zona já foi reclamada pelo surf camp ou lá o que vem a ser aquilo. a manter o ritmo, em poucos anos vão minar completamente toda a zona costeira do parque :P

nunca é demais relembrar que temos mesmo que aproveitar todos os momentos (especialmente os bons), porque nesta vida nada dura para sempre.

bom, desgostos à parte, continua a ser o melhor camping onde já acampei, e pode ser considerado "culpado" por esta história ter pegado tão bem. está localizado numa zona fantástica, as instalações são boas, tem montes de espaço, e a praia continua a ser uma das mais bonitas onde já meti as unhas dos pés.

em 2006 o acesso ao parque fazia-se por estrada de terra batida, eu achava que não conseguia viver sem o portátil, ligação à internet, televisão por cabo e bidés. levava uma carga insana para dois dias e achei que ainda faltavam coisas HA HA HA HA HA impressionante como as coisas mudam!

ao longo do tempo fomos arranjando truques, construindo hábitos, e afinando a carga ao mais ínfimo pormenor. a evolução tem sido brutal. quando escrevi este post, estava convencida que era impossível esmifrar ainda mais a carga. o camping de tavira veio provar-me o contrário. a tralha base (tenda, saco cama, colchão, almofadas) cabe agora toda num trolley de 50l que está a passar o verão na mala do carro.



a velhinha 3 segundos, companheira de aventuras praticamente desde o inicio (não esteve na estreia, veio um mês depois), e apesar dos sinais de desgaste, ainda está ali prás curvas, mas este ano achamos que estava na altura de fazer um upgrade, mais arejado e fresco.



pode demorar mais tempo a montar e desmontar, mas o espaço que ocupa quando arrumada não tem comparação. e é muito fixe estar lá dentro na descontra, com as "portas" abertas. também tropeçamos num invento brutal, um colchão insuflável super compacto com bomba de encher integrada, não só não precisamos de ir com a bomba atrás, como enche mais rápido que o anterior, como é bastante mais confortável que qualquer um dos três que já usamos até hoje. o sacos de compressão foram outra descoberta muitíssimo útil.

portantos.. dez anos, três tendas, nove parques de campismo, duas praias selvagens, e incontáveis episódios depois, acho que já nos podemos considerar especialistas na matéria. e apetece-me escrever uns posts sobre o assunto :D

ps. vou deixar aqui o link para o post da estreia, mas.. ficam por vossa conta e risco, naquela altura eu escrevia de uma forma algo.. indelicada LOL

Isa vai ao ginásio: 3 meses!!!

3 meses. 33 treinos. 41 horas (sim, estou a manter registo) que passei a arfar feita maluca, em vez de ficar esparramada no sofá a ver tv ou lurking pela net YAY!!!

esta é a quarta tentativa de me "obrigar" a frequentar um ginásio. a primeira andei lá pouco mais de dois meses e falhava muitos dias, da segunda aguentei outros dois meses mas passava-se semanas que não metia lá os cotos, da terceira paguei a inscrição e a primeira mensalidade e nunca cheguei a calçar lá.

tinha, portanto, tudo para correr mal.. acontece que à conta dos post-mortems aos erros cometidos nas tentativas anteriores está a ser completamente diferente.

primeiro, porque tinha um objectivo realista. queres ter genica para caminhar na primavera? então precisas de manter o aparelho cardio-respiratório a bombar e fortalecer o core, para ficares menos cansada e sem dores musculares. é chato caminhar 20km, que nem é muito, e ficar para morrer depois disso. quero caminhar 20km e terminá-los fresca e com vontade de fazer mais 20 no dia seguinte.

segundo, porque meti um prazo na coisa: três meses! vais aguentar três meses. três meses tu consegues.

terceiro, porque obriguei-me a cumprir uma rotina. vais fazer o impossível para ires 3x por semana. não 1x, não 2x, não 4x, não 5x.. 3x! nem sequer pensas no assunto, pegas no equipamento e vais malhar, quer te apeteça ou não. 3x por semana, intervaladas, para dares descanso ao corpo e não teres desculpas. 

quarto, ter escolhido um ginásio tão perto que me desse peso na consciência pagar e não ir. e com um horário amigo dos meus horários. e barato, que só preciso das máquinas, dos pesos, e de um tapete.

quinto, diversificar os treinos para não me aborrecer da rotina. tenho uma rotina, é certo, 30 minutos de cardio, 30 minutos de força (musculação ou treino funcional ou uma mistura de ambos), e 15 minutos de aquecimento/alongamentos. mas rodo os equipamentos, e os exercícios, e a intensidade com que os pratico.

sexto, não me estou a medir nem a fotografar. been there, done that. uma das últimas tentativas que fiz para delapidar a pança, em 2010, foi sabotada por causa disso. após várias semanas sem notar uma única diferença, acabei por desistir e resignar-me que a banha estava confortavelmente instalada e não tencionava ir a lado algum.

eis atingi a meta dos três meses / três vezes, e estou deveras surpreendida pela minha persistência \m/

milagrosamente, tenho conseguido cumprir a rotina à risca. se por algum motivo há um dia que não posso ir, compenso no dia seguinte, mesmo que signifique ir dois dias seguidos. só há uma excepção, dou-me folga quando o benfas joga em casa
mas o melhor de tudo é que nem por isso precisei de obrigar-me muito. ir ao ginásio ao fim do dia passou a ser uma coisa que preciso, o corpo e a mente pedem-me aquilo, a ponto de ficar ansiosa pela hora. mesmo nos dias em que me sinto com menos energia insisto e vou à mesma. há ali um voodoo qualquer que acontece assim que me equipo (deve ser o feitiço da roupa de treino lol). e curioso que, os treinos que me dão mais gozo são os que termino toda assassinada!

três meses é pouco para ter resultados visíveis. não há muito para derreter, apenas para tonificar e isso leva tempo. o peso tem-se mantido estável, não noto mas o homem jura a pés juntos que a camada de banha da pança tá mais fina. não fiz grandes alterações à dieta habitual, se tanto troquei alguns ingredientes na sopa, reduzi as batatas-fritas ao mínimo, os queijos passaram a ser light e o pão integral (ancestral, pronto), e passo muito tempo sem sentir a doçura de um palmier, de um donut, ou de um waffle a derreter-se-me na minha língua :'(

...mas!!!

já não vomito um pulmão quando subo 3 ou 4 lances de escadas (7 ou 8 já é outra história), as alergias andam mais controladas (desde que ando no ginásio não tenho precisado de anti-histamínicos), a musculatura anda mais firme, a postura melhorou, e sinto mais energia e força (até as tarefas domésticas custam menos). ando curiosa com o colesterol mas ainda é cedo, não quero apanhar nenhuma desilusão.

agora, parte mais gira disto tudo é que é para continuar. os dois primeiros meses foram tenrinhos, mais para desenferrujar os músculos e os tendões e habituar o corpo ao exercício. só no ultimo mês é que comecei a introduzir os pesos no treino funcional, estabilizei os 10km/h na passadeira (com umas gazadas ocasionais a 11-12km/h para ele não ficar mal-habituado), e comecei a usar os programas mais malucos da elíptica, num nível respeitável. o treino ganhou logo outra dimensão, mais puxado, mais desafiante e muito mais gratificante. se conseguisse aguentar seis meses (um dos objectivos que tinha na ultima lista das 101 coisas e que desisti antes de começar) ficaria imensamente orgulhosa da minha própria pessoa.

e a primavera até aí a rebentar, e eu estou mortinha para ir testar a máquina pró monte :D

vemo-nos daqui a três meses. ou então, não! sabendo eu o que a casa gasta..

Diz que faz...

tenho um blog adolescente! cum cacete, entrou nos terríveis teens - agora é que vão ser elas... rebeldia, imaturidade, explosões temperamentais, tiques parvos, crises de identidade, alterações hormonais, voz grossa. jazus... fujam prás montanhas, se isto já era destrambelhado, agora é bem capaz de começar a descarrilar :D

(comé que ainda vou tendo pachorra é que...)

16 de Janeiro de 2016, às 15:40link do post comentar ver comentários (7)

E hoje...

...10 yrs @ sapo!

mas doi-me a alma :/

6 de Dezembro de 2015, às 20:10link do post comentar

Diz que...

 estes dois andam metidos em aventuras há 14 anos

 

Untitled

 

f*ck yeah!!

'Le me

tem idade suficiente para ter juízo, embora nem sempre pareça. algarvia desertora, plantou-se algures na capital, e vive há uma eternidade com um gajo que conheceu pelo mirc.

no início da vida adulta foi possuída pelo espírito da internet e entregou-lhe o corpo a alma de mão beijada. é geek até à raiz do último cabelo e orgulha-se disso.

offline gosta muito de passear por aí, tirar fotografias, ver séries e filmes, e yada yada, yada... é ler o blog ;)

bucket list

'Le liwl

era uma vez um blog cor-de-rosa que nasceu na manhã de 16 de janeiro, no longínquo ano de 2003, numa altura em que os blogs eram apenas registos pessoais, sem pretensões de coisa alguma. e assim se tem mantido.

muitas são as fases pelas quais tem passado, ao sabor dos humores da sua autora. para os mais curiosos, aqui ficam screenshots das versões anteriores: #11 #10 #9 #8 #6 #5 #4

seguir nos blogs do sapo

Follow follow us in feedly