Trás-os-Montes e Alto Douro // a desforra

no terceiro e último dia de passeio, acordamos como suposto no coração de trás-os-montes, em mirandela.

o que não era suposto foi no dia anterior termos regressado de espanha tão tarde, e o abel não servir jantares aos domingos. e como eu queria *mesmo* ir à posta, tinha que ser à hora de almoço, porque à de jantar contava já ir a meio do caminho de casa.. algo que iria alterar drasticamente o roteiro daquele dia. mas quanto a isso, vacinada já eu estou lol

depois de umas passeatas pelo centro de mirandela, onde ficamos deslumbrados com a serenidade do tua,

 

estava na altura de nos fazermos ao asfalto, ver o que ficou para trás na aventura anterior.

passámos por macedo de cavaleiros, e depois continuamos pela parte rural até à barragem do azibo, para semi-circular a zona. a albufeira do azibo é um sitio porreiro para se passar umas horas. tem praias fluviais, equipamentos aquáticos para alugar, percursos pedestres, etc. percebe-se porque estava tão concorrida naquela bonito dia de primavera.


dali seguimos pela A4 a todo o vapor, lançados a gimonde. chegamos lá por volta da uma e meia e não foi bonito.. estavam mais de 50 pessoas à nossa frente, e já não estavam a aceitar reservas.. é caso para dizer, que nem à terceira foi de vez :P

já que ali estávamos, aproveitamos para dar umas voltas pela aldeia,

 

e depois fui desmistificar os pombais, naquela zona existem bastantes. a maioria estão em terrenos privados, pelo que não me consegui chegar perto de um dos recuperados. mas fiquei satisfeita por ter-me aproximado de um sem ter levado com chumbo no lombo, por invasão de propriedade muhahaha



seguia-se valpaços. provavelmente devido ao feriado, estava completamente deserto. também suspeito que estivesse muita gente em casa, ou espalhados pelas praias fluviais das redondezas, para fugir ao calor. btw, fiquei algum tempo a olhar para este monumento, a tentar perceber se era mesmo assim, ou se estava vandalizado. ri-me um bocado, não se chateiam comigo, valpacenses, não foi por querer :)



terminada a volta por valpaços fiquei indecisa se havia de ir para chaves ou vila real. como já conhecia chaves, meti-nos a caminho de vila real, já orientados para casa.

...e tá visto que ainda não terminamos os nossos assuntos por esta bela região. mental note: visitar trás-os-montes em finais de abril / maio é mais interessante que março. o tempo está mais quente, e as árvores estão começam a ganhar copa, a paisagem está ainda mais bonita!