Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

lost in wonderland

lost in wonderland

E esta, hem?

Maio 12, 2015

uma destas noites tive que picar uma cebola para um refogado e lembrei-me de uma dica que aprendi nos comentários deste post: meter um palito na boca.
não custa nada experimentar, né?

e não é que não fiquei sequer com os olhos a arder.. what kind of sorcery is this??

para confirmar se não estaria perante um espécimen rombo, chamei o homem à recepção e pedi-lhe para enfiar a cara no recipiente onde estava a cebola picada de fresco, a emanar furiosamente gases lacrimogéneos. for science!

segundos depois, o homem estava com os olhos vermelhos e prestes a derramar água, e eu continuava enxuta, de palito ao canto na boca. brutal..

aguardo com bastante expectativa pela minha próxima panela de molho de tomate, para desafiar este truque com meio-quilo de cebolas malinas. a ver se deixa de ser preciso construir uma arca para nos salvar do dilúvio de lágrimas. isso e as histórias tristes para justificar a choradeira :D

UPDATE [18 maio 15]: 1kg (989gr para ser mais exacta) de cebolas foram descascadas, esquartejadas e transformadas quase em puré pela minha pessoa, enquanto segurava um palito nas beiças. tenho a dizer que senti os gases a fazerem-me cócegas no nariz, e que a dada altura as minhas vistas sentiram uma ligeira humidade, mas nada de saltos, choros ou qualquer vontade de espetar com um garfo nos olhos para atenuar a coçeira :D APROVADO!!

Adoro cerejas

Maio 12, 2015

no fim-de-semana passado fui ao mercado e trouxe 0,5kg delas. não foram baratas e são horríveis, não sabem a nada minimamente parecido com cereja. sinto-me roubada, vá lá que não trouxe a caixa toda como ainda pensei. era só isto.

Lagos a Sag... Ingrina

Maio 12, 2015

no primeiro de maio, depois de quase um mês sem torturar esticar os músculos das pernas, decidimos que estava na altura de ir desentorpece-los. como íamos passar o fim-de-semana na terrinha, o plano era lagos até sagres em duas etapas, sexta e sábado a andar, e domingo a descansar.


trilhos não faltam ali, mas não existem percursos marcados para seguir. nada que me preocupasse, toda aquela zona costeira é-me familiar, apesar da paisagem ter mudado *bastante* nos últimos 15 anos.

lagos-salema faz-se muito bem, e por passarmos por uma vila ou praia com apoio a cada meia dúzia de kms, dá para fazer abastecimento ou pausar para comer qualquer coisa, logo não é preciso levar grande carga às costas.

começamos na ponta da piedade, passámos pela praia do porto de mós, praia luz, burgau, praia das cabanas velhas (nunca a tinha visto com tanta areia), e boca do rio, até finalmente alcançarmos a meta do dia, salema.

lagos lagos


porto de mós

o passeio é fantástico. as vistas sobre as águas calmas do atlântico às portas do mediterrâneo são um bálsamo para a alma. em dias sem ponta de vento como aquele, então..

Untitled

tem subidas e descidas interessantes, mas nada que nos deixasse de rastos. o maior desafio foi talvez descer a encosta da luz, desde miúda que tinha um fascínio por aquele monte e finalmente satisfiz a curiosidade de desce-lo. da próxima quero subi-lo :D

adorei cada passo que dei por aqueles trilhos. o piso é excelente, não maça os pés nem as pernas e as vistas fazem-nos querer andar sem parar. encontrámos montes de gente por cima daquelas falésias, a curtir a tarde que estava bastante agradável. uns a passear, outros a correr e muitos simplesmente a contemplar.


luz

Untitled

fiz os 21km daquele dia sem problemas e quando terminei não estava cansada nem a fantasiar com uma cama onde arrochar (isso veio depois lol), definitivamente faz toda a diferença usar calçado leve e meias adequadas, as forclaz que levei à experiência portaram-se à altura do desafio.

acontece que no sábado fazia tanto calor lá pelo reino dos algarves que não quis arriscar fazer-me ao monte. ainda me dava alguma quebra de tensão que ia obrigar o homem a ter de carregar-me dali para fora às costas. coisas fixes que a idade nos traz.. NOT!

bom, como eu tenho um problema com assuntos inacabados, não quis voltar de lá sem terminar o plano. domingo também era dia.

em contraste, salema-sagres é bem mais desafiante. a primeira metade foi muito agressiva, com subidas e descidas de fazer lembrar uma montanha russa, e a vegetação é bastante densa. mas com paisagens igualmente muito bonitas e bem menos povoadas. passamos por muitas praias quase selvagens, com acessos bastante condicionados que só os mais afoitos arriscam.

Untitled

zavial

não esperávamos era gastar tanto tempo e energia nos primeiros 8km. quando chegámos à ingrina, aquela que é a última paragem com apoio até sagres, decidimos, muito relutantemente, dar o dia por terminado. já começava a ficar tarde e estavamos um bocado mal-tratados, não ia dar para fazer tudo naquele dia. não esquecendo o pormenor que ainda ia conduzir 300km nessa noite..

se tivéssemos começado mais cedo, tínhamos ficado duas horas de molho na ingrina e depois seguíamos caminho, que a meta estava tão próxima que até queimava. começar tarde e más horas é um dos nossos grandes problemas, que enquanto não for resolvido, há-de sempre minar-nos os planos. é muito frustrante.
ainda por cima, quando mais ando distâncias longas, mais gosto. 8km já são um passeio no parque, preciso de pelo menos 15 para sentir que a coisa vale a pena. mas para isso é preciso ir com tempo..TEMPO!! argh

mas pronto, não hão-de faltar oportunidades para terminar o desafio..

álbum completo aqui

aviso à navegação: não há percursos marcados ali por cima, apenas uma encruzilhada de trilhos. é perfeitamente possível fazer sem gps, basta ir com alguma atenção por onde se segue (lamber a vista de satélite de um qualquer serviço de mapas da zona ajuda). há zonas que passam muito rente às arribas pelo que é preciso ter cuidado onde se assenta os pés.

'Le me

tem idade suficiente para ter juízo, embora nem sempre pareça. algarvia desertora, plantou-se algures na capital, e vive há uma eternidade com um gajo que conheceu pelo mIRC.

no início da vida adulta foi possuída pelo espírito da internet e entregou-lhe o corpo a alma de mão beijada. é geek até à raiz do último cabelo e orgulha-se disso.

offline gosta muito de passear por aí, tirar fotografias, ver séries e filmes, e (sempre que a preguiça não a impede) gosta praticar exercício físico.

mantém uma pequena bucket list de coisas que gostava de fazer nos entretantos.

'Le liwl

era uma vez um blog cor-de-rosa que nasceu na manhã de 16 de janeiro, no longínquo ano de 2003, numa altura em que os blogs eram apenas registos pessoais, sem pretensões de coisa alguma. e assim se tem mantido.

muitas são as fases pelas quais tem passado, ao sabor dos humores da sua autora. para os mais curiosos, aqui ficam screenshots das versões anteriores:
#12   #11   #10   #9   #8   #6   #5   #4

seguir nos blogs do SAPO

email: [email protected]

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

'Le Archive

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2009
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2008
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2007
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2006
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2005
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2004
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2003
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D