Great Scott! This is heavy...

há uns tempos passou-me pelos olhos um artigo científico, que falava sobre a possibilidade do tempo afinal andar para trás, e que eventos futuros podem afectar o passado. achei a teoria interessante e tentei ler aquilo. tentei.. às tantas já me estava a baralhar toda e acabei por ficar a saber o mesmo, ou seja nada. demasiada areia para a minha cámineta!

anyway, hoje aconteceu uma cena ao homem que não teria acontecido se isto não tivesse acontecido. agora estou aqui com umas dúvidas existenciais..

claro que pode tratar-se apenas de uma coincidência lol

30 de Julho de 2015, às 21:26link do post comentar ver comentários (6)

Tenho uma vizinha

a ouvir (e acompanhar a letra em altos berros), aquelas baladas romântico-pirosoas de corações despedaçados, tipo jardins proibidos, o anel de rubi e umas outras que dou graças ao senhor por não saber o que é, mas que soam igualmente lamechas.

será que devia ir até lá, oferecer-lhe o meu ombro amigo para ela chorar, ou ver se está tudo bem, se precisa que lhe dispense um rolo de papel higiénico (não tenho kleenexes em casa, ora bolas)?

30 de Julho de 2015, às 21:11link do post comentar ver comentários (2)(1)

Summertime madness // Culatra

...ainda não aprendi que tampões para ouvidos é um acessório imprescindível para o campismo. acho que não dormi duas horas seguidas XP

vá lá que levantar às sete da manhã até tem as suas vantagens: o dia rende pa cacete. às oito e meia estávamos de saída de cabanas, prontos prá desbunda. começamos em tavira, onde fomos tomar o pequeno-almoço e aproveitar para conhecer o mercado.

Untitled UntitledIMG_20150704_103529 IMG_20150704_103121

há pessoas que visitam museus, nós visitamos.. mercados (há pancadas piores, quero acreditar!)

dali seguimos rumo a olhão. de caminho fizemos um breve desvio para a fuzeta, nunca lá tinha estado e apeteceu-me conhecer. parece ser um sitio tranquilo, e bom para praia.

quando chegamos à zona ribeirinha de olhão, apanhamos um mar de gente. ah.. é verdade, estamos no algarve, já me esquecia :D

demos uma volta (visitar o mercado e tal) por lá, para fazer tempo da nossa "boleia" para uma das ilhas, a da culatra/farol. a da amona fica prá próxima, não se pode ver tudo de uma só vez para termos desculpa para voltar, rite?

Untitled

desembarcamos na ilha do farol (alguém me explica o porquê da ilha ter os dois nomes?) e fomos andando em direcção à culatra pela praia, que é fantástica! enoooooooooorme, de areia fina, sem ondas, e pouco frequentada entre concessões. muito semelhante a tróia, por acaso (mas com menos árvores).

ilha do farol

tava-se muito bem por lá, apesar de termos apanhado um certo vento, que entrou de mansinho e foi aumentado de intensidade pela tarde. o grande problema do vento é que não se sente o sol a morder e protector em spray não é lá grande coisa. se já vinha um bocado assada da galé, fiquei seriamente a precisar de biafine..

ilha da culatra UntitledUntitled

acabamos por sair de lá tarde e a viagem de barco ainda demorou - e mais um dia que não íamos chegar a horas de apanhar o barco para a ilha de tavira. fónix, tá complicado!

bom, já que estávamos sem pressas, bora passar ali pelo fialho a ver se é desta que conseguimos lá jantar.

..e foi!

alambazamo-nos com um arroz de marisco de comer e babar por mais (ainda que o estômago esteja a um lingueirão de explodir), que chegou à mesa ainda a gorgolhar!
por momentos até julguei que o homem fosse interromper o jantar a meio para invadir a cozinha, e pregar dois beijos a quem preparou o arroz. não se levantou mas pediu por duas vezes à empregada de mesa que fosse entregar os seus rasgados elogios a quem de direito.

ao dia de hoje ainda me espanta a quantidade de comida que enfardámos naquela refeição..

Untitled

não. sobrou. nada!

a noite estava quente e a lua cheia, mesmo a pedir um passeio para ajudar o arroz a descer à tripa, logo ali, pelas redondezas do restaurante, que fica situado paredes meias com a ria formosa.

tão e agora? nem penses que volto pró parque de cabanas...

ele: "albacora?"
eu: "albacora!!"

(inserir aqui imagem mental da isa a fazer a dança da felicidade)

não pudemos desfrutar do nosso adorável quarto assim que fizemos o check in porque EU. PRECISAVA. DE. BIAFINE!

demos com o nariz na porta do gran-plaza, que as dez da noite já tinha encerrado. toca de seguir para o centro da cidade, comigo a rezar a todas as entidades de existência duvidosa que me lembrei, por uma farmácia aberta aquela hora e.. TÃO NÃO É QUE ENCONTREI UMA, no caminho para a gelataria? (sim, que o homem aproveitou logo a oportunidade para ir à muxagata) muahahahah devo ter sido uma pessoa muito boazinha na minha vida passada!

há que deixar registado um breve episódio: a farmacêutica que me atendeu, que não foi buscar o meu ansiado unguento arrastando as trombas pelo chão, porque era tarde e ela preferia estar em casa a descansar do que atender turistas manhosos que se lembram de ir buscar medicamentos não urgentes a horas impróprias. não só me recebeu com uma simpatia quase desconcertante, como desbobinou uma série de informações, recomendações para o meu escaldão e até histórias pessoais.
não estou habituada a tanta amabilidade lol

'Le me

tem idade suficiente para ter juízo, embora nem sempre pareça. algarvia desertora, plantou-se algures na capital, e vive há uma eternidade com um gajo que conheceu pelo mIRC.

no início da vida adulta foi possuída pelo espírito da internet e entregou-lhe o corpo a alma de mão beijada. é geek até à raiz do último cabelo e orgulha-se disso.

offline gosta muito de passear por aí, tirar fotografias, ver séries e filmes, e (sempre que a preguiça não a impede) gosta praticar exercício físico.

mantém uma pequena bucket list de coisas que gostava de fazer nos entretantos.

de resto, é ler o blog :D

'Le liwl

era uma vez um blog cor-de-rosa que nasceu na manhã de 16 de janeiro, no longínquo ano de 2003, numa altura em que os blogs eram apenas registos pessoais, sem pretensões de coisa alguma. e assim se tem mantido.

muitas são as fases pelas quais tem passado, ao sabor dos humores da sua autora. para os mais curiosos, aqui ficam screenshots das versões anteriores:
#11 #10 #9 #8 #6 #5 #4

follow us in feedly  Seguir nos Blogs do SAPO

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Error running style: Style code didn't finish running in a timely fashion. Possible causes: