Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

lost in wonderland

lost in wonderland

Lugares mágicos

Maio 09, 2019

andava de olho posto na's casas caiadas há uns tempos valentes, mas tava difícil de conciliar as datas. porque a minha altura favorita para ir laurear pelo interior alentejano é ali aquela nesga da primavera, quando a paisagem verde está sarapintada pelas cores das flores silvestres, e as temperaturas estão amenas, e eu só me lembro destas coisas em cima da hora... mas deste ano não ia passar!

aproveitamos um dos feriados, planeamos uma ponte, e reservamos a estadia (com dois meses de antecedência!!).

sem grandes pressas, fomos pelo caminho mais demorado - e mais cénico, para aproveitar bem o passeio. levamos hora e meia a chegar lá, a distância de lisboa é perfeita, nem muito perto, nem muito longe. num daqueles momentos que só podem ser obra da conspiração cósmica, enganei-me a fazer o desvio final, e dei de caras com este cenário fabuloso,

ribeira floridaribeira floridaflores

de volta ao caminho certo, que serpenteava por entre um montado e que atravessava a ribeira da foto de cima, o nosso destino revelou-se. fomos muito bem recebidos pelo proprietário, que nos apresentou à nossa casa durante os próximos dois dias, à casa social, onde se fazem as refeições, e já agora, pedimos se era possível ver a casa grande, assim ficávamos a conhecer tudo. as casas são casamento perfeito entre o contemporâneo confortável e seguro, e o rural genuíno e simples de outros tempos.

casa de pedra wc suite

ia com expectativas altas, mas uma coisa é ver fotografias, outra é estar in loco. se o charme rústico e delicado das casas era tudo aquilo que estava à espera de encontrar, num todo, era impossível de imaginar o quanto sublime aquele pedaço de paraíso é. a primavera definitivamente enriquece o cenário, não só com os verdes da vegetação, que contrastam tão bem com o branco imaculado das casas, mas o bulício da passarada e dos insectos, e das rãs na ribeira ali ao lado, tornava o ambiente simplesmente mágico. não se ouvia nenhum outro som. só queria que o tempo parasse naquele momento. durante uns quantos dias.

a primeira coisa que fiz foi atirar-me à piscina. tinha-lhe uma paixão imensa desde a primeira vez que a vi. as margens e o fundo branco em declive, dão à agua um gradiente de azul fantástico, a rivalizar com o do céu.

piscinapiscina

no primeiro dia tivemos aquele lugar idílico todo por nossa conta, e aproveitamos ao máximo aquela tranquilidade indescritível. no segundo, já com companhia, não foi muito diferente. arrastávamo-nos por entre as espreguiçadeiras, ora à sombra de uma oliveira, ora perto da piscina, e sempre com aquela banda sonora incrível em pano de fundo. definitivamente mágico.

chillin chillin

não estávamos muito longe da civilização, mas ali, resguardados pelos sobreiros e pelas oliveiras, conseguia sentir-me completamente isolada do resto do mundo. mesmo o que andava a precisar, mas dois dias disto não chegam.

casas sunset sunset

sem a lua a iluminar a noite, a escuridão revelava um céu incrivelmente estrelado. não tivesse frio, era capaz de ter ficado horas a admira-lo, deitada numa espreguiçadeira.

e nem por isso a bicharada sossegava. adormecer com o cantar dos rouxinóis, misturado com cricrilar incessante dos grilos, foi uma experiência completamente nova. queria ficar acordada a deliciar-me com a melodia, mas aquilo embalava-me de tal forma, que adormecia em menos de nada.

estamos rodeados pela natureza, e nota-se o esforço para que tudo ali permaneça no estado mais puro possível. há pássaros, há abelhas e outros insectos voadores e rastejantes, há aranhas, há largartitos e cobras, há sapos e rãs, há coelhos e provavelmente muitos outros animais selvagens mais tímidos. mas não pareciam muito incomodados em partilhar o espaço connosco.

flores floreslargartito

vou andar a sonhar o resto do ano com um regresso na próxima primavera 😍

álbum completo no sitio do costume

'Le me

tem idade suficiente para ter juízo, embora nem sempre pareça. algarvia desertora, plantou-se algures na capital, e vive há uma eternidade com um gajo que conheceu pelo mIRC.

no início da vida adulta foi possuída pelo espírito da internet e entregou-lhe o corpo a alma de mão beijada. é geek até à raiz do último cabelo e orgulha-se disso.

offline gosta muito de passear por aí, tirar fotografias, ver séries e filmes, e (sempre que a preguiça não a impede) gosta praticar exercício físico.

mantém uma pequena bucket list de coisas que gostava de fazer nos entretantos.

'Le liwl

era uma vez um blog cor-de-rosa que nasceu na manhã de 16 de janeiro, no longínquo ano de 2003, numa altura em que os blogs eram apenas registos pessoais, sem pretensões de coisa alguma. e assim se tem mantido.

muitas são as fases pelas quais tem passado, ao sabor dos humores da sua autora. para os mais curiosos, aqui ficam screenshots das versões anteriores:
#12   #11   #10   #9   #8   #6   #5   #4

seguir nos blogs do SAPO

email: isa [ arroba ] sapo [ ponto ] pt

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

'Le Archive

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2009
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2008
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2007
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2006
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2005
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2004
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2003
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D